Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Carros Voadores nos Jogos Olímpicos de Tóquio

imagem do carro voador do filme Harry Potter e descrição: uma realidade Carros Voadores

Carros Voadores nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Se você pensava que 2020 estava distante demais e os filmes futurísticos muito longe da realidade, saiba que daqui pouco mais de dois anos teremos carros voadores nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão.

E sim, eles podem ser bem semelhantes aos carros voadores dos filmes do Harry Potter. E fique ligado: logo teremos as motos voadoras.

Quem financia a novidade é agigante automobilística Toyota (a mesma fabricante do gigante Corolla), fabricante japonesa de automóveis e tecnologias.

Para colocar seu país à altura de um grande evento mundial, a marca está apostando todas as suas fichas na startup Cartivator, que conta com uma equipe de 30 cientistas engenheiros.

Para tanto, vem realizando um investimento arrojado. Até o momento já foram aplicados 40 milhões de yen (cerca de 320 mil euros), além de colocar todos os recursos de engenharia à disposição desses cientistas.

Como funciona? Esses engenheiros têm trabalhado para colocar para funcionar um carro como se fosse um drone, voando na altura de 10 metros e chegando a uma velocidade de 100km/h.

Outra promessa é que o automóvel, com 2,9 metros de comprimento, seja bem fácil de pilotar. O carro voador foi batizado de Skydrive e a ousadia dos jovens engenheiros é tamanha que eles esperam acender a chama olímpica com um automóvel voador.

Será que aquilo que seria um sonho utópico da humanidade, aparentemente tão distante, estaria tão perto assim?

Para que o sonho vire realidade, há ainda outros padrinhos do projeto, como Taizo Sun, o fundador da empresa de jogos online GungHo, e os fundos recolhidos de todas as partes do mundo por meio do “crowfunding”, que arrecadou até o momento 20 mil euros.

Os Carros Voadores

Os criadores do projeto explicam que o sonho é criar carros voadores para todos, com a finalidade de desobstruir o trânsito das grandes cidades, eliminando o congestionamento e todo o estresse causado por ele.

Nos países desenvolvidos, o número de carros nas ruas vem crescendo a uma velocidade assustadora e a proposta ideal é que qualquer pessoa possa voar no céu com seu carro.

Depois do protótipo, os cientistas devem permanecer trabalhando parar criar um carro voador que possa decolar e pousar verticalmente e com segurança.

Outras organizações começam também a olhar para as novas tecnologias desenvolvidas e a sonhar com um mundo com carros voadores. Larry Page, co-fundador do Google, é outro entusiasta da ideia que vem financiando projetos com propostas semelhantes.

O Uber, por exemplo, iniciou neste ano algumas parcerias importantes para que até 2020 tenha demonstrações de sistemas mais futuristas de transporte. E o grupo europeu Airbus já chegou a apresentar um conceito de carro voador, em março, no Salão de Genebra.

O que você acha dessa iniciativa?

Será que em 2050 teremos essa tecnologia no Brasil também? Vamos torcer!