Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Escolha o melhor calçado para dirigir

imagem de uma moça no carro com os pés para fora com a legenda "calçado para dirigir"

Escolha o melhor calçado para dirigir

No trânsito, há uma série de regras a serem respeitadas. Na hora de dirigir, é preciso ficar atento para não cometer nenhuma infração. A preocupação das leis é com a segurança do condutor e, às vezes, algo muito pequeno pode mesmo acabar prejudicando o controle no volante.

Você sabia?  Há muitos tipos de calçados que são proibidos para quem está dirigindo um carro. Isso porque eles não estão presos aos pés, ou estáveis, e podem escorregar durante o uso dos pedais. De acordo com o artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro, está proibido dirigir “usando calçado que não se firme nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais”.

Assim, não basta respeitar a sinalização, as placas de regulamentação, a velocidade exigida, e, sobretudo, os outros motoristas. É preciso ter um cuidado especial também com os seus pés. Se você tem dúvidas sobre esse assunto, acompanhe este post.

O que é errado

Sandálias, chinelos, qualquer sapato com plataformas e saltos, ou ainda, qualquer calçado que não esteja fixo nos calcanhares.  Para mulheres que são adeptas dos saltos altos, é importante saber que eles atrapalham nos movimentos e podem fazer com que você tenha dificuldades em manter a velocidade do carro. O mesmo vale para sapatos com solas grossas, como é o caso das botas. Quanto às rasteirinhas, também é preciso ficar atento às solas, porque algumas escorregam nos pedais. Se você precisa usar esse tipo de calçado no dia a dia, uma dica é manter outra opção de pares no carro, ou seja, tenha uma escolha exclusiva só para dirigir.

Pode dirigir descalço?

Sim. Dirigir descalço não constitui infração de trânsito e pode te dar mais segurança na hora de acionar os pedais.

A melhor opção de calçado

Para dirigir com mais sensibilidade nos pés, os tênis e os calçados esportivos prevalecem como as melhores alternativas. São fechados, são leves, não tem sola grossa e são antiderrapantes.

Algumas sandálias fechadas e sem saltos podem ser uma boa pedida se ficarem firmes nos pés. Para as mulheres, boa alternativa também são as sapatilhas. Para os homens, os mocassins. Mais do que leves e confortáveis, eles possuem boa aderência aos pedais.

 

Importa estar seguro, confortável e dentro da lei!