Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Já pensou em comprar seu carro em países vizinhos?

é possível comprar carro em outros países?

Já pensou em comprar seu carro em países vizinhos?

Ter o carro dos seus sonhos, com conforto e bom desempenho, talvez um daqueles bem luxuosos e importados. Por que não? Mas aí tal aspiração esbarra na dificuldade: o preço. Não bate aquela vontade de ir buscar seu carrinho em outro país e voltar dirigindo só para pagar menos impostos e não ter gastos com frete? Será que é possível? E será que compensa comprar carro em países vizinhos?

Será que é fácil?

Olha só, tentativas não faltam. Mas é fria. Basta caminhar pelas cidades na fronteira do país para observarmos a quantidade de placas do Paraguai em carros de brasileiros espertinhos. Porém, saiba você que para comprar um veículo com preços mais acessíveis naquele país, é preciso adquirir visto de residência. Você precisa comprovar que vive no país onde você pretende comprar seu carro. Não é mole não!

Além disso, ter um carro importado dos países vizinhos, como se diz por lá: “é pedir pra ser parado pela Polícia Federal”.

O que a lei diz?

Assim, vale dizer que nossa legislação proíbe a aquisição de automóveis no exterior que não tenham passado pelos processos legais de importação de veículos de transporte. O risco não compensa: você teria de pagar, de qualquer forma, todas as taxas aduaneiras para trazer seu carro para o Brasil.

Até pode ser mais barato. O preço fica difícil contestar. Dependendo do modelo e da marca, você encontrará em outros países da América Latina um carro a preço mais baixo daquele praticado no Brasil. Isso porque, como se sabe, nossa carga tributária é alta se comparada a outros mercados.

Mas ainda que você, hipoteticamente, tenha residência no país vizinho e depois volte a circular com seu novo-carro-dos-sonhos em território brasileiro: Já pensou se o carro quebra? Imagina ter de voltar ao país de origem toda vez para consertá-lo!

Já o oposto raramente acontece: o Brasil não é um país atraente para nossos vizinhos, que muitas vezes escolhem importar carros em continentes mais distantes – como na Europa, por exemplo, que tem um mercado automobilístico mais em conta.

E como fica o seguro do carro?

Além disso, você poderia encontrar algumas dificuldades na hora de contratar seguro auto. Se for um carro importado, de um modelo que não tenha no Brasil, isso pode encarecer seu seguro, já que seu conserto será muito mais difícil.

Diante disso, que fique claro o mais importante: essa atividade é ilegal. No final das contas, o jeito mesmo é fazer uma boa educação financeira, aprender a economizar o dinheiro de cada dia, para que o sonho do carro novo se concretize sem muitos sacrifícios.

Com planejamento, organização e um pouco de pesquisa no mercado, você ficará cada dia mais perto dessa conquista.