Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Pratyko: carro para cadeirantes totalmente brasileiro

Pratyko, carro para cadeirantes brasileiro: o design do carro.

Pratyko: carro para cadeirantes totalmente brasileiro

Para quem tem deficiência física, dirigir não é uma tarefa simples: são poucos os veículos no mercado que atendem as necessidades e, quando isso ocorre, o esforço para sair da cadeira para o banco do carro é cansativo e difícil (aliás, infelizmente, não só dirigir mas locomover-se em geral, já que a maioria das cidades brasileiras não possuem boa acessibilidade urbana). Uma proposta brasileira, porém, está prometendo facilitar a vida de quem procura um carro para cadeirantes: o Pratyko, carro 100% brasileiro construído para pessoas portadoras de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida – essa adaptação promete melhorar a acessibilidade urbana.

O carro é uma boa opção para cadeirante e é composto por um elevador elétrico, que facilita a entrada e saída do cadeirante do veículo, que poderá dirigir diretamente da própria cadeira de roda. O elevador pode ser acionado por controle interno ou remoto, que aciona a tampa traseira e o elevador. Conta ainda com GPS e sensores de distância, que facilitam o motorista ao dirigir e estacionar – os carros sem adaptação dificultam essas tarefas.

O Pratyko possui motor monocilindrico de 250cc, com injeção eletrônica de combustível, câmbio semi-automático com acionamento no volante, aceleração e frenagem manuais e partida elétrica.

O projeto, desenvolvido por um grupo de amigos do interior de Santa Catarina, ainda está em fase de protótipo. Foi idealizado pelo técnico em informática Márcio Henrique David, portador de necessidades especiais e cadeirante, e já tem 8 anos de constante aprimoramento. A ideia é começar a produção do carro para cadeirantes ainda em 2014, com valor entre 35 a 40 mil reais.

Kenguru: carro para cadeirante norteamericano

Na esteira da acessibilidade, a empresa norte-americana Kenguru – formada pela advogada Stacy Zoern, também cadeirante – também criou um carro para cadeirantes. O seu carro é construído em fibra de vidro, possui motor elétrico, guidão de moto com acelerador e freio, e alcança velocidade máxima de 40 km/h.

Ainda sobre o assunto carros adaptados, entrevistamos o Paulo Polido, um brasileiro e cadeirante que investe em carros adaptados não só para passeio, mas também para praticar esportes.