Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Veja dicas de como evitar a violência no trânsito

Imagem de acidente de carro para ilustrar post sobre violência no trânsito

Veja dicas de como evitar a violência no trânsito

Viver em sociedade as vezes é um desafio. Principalmente quando o assunto é o trânsito. Ter um carro é um bem individual. Porém, ao sair na rua você se torna responsável por muitas atitudes e é necessário pensar no coletivo. Afinal, todos que estão no tráfego querem chegar o mais rápido possível ao seu destino. Não é muito difícil ver no noticiário acidentes ou crimes causados pela violência no trânsito. Porém, como evitar?

Violência no trânsito

As leis de trânsito existem para impor uma regra igual para todos e para punir quem não as cumpre. Elas estão sempre em busca de manter a ordem nas ruas da cidade.

Porém, não são somente os órgãos de trânsito os responsáveis por conter a violência no trânsito. Cada pessoa tem o dever de respeitar o próximo. Mesmo se você considerar que é o outro que está equivocado.

Aliás, esse é um comportamento muito comum no trânsito. Apontar o dedo para o outro e dizer que ele está errado, ou que a agressão foi o outro que começou.

No entanto, essa não é uma justificativa válida para iniciar uma briga, uma discussão ou qualquer outro tipo de violência no trânsito. É necessário manter a racionalidade e a educação. Se uma pessoa for irresponsável no trânsito, não é com xingamentos que você vai corrigi-la.

O melhor a fazer se por acaso alguém cometer um erro que atrapalhe a sua direção é manter a calma. Tente se colocar na situação da pessoa. Pode ser que seja um motorista novato, com pouca experiência e logicamente irá cometer erros até pegar prática.

Todo mundo erra

De acordo a informação dada ao Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) pela Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente de 90% dos acidentes no trânsito são causados por falha humana. O que significa que todo mundo erra. Mesmo os motoristas com anos de experiência. Seja por algum desrespeito à lei ou alguns deslizes durante o dia a dia.

Portanto, assumir o erro e não achar que todos dirigem mal menos você é um passo importante para não se estressar, manter a atenção durante seu trajeto e evitar a violência no trânsito.

Além disso, procure ter empatia. Trate as pessoas como gostaria de ser tratado, sendo educado, gentil e cordial. Mesmo as vezes não tendo esse comportamento recíproco, você saberá que fez a sua parte e contribuiu para manter as regras de convivência social. E quando um não quer, dois não discutem.

Pedestres também fazem parte do trânsito

A prioridade nas leis de trânsito é sempre do menor para o maior. Ou seja, os veículos maiores têm o dever de dar prioridade aos veículos menores. E como os pedestres também circulam pelas vias da cidade, assim como os veículos, eles devem respeitar as regras de civilização no trânsito.

Algo que causa xingamentos e até acidentes é quando o pedestre não utiliza a faixa para cruzar a rua. É necessário respeitar as leis, mesmo sendo mais cômodo atravessar em outro lugar.

Se não houver faixa no local e nem nas proximidades, sinalize levantando o braço e sempre agradeça os motoristas por darem passagem. É um gesto singelo, porém que gera gentileza.

Algumas dicas para evitar a violência no trânsito

  • Reduza a velocidade quando estiver próximo a um cruzamento;
  • Antes de realizar uma conversão ligue a seta antecipadamente;
  • Mantenha uma distância considerável do veículo a frente. Assim, você consegue evitar algum acidente, caso ele cometa algum erro;
  • Esteja sempre atento. O celular pode distrair muito a sua atenção podendo causar acidentes;
  • Para os pedestres: vale sempre lembrar de olhar os dois lados antes de atravessar e sempre cruzar na faixa;
  • Para os veículos: sempre pare quando as pessoas iniciarem a travessia. E espere elas terminarem de cruzar, mesmo que o sinal tenha ficado verde.

E caso você sofra um acidente, se você já tiver um seguro auto não esquente a cabeça. Se ainda não tem, é fundamental ter um.