Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Luciana da Mata participa do 112º Fórum Consumidor Moderno

A diretora comercial da Bidu Corretora, Luciana da Mata

Luciana da Mata participa do 112º Fórum Consumidor Moderno

A diretora comercial da Bidu Corretora, Luciana da Mata, participou do 112º Fórum Consumidor Moderno, realizado pelo Grupo Padrão e a revista Consumidor Moderno.

O tema em debate foi “O Carro do Futuro: Um Novo Olhar sobre Segurança, Interatividade e Tecnologia Embarcada” e teve participação de executivos de montadoras como Honda, Fiat e Mercedes-Benz e seguradoras como Porto Seguro, Mapfre e SulAmérica.

A discussão foi em torno do tema carros conectados. Segundo os debatedores, o público das gerações mais jovens esperam que os carros tenham cada vez mais funções de conectividade e multimídia.

Segundo o exemplo de Gilberto Coura de Brito, consultor-sênior de serviços da Honda, o público cobra mais acessos a navegação na internet e mídias sociais mesmo quando o carro está em movimento, algo que é contra a lei. Gilberto adicionou que o principal desafio é “fazer o cliente entender que isso é contra lei por uma questão de segurança”.

No âmbito do seguro de carro, os carros conectados representam uma possibilidade de integração maior entre as seguradoras e o cliente. Como você já leu no blog da Bidu Corretora, rastreadores e até mesmo celulares podem coletar dados e saber como você tem dirigido.

As seguradoras tem acesso aos dados desses dispositivos e isso pode tanto baratear quanto encarecer o preço do seguro de carro. Com os carros conectados, os próprios veículos podem enviar esses dados e mesmo analisar e avisar o condutor de comportamentos perigosos.

Para Luciana, o papel do setor de seguros é de informar os segurados na hora de adquirir seu carro conectado.

“Devemos falar e instruir mais o consumidor para que ele possa saber qual o melhor produto para ele”, disse Luciana, que completou afirmando que a tecnologia deve “ajudar o cliente a se sentir mais seguro dentro do seu carro, tornar o momento mais seguro e não uma tensão”.
Você pode ler a reportagem “O Carro do Futuro” completa na edição 204 (julho/2015) da revista Consumidor Moderno.