Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Conheça os benefícios da CNH com chip

Imagem de fiscalização de trânsito para ilustrar post sobre CNH com chip

Conheça os benefícios da CNH com chip

Há um ano, a carteira nacional de habilitação (CNH) vem passando por mudanças significativas, sobretudo em relação a itens de segurança. Uma delas é a CNH com chip.

Em 2017, o documento ganhou novas cores e inserção de código QR no verso. Com a versão digital, os motoristas podem se identificar por meio de um aplicativo.

Agora, a CNH passa a ter formato com microchip. O novo modelo de CNH com chip será desenvolvida em cartão de plástico. Isto é, muito parecido com o que utilizamos para cartões de crédito.

A previsão é de que a tecnologia seja implementada em todos os documentos até 2019. Com isso, a versão que conhecemos hoje está realmente com período contado, prestes a se extinguir.

Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), no futuro, a CNH com chip poderá ser útil até mesmo para pagar tarifas de ônibus, metrô e, quem sabe, até mesmo pedágios.

Diversos objetivos poderão estar associados a um único documento. Um exemplo seria utilizá-lo para acesso a prédios e universidades. Para serem lidas, as informações contidas dentro do chip não precisam de um hardware específico para tal.

CNH com chip: mais fiscalização

Esse novo modelo de CNH com chip terá como benefício a fiscalização mais rápida. Também serão utilizados telefones celulares para controlar acesso a prédios e para pagar a taxa de transporte público. Além disso também deve reduzir as ocorrências de fraudes relacionadas à apresentação da CNH.

Os valores de emissão do novo documento são de competência do Detran de cada Estado.

Esse cartão inteligente será implementada ao longo desse ano de 2018. Todos os órgãos do governo no país deverão se adequar e implantar os procedimentos necessários. O prazo final é 1º de janeiro de 2019.

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) já informou que os dados armazenados serão gravados de maneira criptografada. O órgão vai controlar as chaves de acessos aos dados gravados no chip.

Quer ver uma ideia ainda mais futurista? Que tal utilizar sua CNH como identificação biométrica? De acordo com informações do Contran, a criação da nova certeira de habilitação teria também o objetivo de inserir as informações digitais do usuário dentro do microchip. Assim, validaria a identidade pessoal de cada um.

E você, gostou da novidade? Conheça um pouco mais sobre a CNH ou informações sobre o Detran de cada estado.