Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Quais são as maiores desculpas dos motoristas imprudentes?

veja quais os motoristas imprudentes

Quais são as maiores desculpas dos motoristas imprudentes?

Direção irresponsável, falta de atenção e imprudência são as maiores causadoras de acidentes no trânsito brasileiro.

Mesmo com o Código Brasileiro de Trânsito prevendo punições e multas para os maus motoristas, ainda é muito comum condutores engraçadinhos que querem passar a perna na fiscalização.

Em uma pesquisa feita pela concessionária Arteris que avalia o comportamento das pessoas no trânsito, foram detectadas as principais desculpas dadas para a má direção.

O levantamento abordou quatro pilares essenciais: uso do cinto de segurança, direção depois do consumo de álcool, velocidade excessiva e utilização do celular ao volante. Na realização dessa pesquisa, foram entrevistados 2.686 motoristas das cinco regiões do País.

Maiores desculpas dos motoristas imprudentes

É urgente!

A maioria das autuações no trânsito correspondem ao uso indevido do aparelho celular ao volante, mais de 51%. As principais justificativas foram que “estavam recebendo ligações urgentes” e mensagens importantes através de aplicativos.

Vou ali só

Mesmo sendo um equipamento de uso obrigatório, o cinto de segurança ainda é “esquecido” por 10% dos motoristas. As desculpas mais dadas são falta de atenção e baixa necessidade de uso do cinto para percorrer pequenas distâncias.

Nem percebi

Desde 2016, tornou-se mais severa a punição para motoristas que insistem em dirigem embriagados, com multa que supera os R$2 mil. Mesmo com essa rigorosidade, 25,6% dos condutores brasileiros entrevistados pela pesquisa afirmaram que dirigem ou já dirigiram sob o efeito de álcool.

Quando questionados, as respostas variavam entre: que conduziram o veículo porque estavam sozinhos ou que eram a única pessoa para dirigir naquela hora; porque achavam que o álcool não interferia na habilidade e atenção; porque era somente um trajeto curto a ser percorrido.

O curioso é que todos os entrevistados sabiam da proibição legal do beber e dirigir, mas mesmo assim passaram a se arriscar por algum motivo.

Tô com pressa

Mesmo contando como infração gravíssima, o excesso de velocidade também é uma das principais causas de acidentes e mortes no trânsito. Mesmo assim, os motoristas insistem em adotar essa prática tão perigosa.

As principais desculpas foram que estavam com pressa, falta de atenção ou ainda criticaram o baixo limite de velocidade imposto pelas placas.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o trânsito ainda é um dos maiores causadores de mortes no Brasil. Apenas no ano de 2013, foram contabilizadas 44 mil mortes, uma assustadora comparação com os 26 mil casos mortais registrados no ano de 2005.

Já segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 1,25 milhão de pessoas perde a vida no trânsito anualmente ao redor do mundo, por culpa da direção imprudente.

E você, que tal acabar com as desculpas e contribuir para um trânsito mais saudável para você e para os outros?