Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Tudo sobre renovação de CNH, consulta de pontos e mais

A Carteira Nacional de Habilitação ou, como é mais popularmente conhecida, carteira de motorista ou CNH, é um assunto que gera muitas dúvidas. Por exemplo: é possível consultar pontos da carteira na internet? O que precisa para fazer a renovação da CNH?

A Bidu pesquisou para você e reuniu tudo o que você precisa saber sobre CNH. Acompanhe!

Evite multa por falta de documento. Mantenha sua documentação em dia e sempre leve o licenciamento com você.

Saiba quanto é a multa por falta de documento e a multa por licenciamento vencido no Blog da Bidu. (Foto: Wikipedia)

Como consultar pontos na CNH

Você pode consultar pontos na carteira de motorista, geralmente, de duas maneiras: indo pessoalmente ao Detran ou algum órgão de atendimento rápido do seu estado (como, por exemplo, o Poupatempo em São Paulo) ou acessando o site do Detran do seu estado. Geralmente, basta fazer um cadastro rápido e preencher algumas informações para consultar a pontuação.

Quer acessar o site do Detran do seu Estado? A Bidu localizou o endereço de cada um deles para você. Basta localizar na lista e acessar a área de consulta de pontuação:

A sua habilitação passa a ser suspensa quando você acumula 20 pontos. Entenda mais sobre o sistema de pontos na CNH. e veja o que fazer caso você tenha sua CNH suspensa.

Como fazer renovação de CNH

Para fazer a renovação da carteira de motorista é preciso, antes de mais nada, realizar o exame médico e a prova sobre Direção Defensiva e Primeiros Socorros.

No caso da prova, ela só é obrigatória para quem tirou a carteira antes de 22 de novembro de 1999 e que nunca fez nenhuma renovação a partir de setembro de 2005. Por que essa data? Porque a partir de 1999 foram padronizados os cursos de habilitação no padrão atual de Centros de Formação de Condutores, os famosos CFCs.

No caso do exame, você deve fazê-lo em clínicas credenciadas pelo Detran do seu estado e deve pagar uma taxa. Você pode consultar onde encontrar a clínica mais próxima e qual a taxa no site dos Detrans, entrando em contato telefônico ou mesmo dando uma passada no Detran.

Fique atento: caso a clínica esteja cobrando mais que o Detran estipula, você pode fazer uma denúncia. Caso você dirija profissionalmente, como taxista ou caminhoneiro, por exemplo, também é necessário o exame psicotécnico para avaliar se você pode ser um condutor profissional.

Vamos ao passo a passo para renovação de CNH no estado de São Paulo.

1. Preencha o formulário no site do Detran

O primeiro passo é entrar no site do Detran, ir no menu superior e clicar em “Agendamento de CNH”.

Lá, escolha a opção “renovar CNH” e siga os passos indicados. Você será direcionado para um formulário que deverá ser preenchido para agendar seu horário. Em algumas cidades, o atendimento é feito em unidades do Poupatempo.

Em caso de roubo da CNH, o condutor deve portar cópia do boletim de ocorrência para prosseguir nos passos a seguir.

2. Vá até o posto de atendimento munido dos documentos

No momento do agendamento virtual, o site do Detran indicará onde deverá ser o seu atendimento. Vá até o local indicado (que pode ser o Detran ou o Poupatempo) no dia e horários marcados munido da documentação necessária:

– original e cópia da RG ou CNH;

– original e cópia do CPF;

– original e cópia de comprovante de endereço emitido até três meses antes da data do atendimento (vale conta de energia elétrica, água, gás ou telefone, carnê do IPTU ou correspondências  de bancos);

– comprovante de pagamento da taxa de renovação da CNH;

– comprovante de agendamento impresso;

– resultado do(s) exame(s) entregue pelo médico (em alguns casos, psicólogo também).

