Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Veja como fazer o descarte ecológico dos itens inutilizáveis do seu carro

Descartar itens do carro inutilizáveis

Veja como fazer o descarte ecológico dos itens inutilizáveis do seu carro

Você tem um carro e usa ele todo dia para ir trabalhar. No final de semana também vai passear de carro. Uma hora ou outra você terá que trocar algumas peças do automóvel (a não ser que você troque ele antes disto). O fato é que quase todo mundo já precisou trocar algum item no veículo, seja um pneu, pastilhas de freio ou palhetas do pára-brisa. Fazer a troca de itens danificados é importante pois irá manter o carro em boas condições de uso, porém surge um outro problema: como descartar corretamente os itens inutilizáveis?

Parece simples, mas não é. Obviamente você não pode, por exemplo, jogar um pneu no lixo do banheiro de casa. No Brasil, algumas empresas já pensam na logística reversa, ou seja, o processo em que produtos que não servem mais voltam às mãos de seus fabricantes para que seja dado a eles um fim correto. Porém, esse procedimento não é tão fácil e muitas vezes o consumidor é quem deve dar um destino para essa sucata.

Veja como você pode dar um fim correto para os itens não mais utilizáveis do seu carro:

  • Sistema de Freio

Discos, pastilhas e lonas de freio quando trocadas, geralmente, ficam na oficina. Não há uma lei específica sobre isso, mas a logística reversa desses itens deveria ser: o item fica na oficina, o mecânico separa os materiais e dá a destinação correta para cada um.

Partes metálicas devem ir para siderúrgicas para serem reutilizadas e restos de lona passam por uma trituração e podem ser reutilizados na composição de lonas novas. O restante deve ser encaminhado para um aterro sanitário.

Porém, são poucas as empresas que fazem esse processo (que gasta tempo e energia). Portanto, converse com o seu mecânico sobre qual o destino ele dá para esses itens e procure na internet programas de logística reversa que envolvam oficinas próximas a você.

  • Óleo lubrificante

O óleo lubrificante de carro possui descarte previsto pelo Ministério do Meio Ambiente, já que contém elementos como compostos oxigenados, aditivos, resinas e porcentagens de metais pesados. Ele é considerado perigoso, com altos índices de contaminação.

Por isso, ele deve ter um destino adequado após seu uso. Assim como o óleo de cozinha, despejar ele direto no meio ambiente é proibido. Ele deve ser encaminhado para um “rerrefino”, no qual os contaminantes são retirados do óleo e o que sobra é matéria prima para outros produtos.

Para descartar corretamente o óleo lubrificante, você deve levá-lo ao revendedor, mecânico ou posto de combustível responsável pela troca dele no seu carro. Você deve exigir desses estabelecimentos certificados emitidos por coletores autorizados.

  • Filtros de óleo

Quando você pensa no óleo do seu carro, é importante não pensar somente em como escolher o melhor óleo, mas também como descartá-lo. Se o óleo é considerado perigoso, o local onde ele fica também é. A Política Nacional de Resíduos Sólidos prevê que o filtro não pode ser despejado sem antes passar por um processo de descontaminação. Então, é feito o processo de rerrefino já descrito acima e demais componentes que sobrarem devem ser co-processados para geração energética.

Novamente, cabe ao revendedor, mecânico ou posto de combustível dar o encaminhamento correto para a sucata. Certifique se sua oficina irá dar o destino correto para o item.

  • Pneus

Existe uma resolução no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) que estabelece que a cada pneu novo vendido, um que esteja sem condições de uso deve receber uma destinação correta por parte dos fabricantes. Além disso, toda cidade que tenha mais de 100 mil habitantes deve ter, no mínimo, um ponto de coleta de pneus.

O ponto de coleta pode ser público, como os Ecopontos das prefeituras, ou privado, geralmente dentro de revendas e oficinas.

Os pneus são encaminhados para trituração. Então, a borracha moída é reutilizada na fabricação de solas de sapato, pisos de quadras esportivas e tapetes automotivos.

Você pode conferir o ponto de coleta mais perto de você nesse site.
Para dar um fim correto para as peças do seu automóvel, você vai precisar pesquisar bastante e se certificar de que seus fornecedores dão um destino adequado às sucatas. Além disso, você pode solicitar informações do tipo para sua seguradora, que indicará oficinas e prestadores de serviço com certificados de compromisso com o meio ambiente.

+ Conheça as ações sustentáveis do mundo dos seguros

+ Veja os benefícios das lâmpadas de LED