COTAR SEGURO ONLINE

Você sabia que o Palio saiu de linha?

Você sabia que o Palio saiu de linha?

Após longos 22 anos, o Fiat Palio saiu de linha no mercado brasileiro. Ele foi oficialmente retirado das concessionárias da marca em fevereiro de 2018. 

A descontinuidade do compacto fez parte da renovação da gama de produtos da marca italiana. Um ano antes, a Fiat parou de fabricar, de uma vez só, Palio Fire (versão de entrada com carroceria de 2003), o sedã Linea, a minivan Idea, o hatchback médio Bravo e, ufa, o SUV Freemont.

Além disso, o Palio vinha sofrendo com a queda nas vendas. Ele foi o carro mais vendido do mercado brasileiro em 2014, com 183.736 unidades emplacadas. Aí então despencou precipício abaixo e terminou 2017 com apenas 20.138, uma assustadora redução de 910%! Junto com o Palio, deixou o mercado seu irmão mais refinado, o Punto. A dupla deu lugar ao Argo, mais moderno e espaçoso.

Design italiano

O Palio foi lançado em 1996 com o objetivo de substituir o Uno, que àquela altura já tinha 12 anos de mercado. As primeiras versões tinham motor 1.5 8v ou 1.6 16V. Com desenho elegante e moderno, era a resposta da Fiat ao Chevrolet Corsa, que foi lançado dois anos antes e revolucionou o mercado dos compactos.

Meses depois foram lançadas as versões com motor 1.0, que naquela época dominava a preferência dos brasileiros. Apesar de bem aceito, o lançamento da Fiat não conseguiu desbancar o Uno, que foi simplificado para apenas uma versão e conviveu com o irmão por mais 17 anos até sair de linha, em 2013.

Família completa

Como no Uno, que deu origem a uma família com o sedã Prêmio, a perua Elba e a picape/furgão Fiorino, o Palio também foi ganhando parentes com o passar dos anos. O primeiro a chegar, em 1997, foi a perua Palio Weekend. Em seguida, já como linha 1998, o sedã Siena foi lançado. Por fim, em 1999, foi a vez da picape Strada.

A primeira repaginada

Para você que está triste em saber que o Palio saiu de linha, vamos falar mais um pouquinho dessa história.

Em 2001, os quatro irmãos passaram pela primeira reestilização. Os contornos arredondados deram lugar a traços mais retilíneos. A Fiat também mexeu no interior e retocou painel e molduras de portas. Novidades também sob o capô. Os motores Fiasa 1.0 e Sevel 1.6 deram lugar à linha Fire, com opções 1.0 8v, 1.0 16v e 1.3 16v. O 1.6 16v continuava equipando as versões topo. A carroceria da primeira geração do Palio era mantida na versão de entrada Young, apenas com motor 1.0.

O Palio saiu de linha, mas antes passou por várias mudanças

Nem bem o consumidor tinha assimilado a mudança no visual, a Fiat novamente promoveu uma nova plástica na família Palio. Entre 2003 e 2004, hatch, sedã, perua e picape receberam novos traços na dianteira, traseira e painel, mantendo as portas com o mesmo desenho de sete anos. A versão de entrada mudava o nome de Young para Fire e recebia os traços do Palio reestilizado em 2001, porém com o painel antigo.

Na linha de motores, as versões 16V eram aposentadas. O Palio tinha então opções 1.0 e 1.3 8V e um novo 1.8 8v – de origem Chevrolet –  para o lugar do 1.6 16V. Em 2006, o motor 1.3 crescia para 1.4. Um ano depois foi lançado o Palio 1.8R, versão esportiva que continuava a história dos Uno 1.5R e 1.6R, produzidos entre 1988 e 1994.

Mais mudanças

Em 2008, uma renovação mais profunda e polêmica. A família ganhou novos traços na dianteira, traseira e também nas laterais, que passaram a ostentar vincos quadrados. Enquanto Siena, Palio Weekend e Strada evoluíram bem em termos de estilo, o Palio ganhou uma traseira com design pobre e sem harmonia. Como esperado, o Palio Fire teve a carroceria promovida para o modelo lançado em 2003 e assim ficou até sair de linha, em 2017.

Os motores 16V voltaram ao Palio em 2010. O antigo 1.8 8V deu lugar à nova família E-Torq, com opções 1.6 16V e 1.8 16V (este exclusivo para Siena, Palio Weekend e Strada). Outra novidade era o câmbio automatizado Dualogic, que permitia trocas automáticas e não tinha pedal de embreagem.

Finalmente a segunda geração

Sim, é muito triste saber que o Palio saiu de linha. Mas foram muitos anos de sucesso.

Em 2012, dezesseis anos após o lançamento, finalmente o Palio ganhou uma nova plataforma. Mais moderna, era a mesma lançada dois anos antes com o novo Uno. O design do novo Palio dividiu opiniões, especialmente as lanternas posteriores que subiam pelas colunas, mas era harmonioso e agradável. O acabamento também evoluiu com a adoção de materiais mais refinados. A versão esportiva voltava rebatizada Sporting.

O Siena também foi contemplado com uma nova geração e passou a ser chamado Grand Siena. Ficou maior, mais espaçoso e também ganhou um banho de loja no seu interior. A versão anterior continuou em linha apenas com motor 1.0. Curiosamente, Palio Weekend e Strada continuaram com plataforma antiga. A picape, porém, ganhou cabine dupla.

Sucesso do Palio

As mudanças surtiram efeito. O Palio pulou de sexto modelo mais vendido em 2011, com 105.000 unidades, para terceiro no ano seguinte, atingindo a marca de 183.000 emplacamentos. Em 2013, já com a indústria automobilística sofrendo com a crise, ficou em terceiro novamente, porém quase empatado com o irmão Uno. Em 2014, o Palio deu seta para a esquerda, ultrapassou Uno e Gol e fechou o ano como o carro mais vendido com apenas 381 unidades de vantagem para o VW.

O início do fim

Com forte concorrência de modelos totalmente novos, como Chevrolet Onix e Hyundai HB20, o Palio ainda emplacou a vice liderança em 2015. Mas foi o último suspiro do veterano. Em 2016, já com metade das vendas do ano anterior, caiu para sexto lugar. No seu último ano de produção (2017), não passou da 32ª colocação, já bastante ofuscado por seu sucessor , o recém-lançado Argo.

Palio saiu de linha

Durante as mais de duas décadas de produção, mais de três milhões de unidades do hatchback saíram das linhas de montagem de Betim (MG) e Córdoba (Argentina). O Palio saiu de linha, mas seus irmãos continuaram nas concessionárias Fiat. A perua Palio Weekend foi rebatizada apenas Weekend em 2018 e deixou de ser produzida no começo de 2020.

Apostando no custo-benefício e com futuro incerto desde a chegada da versão sedã do Argo, o Cronos, o Grand Siena continua a ser oferecido em versão única com motores 1.0 ou 1.4. Já a picape Strada tem vida longa pela frente. Líder absoluta entre os comerciais leves, em 2020 vai ganhar uma nova geração com plataforma mista de Argo, Mobi e Fiorino, cabine dupla com quatro portas e motores 1.4 e 1.3 Firefly.

Seguro Auto para Palio

Se você já tem um Palio, fique tranquilo. Nada muda para o seu seguro auto. É possível continuar renovando o seu seguro normalmente. E cuide bem do seu carro, já que não será possível mais comprar um igual zero km. 

Cotação online de Seguro Auto

 

Última atualização em 11/02/2020