3. Quanto custa a renovação da CNH

No momento do seu atendimento, será exigido o pagamento da taxa de renovação de CNH. Por exemplo, no Estado de São Paulo, o valor é distribuído da seguinte maneira:

– R$ 84,81 para o exame de saúde

– R$ 42,41 para a taxa do DETRAN, solicitada para emissão da carteira;
– R$ 11 caso deseje receber a CNH via Correios

+ Conheça o projeto da CNH gratuita

4. Faça o exame médico

Durante o processo de renovação de CNH, é necessário fazer um exame médico. No caso do atendimento no Poupatempo, o exame é feito no próprio local com o médico da equipe. Em outros casos, pode ser necessário se dirigir a uma clínica conveniada ao Detran.

Já para motorista das categorias C, D ou E (ou seja, que dirigem como função profissional), além do exame médico, também é exigido exame toxicológico de larga janela de detecção. Este exame identifica o uso de drogas ilícitas consumidas em até três meses anteriores. Apenas os motoristas com laudo do exame negativo darão prosseguimento à retirada da carteira de motorista. Em caso de resultado positivo para substâncias ilícitas, será necessário aguardar 90 dias para a realização de um novo exame toxicológico.

Validade CNH

Vale lembrar que é importante manter a sua CNH em dia. Por exemplo, se você bater o carro e estiver com a carteira vencida, as seguradoras podem negar a indenização do seu seguro auto.

Segundo a legislação federal de trânsito, o motorista pode dirigir o carro com a carteira vencida até 30 dias, sem o risco de ser multado. Passando desse período, o motorista está cometendo infração gravíssima, sujeito a 7 pontos na carteira e multa de R$ 191,54.

Por este motivo, muitas seguradoras não costumam pagar a indenização no caso em que o segurado bater o carro e estiver com a carteira de habilitação vencida mais de 30 dias. Esta não é uma regra fixa, pois cada seguradora define as suas normas.

Porém, é importante andar com a CNH na validade, tanto para não ter dor de cabeça no caso de sinistro, quanto para não ser punido pela lei.

Minha CNH está vencida há mais de 30 dias ou suspensa. Como proceder?

Em casos de carteira de habilitação vencida há mais de um mês, o processo de renovação será praticamente o mesmo, com as taxas iguais aos casos normais.

No entanto, como já dissemos antes, motoristas que tiraram sua habilitação antes de 22 de novembro de 1999 e que não renovaram a CNH a partir de setembro de 2005 são obrigados a fazer um curso de Direção Defensiva, Primeiros Socorros e Legislação de Trânsito.

Após este curso, será aplicada uma avaliação para assegurar a renovação da carteira. Para obter um resultado positivo nesta prova, o motorista pode utilizar as apostilas disponíveis no site do DETRAN para estudar.  

Já em casos de CNH suspensa, a situação é um pouco mais complexa

A suspensão da carta se dá quando o número de pontos atinge ou ultrapassa 20. Ou ainda quando o motorista é autuado por infração gravíssima que causa a suspensão imediata, como por exemplo, dirigir embriagado. Quando isso acontece, o motorista recebe uma notificação via correio e tem 30 dias para apresentar sua defesa.

Em caso do pedido aceito, outra carta será enviada. Se o pedido for negado ou então não tiver sido apresentado no prazo estipulado, o motorista receberá a penalidade, que pode ser de dois meses a um ano de suspensão.

O prazo da suspensão é relacionado à gravidade das infrações cometidas. Além disso, também é analisado o histórico do motorista que, se reincidir a infração, poderá ter um acréscimo na suspensão de até mais 24 meses.

Com a carteira suspensa, o condutor deve comparecer à mesma unidade de trânsito onde tirou sua CNH (Detran ou Poupatempo) e entregar o documento. Lá, ele receberá instruções para a realização de um curso de reciclagem, que é obrigatório neste caso. A CNH, no entanto, permanecerá suspensa até o recebimento da notificação que indicará o início do cumprimento da pena.

+ Quais as diferenças entre CNH cassada e CNH suspensa?

Saiba mais sobre a nova CNH

Você sabia que nesse mês de julho começa a ser emitida a nova CNH? Pois é!

