Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Engavetamento: quem paga em caso de batida?

Imagem de carros batendo. Escrito: Engavetamento: quem paga?

Engavetamento: quem paga?

No trânsito, situações inesperadas podem acontecer. Claro que se você praticar a condução defensiva as chances de algum acidente ou imprevisto acontecer é menor. Mas, mesmo assim, todos estamos suscetíveis a situações inesperadas.

Uma situação que pode causar prejuízo aos motoristas é o engavetamento. Além de gerar gastos, ele deixa os condutores com várias dúvidas. Afinal, em situações de engavetamento quem paga?

A resposta é: depende. Vamos te explicar os diferentes tipos de engavetamento que podem acontecer e quem é o culpado em cada uma.

Quais os tipos de engavetamento que podem ocorrer?

Existem dois tipos de engavetamento: quando um veículo empurra vários outros por trás ou quando um veículo freia bruscamente e outros batem atrás. O culpado de cada um desses eventos e, consequentemente, o responsável por pagar os danos, é diferente.

É importante entender qual foi a situação que aconteceu com você. Assim, é possível evitar culpar a pessoa errada (ou não assumir sua culpa).

Engavetamento: um veículo empurra todos

Essa é uma das situações que podem ocorrer um engavetamento: quando um carro, que está por último, não consegue frear e bate no carro da frente. Que bate em outro, que bate em outro, que bate em outro, etc. De quem é a culpa?

Nesse caso, as colisões todas foram causadas pelo choque inicial do último carro. Ou seja, todas as colisões aconteceram por causa do empurrão inicial que ele deu no segundo carro, que bateu em outros em sequência. Por isso, o último carro é o culpado pelos danos de todas as colisões envolvidas.

Cabe ao condutor que deu o empurrão inicial, cobrir os danos causados por todas as outras colisões. Se você for esse condutor, terá de arcar com os custos de todas as batidas.

Engavetamento: freada brusca

Uma outra situação que pode originar um engavetamento é quando um veículo freia bruscamente, e os veículos que vem atrás não conseguem frear a tempo. Nesse caso, o culpado é um pouco diferente.

Há um mito de que, quem freou, é o culpado. Porém, isso não é verdade. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro os motoristas devem manter uma distância segura do veículo a sua frente. Portanto, o veículo que bate atrás do carro que freou é o culpado, já que não respeitou essa distância segura.

Além disso, cada colisão é considerada um evento separado. Por exemplo, o carro A freia e faz com que o carro B bata nele, e o carro C bata no B. Os responsáveis pelo reparo de cada veículo são:

– Conserto da traseira carro A: veículo B

– Conserto da traseira carro B: veículo C

Ou seja, o veículo que está atrás, em cada evento separado, é o responsável pelo conserto. Cada um será responsável pela colisão que causou por não estar distante suficientemente do carro à frente.

Como funciona o seguro auto em caso de engavetamento?

O seguro auto cobre os gastos de um engavetamento? Sim, você pode acionar o seguro de carro para cobrir os gastos originados por um engavetamento. Porém, é necessário verificar quem é o culpado da situação.

Como já explicamos, existem dois tipos de engavetamento. Portanto, é necessário saber por quais danos você é responsável e acionar o seguro apenas para eles. Por exemplo, se o acidente for causado por um empurrão de um carro que venha atrás e engavete mais 3 carros, ele é o responsável pelo conserto de todos os outros veículos. Ou seja, você não deverá acionar o seu seguro de carro, já que não é o responsável pelo acidente.

Agora, se o engavetamento for causado por um veículo que freou bruscamente, e você não teve tempo de frear e bateu nele, você é responsável pelo conserto desse carro.

Analise a situação antes de acionar sua seguradora. Assim, evita que seu sinistro seja negado. Se você for realmente o culpado, e tiver as coberturas de colisão e/ou danos a terceiros, poderá sim acionar o seu seguro.

Cote seu seguro auto e fique protegido

Como você viu, o seguro auto pode ser um bom aliado em caso de engavetamento. Com ele, você tem indenização dependendo da situação das batidas.

Ou seja: é melhor se proteger. Cote seu seguro auto online aqui na Bidu e veja várias opções para proteger o seu carro!