Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

As estradas mais perigosas do mundo

Saiba quais são as estradas mais perigosas do mundo

As estradas mais perigosas do mundo

Viajar de carro ou ônibus é sempre uma aventura, principalmente nas estradas mais perigosas. Quem é aventureiro, acaba escolhendo destinos inusitados para conhecer de perto as estradas mais perigosas. Por isso, listamos algumas delas:

Rodovia Karakoram (Paquistão para China)

Às vezes considerada a Oitava Maravilha do Mundo, por ter sido construída a quase 15.000 pés acima do nível do mar e em condições muito difíceis. A construção na Rodovia Karakoram começou em 1966 e foi concluída em 1979, embora não fosse aberta ao público até 1986.

Essa estrada perigosa cobre mais de 1.300 quilômetros e, pelo menos em alguns lugares, segue a velha Estrada da Seda. Atravessando a região mais montanhosa do mundo, a Rodovia Karakoram está repleta de riscos: quedas de rocha, deslizamentos de terra, avalanches, inundações, desvios de neve, motoristas imprudentes, rebanhos de animais, precipitações precipitadas e terríveis tempestades.

James Dalton Highway (Alaska)

Também conhecida como North Slope Haul Road, a rodovia James Dalton é uma estrada utilizada por caminhões, especialmente aqueles que viajam para os campos de petróleo da Prudhoe Bay, na costa norte do Alasca.

A rodovia de 342km de extensão não possui muita pavimentação, além de não haver instalações médicas ao longo da estrada, embora existam três cidades ao longo do caminho.

É aconselhável que qualquer pessoa que viaje por ela leve um kit de sobrevivência, água e comida.

Estrada da Sibéria para Yakutsk (Rússia)

Viajar pela Sibéria é sempre um desafio. Apelidada de “Estrada dos Ossos”, a Estrada da Sibéria até Yakutsk, passa por uma das regiões mais frias do mundo. A estrada é majoritariamente não pavimentada (particularmente no Norte) e tem cerca de 1223 km de extensão.

O tempo preferido para viajar na estrada é o inverno, quando o chão e a água estão congelados, tornando a viagem um pouco mais fácil. Mas, durante os meses de julho e agosto, quando tende a chover muito na área, a estrada torna-se um local escorregadio e barulhento, levando a engarrafamentos de quilômetros de extensão.

Somente os veículos mais aventureiros 4X4 podem gerenciar todo o lamaçal. Para piorar as coisas, as pessoas ficam tão aborrecidas durante esses engarrafamentos, que existem histórias de motoristas que roubam uns aos outros.

Estrada Norte de Yungas (Bolívia)

Se você não quer viajar por uma estrada apelidada de “Estrada da Morte”, então fique longe dessa! Dirigindo de La Paz a Coroico, a Estrada da Morte tem 40km de pista, mas com abismos e trechos muito perigosos dentro da floresta Amazônica.

Ao longo do caminho, inúmeros monumentos improvisados ​​podem ser vistos em lugares onde pessoas mergulharam dentro de um precipício e caíram em um barranco na selva. Felizmente, a pior parte da estrada pode ser substituída por uma estrada pavimentada de duas pistas, de modo que o tráfego de veículos diminui.

Apesar de tudo, alguns ciclistas ainda se aventuram e desafiam a Estrada da Morte, mesmo com mortes relatadas durante o processo.

BR-122

Com quase 2.000 km de extensão, a BR-122, que se estende de Fortaleza (CE) até Marabá (PA), sempre conta com um grande número de acidentes graves. Com pouca pavimentação, a estrada passa por trechos extremos e conta com uma média de 200 mortes por ano.

No ano passado, em todo o Brasil, mais de 8,2 mil pessoas foram vítimas de acidentes graves nas rodovias federais.

Logo, seja por aventura ou simplesmente por necessidade, as estradas mais perigosas exigem atenção e cuidados redobrados.