Essa é a primeira atualização desde a implantação do modelo vigente em 1994. O principal motivo para a mudança é a segurança: no novo documento existirão 28 dispositivos de segurança para evitar fraudes.

Segundo informações do Portal Brasil, o principal item de segurança será um QR Code, espécie de código de barras que os celulares são capazes de ler, que conterão informações sobre o Renavam, o CPF ou CNPJ do condutor, placa do veículo, entre outros dados.

O QR Code servirá para agentes de trânsito e policiais cruzarem os dados impressos com as informações codificadas.

Quem tem a carteira antiga vai precisar trocar? Não, a nova CNH só será obrigatória nos seguintes casos, segundo o Portal Brasil:

  • Primeira permissão para dirigir;
  • Substituir a permissão pela CNH definitiva;
  • Mudança ou adição de nova categoria;
  • Perda, dano ou extravio do documento;
  • Renovação de exames da CNH;
  • Reabilitação ou alteração dos dados do condutor;
  • Substituição do documento de habilitação estrangeira.

Além dessa nova carteira de motorista, há também a CNH digital que vem para facilitar a vida de motoristas.

Veja alguns dos dispositivos de segurança da nova CNH. Quer conhecer todos? Você pode vê-los na resolução do Denatran clicando aqui.

Nova CNH: conheça os dispositivos de segurança da nova CNH.

Você conhece os detalhes da nova CNH?

 

Em quais países eu posso dirigir com a minha CNH?

Vários países aceitam a CNH brasileira para quem dirige no seu interior, graças a Convenção de Trânsito Viário de Viena, do ano de 1968, e ao princípio da reciprocidade entre países.

Alguns países não aceitam a CNH, mas aceitam a Permissão Internacional para Dirigir, também conhecido como PID.

Esse documento pode ser uma vantagem mesmo quando não é absolutamente necessário: as informações do condutor estarão escritas em alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, português e russo. Já pensou ser parado por um policial em Moscou? Pois é.

Para tirar a PID é necessário ter habilitação em situação regular (sem supensão ou cassação e dentro do prazo de validade) e não estar em processo de mudança de categoria.

Para solicitá-la, você tem que se dirigir ao Detran do seu estado (que você pode consultar nos links acima) e é necessário o pagamento de uma taxa, que varia em cada estado.

A emissão do documento leva entre 3 e 5 dias após o processo realizado. Geralmente, fora do país você vai precisar apresentar o seu passaporte ou documento de identidade, no caso do Mercosul, quando estiver usando a PID. Isso faz uma grande diferença quando você compra um carro em outro país, por exemplo.

Para saber se o país que você pretende viajar aceita somente a CNH ou se também é necessário o PID, entre em contato com a embaixada do país. Os países que atualmente aceitam um dos dois documentos são:

Pela Convenção de Viena

África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Belarus (Bielo-Rússia), Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro – Africana, República Democrática do Congo, República Checa, República Dominicana, Romênia, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Tadjiquistão, Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.

Pelo Princípio de Reciprocidade

Angola, Argélia, Austrália, Canadá, Cabo Verde, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa Rica, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Gabão, Gana, Guatemala, Guiné-bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Indonésia, Líbia, México, Namíbia, Nicarágua, Nova Zelândia, Panamá, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Dominicana, São Tomé e Príncipe e Venezuela.

(informações da Globo.com)

Proteja seu veículo com um Seguro de Carro

Além de estar com a documentação do carro e do condutor em dia, é importante tomar medidas para proteger o seu bolso em caso de algum imprevisto.

Para isso, conte com um Seguro de Carro. Com ele, você tem acesso a diversas coberturas contra riscos como roubo, furto, colisões, capotamentos, alagamentos e muitos outros. Além disso, você também poderá contar com uma série de serviços que as seguradoras oferecem, como assistência para reparos emergenciais, carro reserva em caso de sinistro que o impeça de usar seu carro, guincho e mais.