Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Para-brisa trincado: como consertar?

Para-brisa trincado

Para-brisa trincado: como consertar?

Tudo está correndo bem durante a viagem de carro quando de repente uma pedrinha bate no seu para-brisa formando um pequeno trincado. Essa situação é recorrente na vida de condutores que viajam muito e pode acontecer com pequenos fragmentos de asfalto que são jogados no ar por outros veículos, por pedras que se desprendem do solo enquanto uma equipe faz a poda da grama no canteiro, etc.

Mas, e se isso acontecer e você não tiver acesso rápido a uma oficina? Uma boa sugestão é utilizar fita adesiva transparente (que você pode carregar no carro no dia-a-dia) para conter o local atingido. Ela evitará que o trinco se expanda e se transforme em uma rachadura, além de conter o vidro para que ele não se estilhace e acabe causando um acidente.

Feito isso, o próximo passo é contatar a sua seguradora para que as medidas permanentes sejam tomadas.

Se o trincado acontecer no vidro de trás, a situação é diferente. Isso porque ele é um vidro temperado e que se estilhaça ao ser atingido violentamente por algum objeto, diferente do para-brisa, que é laminado e é contido como medida de segurança do veículo.

O para-brisa é composto por uma lâmina de plástico e duas placas de vidro, uma em cada lado, formando um “sanduíche”.

Trocar ou reparar o para-brisa?

A troca do para-brisa deverá ser realizada apenas quando a rachadura for maior que 15 centímetros ou quando o vidro é estilhaçado. Em situações de trincados pequenos, acontece uma reparação simples cujo preço pode variar de R$70 a R$200, dependendo do modelo do automóvel.

Para que o serviço seja feito com qualidade, é fundamental que seja feito por um estabelecimento de confiança e especializado e que, até aí, o vidro não seja lavado. Água e sabão podem penetrar na rachadura e acumular no local, dificultando o reparo.

Lembre-se também de que quanto mais rápido você procurar uma oficina ou acionar o seu seguro auto, mais chances o para-brisa terá de ser reparado e mais segurança você terá ao conduzir seu veículo. O adesivo (fornecido pela seguradora ou adaptado pelo próprio condutor), apenas vai evitar que entre sujeira na rachadura, sendo uma medida paliativa e que não deve ser permanente.

Durante o serviço realizado pela oficina, a área atingida é seca e preenchida com resina através de uma bomba injetora, soprador térmico e lâmpada ultravioleta.

Para-brisa trincado dá multa?

Transitar com o para-brisa rachado na área de visão do motorista, além de ser perigoso, também é considerado como infração grave desde 2006, com multas de R$127,69.