Carro com embreagem dura? O que fazer?

Imagem de embreagem para ilustrar texto sobre embreagem dura

Carro com embreagem dura? O que fazer?

Todo motorista quer dirigir o seu carro com segurança. Além dos cuidados no trânsito, garantir que as manutenções do veículo estejam em dia é parte do processo. Neste texto vamos falar sobre o que fazer em relação a um problema corriqueiro: embreagem dura.

Imagem de embreagem para ilustrar texto sobre embreagem dura

O problema de embreagem dura não é tão incomum e pode ter causas diversas.

É verdade que são muitos os detalhes que devem estar em ordem para o perfeito funcionamento do carro.

Um deles, sem dúvida, deve estar sempre no radar: a embreagem, equipamento localizado entre o motor do carro e a caixa de câmbio.

Cotação Online de Seguro Auto

Embreagem dura

O que deve ser feito quando o motorista percebe que está com a embreagem dura? Quais os problemas que levam a essa situação? Como resolvê-lo? Será que é algo grave?

De acordo com os especialistas, nem sempre. Mas há várias dicas para perceber irregularidades e manter o veículo sempre em perfeito estado de manutenção.

O que é embreagem?

Antes de qualquer coisa, vamos saber o que é exatamente a embreagem.

Como parte integrante do sistema de transmissão de um carro, a embreagem tem a responsabilidade de transferir a força do motor do carro para a caixa de câmbio. Isso faz com que essa força chegue até as rodas do veículo, diminuindo os impactos.

É também por causa da embreagem que as trocas de velocidades da caixa de câmbio são feitas com suavidade. Com isso, há menos desgaste entre a caixa de câmbio e o motor.

Cuidando da embreagem

Saber usar a embreagem é uma vantagem e tanto. Se for bem cuidada, seu tempo de vida pode ser bem prolongado, podendo chegar a até cerca de 80 mil quilômetros.

E o que significa usar corretamente a embreagem?

Significa que o motorista deve pisar no pedal à esquerda com suavidade, evitando manter o pé além do tempo necessário para acioná-la. Além disso, é importante fazer a manutenção de acordo com o tempo estipulado pelo fabricante do carro.

Cumpridas essas tarefas, sucesso na certa. Em contrapartida, quando a embreagem não é bem cuidada, há muita chance de apresentar problemas bem antes do tempo de vida útil previsto, como embreagem dura, por exemplo.

E quando a embreagem não é usada adequadamente?

Quer saber os exemplos típicos de procedimentos feitos pelo motorista que deixam a embreagem dura?

Vamos lá, motoristas. Para começar evitem colocar muito peso no carro (objetos e/ou pessoas), sobrecarregando o veículo. Também não façam reboques de cargas pesadas, por exemplo.

Situações como essas desgastam a embreagem e é fácil entender o motivo. O material de fricção do disco de embreagem vai se desgastando. Assim, a eficiência da peça muda completamente, endurecendo a embreagem quando esta é acionada.

E tem mais. Quando grande parte do material de fricção da embreagem não é mais eficiente, pode ocorrer a situação de embreagem dura. Aí então ela começa a escorregar e não ter a aderência necessária, levando a falhas e até mesmo deixando de fornecer potência do motor às rodas.

Tal desgaste da embreagem é verificado quando o disco e o volante funcionam em velocidades distintas. Quando esses componentes são pressionados, o material de fricção é mantido firmemente contra o volante para que não cause atritos.

Isso vai levando ao desgaste com o passar do tempo, principalmente nos veículos de quem dirige mantendo o pé na embreagem.

Atenção ao cabo da embreagem

Muitos motoristas também vivem a experiência da embreagem dura quando ocorre a quebra ou o estiramento do cabo de embreagem. O cabo precisa, necessariamente, da quantidade certa de tensão para empurrar e puxar com eficiência a embreagem.

Outra possibilidade para que o problema surja é quando os cilindros de embreagem estão com folga ou defeito. Isso impede que os cilindros forneçam a pressão para o funcionamento perfeito do sistema.

A presença do ar na linha hidráulica também pode deixar a embreagem dura. Isso porque o ar afeta diretamente o sistema hidráulico, ocupando o espaço que o fluido precisa para construir a pressão.

Outro motivo que pode comprometer o funcionamento da embreagem é o uso de componentes que não são compatíveis com o carro.

Cuidados redobrados: diagnóstico eficiente

Assim como o corpo humano, identificar possíveis sinais de irregularidades na embreagem dura pode levar a um reparo mais eficiente.

Para isso, esteja atento a ruídos, principalmente quando o carro está em marcha lenta. Caso esse ruído desapareça ao acionar a embreagem, pode ser que haja um problema no ponto de contato entre a embreagem e o pivô.

Outra possibilidade para identificar possíveis problemas é tentar ouvir algum barulho relacionado às partes metálicas em atrito. Mas isso deve ser feito sem empurrar a embreagem e também quando o carro estiver em marcha lenta.

Caso haja algum barulho, pode ser um problema com a transmissão, que é outro componente da embreagem. Mas se não ouvir qualquer ruído, continue pesquisando da seguinte forma: deixe o carro em ponto morto e empurre o pedal da embreagem, ouvindo com atenção se há algum ruído.

Se ouvir um ruído metálico enquanto pressiona a embreagem, pode ser que a causa da embreagem dura esteja na liberação da peça ou no rolamento.

Resumo dos principais motivos que podem justificar a embreagem dura

  • Cabo de embreagem quebrado ou esticado: já que o cabo prescinde da quantidade certa de tensão para empurrar e puxar com eficiência a embreagem.
  • Cilindros de embreagem com fuga ou com defeito: as fugas não permitem que os cilindros construam a quantidade necessária de pressão para o funcionamento do sistema.
  • Ar na linha hidráulica: o ar afeta o sistema hidráulico ocupando o espaço que o fluido precisa para construir a pressão.
  • Componentes de embreagem que não são compatíveis: nem todas as peças de reposição funcionam com a embreagem do carro, pois podem ser de modelos impróprios para determinado caso.

 

Última atualização em 05/06/2019