Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Estatísticas: Número de carros roubados no Brasil – 2013

Ladrão roubando carro

Estatísticas: Número de carros roubados no Brasil – 2013

O índice de carros roubados ou furtados cresceu no Brasil. Segundo a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), tivemos mais de 476 mil carros roubados no Brasil em 2013. Desses, 225 mil casos ocorreram no Estado de São Paulo, 44,7 mil no Rio de Janeiro, 28,8 mil em Minas Gerais e 28,7 mil no Rio Grande do Sul. Em São Paulo, esse índice foi o maior em 12 anos.

Segundo o Índice de Veículos Roubados, feito pela Superintedência de Seguros Privados (Susep), os veículos com maior taxa de roubo no país são o Volkswagen Gol, Fiat Uno e Fiat Palio. O Gol é o modelo com maior índice de roubo e furto no país, com uma taxa de 2,5%. Em seguida vem o Uno, com uma taxa de roubo e furto de 2,4%, e o Palio, com uma taxa de 2,2%.

Um levantamento realizado pelo Grupo BB e Mapfre indica que, 1 em cada 100 carros são roubados no Brasil. O índice mostra também que a região sudeste do país segue disparado com a maior taxa de carros roubados ou furtados – mais de 15 mil veículos sinistrados, o que equivale a 1,24 roubo a cada 100 carros. Abaixo segue um gráfico com os dados de cada região do país:

Roubo/Furto de Carro Brasil – 2013*
Sinistros Frequência
Norte 555 0,50
Nordeste 2.694 0,74
Centro-Oeste 1.737 0,59
Sudeste 15.038 1,24
Sul 3.121 0,60
Total 23.145 0,93

DADOS: Grupo BB e Mapfre*

Com o aumento da criminalidade e da taxa de carros roubados ou furtados, a tendência é que os carros mais visados pelos ladrões sofram acréscimo no valor do seguro, tendo em vista que 40% da composição da apólice corresponde ao índice de violência.

Qual a diferença entre carros roubados e furtados?

Segundo o Código Penal Brasileiro, é caracterizado como roubo todo ato de subtração de coisa alheia, em que se faça uso de grave ameaça ou violência contra a vítima, reduzindo sua possibilidade de resistência por qualquer meio; já o furto é caracterizado exatamente como o roubo, com a diferença em que nesse caso não há ocorrência de violência ou ameaça.

Carros roubados em 2013 no Brasil: O Gol está entre os carros mais roubados.

Do que os ladrões mais e menos gostam nos carros?

Abaixo listamos fatores que propiciam o aumento ou redução de roubo e furto de um carro. Entre os que estimulam roubo temos, por exemplo, os carros populares com peças baratas, que são um chamariz para o roubo por permitir maior facilidade de revenda das peças no mercado ilegal – o que pode ser melhorado com a Lei de Desmanche; já os modelos importados e mais caros costumam ser menos roubados, por possuírem um mercado menor de peças ilegais, além da fácil identificação do veículo, uma vez que não se trata de um modelo comum.

Fatores que atraem ladrões

Fatores que afastam ladrões

– Peças de fácil revenda no mercado ilegal – Carro importados costumam chamar muita atenção, além da maior dificuldade na venda das peças
– Porta-malas grande, que facilita o uso do veículo para outros crimes como sequestros ou assaltos – Carros com cores chamativas ou pintura personalizada, por permitirem fácil identificação pela polícia, além da baixa demanda no mercado ilegal. Fizemos um post sobre as cores dos carros mais roubados.
– Adesivos e outros artigos externos que possam identificar a classe social e condições financeiras do proprietário do carro – Som original de fábrica costuma afastar ladrões, pois geralmente funcionam somente no modelo específico, ou param de funcionar quando desinstalados
– Acessórios externos como pneu sobressalente, estribos e estepes – Insulfilm costuma barrar o roubo, por impedir os ladrões de identificarem quem está dentro do carro ou se há algo de valor
– Rodas especiais, que costumam ter alto valor em desmanches ilegais – Rodas básicas costumam chamar menos atenção do que rodas de liga leve, por exemplo

Mesmo seguindo as dicas da tabela acima, ninguém está livre de ter seu carro roubado ou furtado. Fazendo um seguro auto, no entanto, você pode ficar mais tranquilo, pela garantia de ter um investimento protegido!