Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Motos poderão ser proibidas de trafegar nos corredores

Imagem de motos nas ruas ilustrando texto sobre proibição de motos nos corredores

Motos poderão ser proibidas de trafegar nos corredores

O início de 2018 foi marcado por uma série de projetos de Lei que tramitam pela Câmara dos Deputados à espera de aprovação. Um deles é o texto do deputado Heuler Cruvinel (PSD – GO). Ele prevê a proibição de motos nos corredores entre os automóveis.

A medida ainda não entrou em votação. Porém, deve alterar e muito a circulação de veículos, especialmente nas grandes cidades.

O projeto de lei deverá modificar a postura de motociclistas do Brasil inteiro e também o Código de Trânsito Brasileiro. Atualmente, não há multas para motos que andam “costurando” as vias. Mas, em breve, pode haver sim a proibição de motos nos corredores.

Benefícios do projeto de proibição de motos nos corredores

A possível proibição de motos nos corredores terá consequências em todo o trânsito. De acordo com o autor do projeto, o número de motocicletas nas vias brasileiras saltou de 4 milhões, em 2000, para 28 milhões, em 2016.

Com estas estatísticas, os índices de acidentes também cresceram proporcionalmente. Em 2011, de acordo com dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), 72,4 mil vítimas de acidentes de trânsito passaram por internações em hospitais. Dentro desse número, metade estava envolvida em acidentes com motos.

O parlamentar autor do projeto argumenta que o trânsito passou a ser muito mais perigoso para todos que dele se utilizam, sejam motoristas de quaisquer veículos e, especialmente, pedestres.

Aumento da segurança

A constante e crescente disputa do espaço nas vias por veículos diminui a segurança de pedestre. Ele passou a ter menos direito de circulação e a correr mais risco de atropelamento.

Além disso, o PL prevê menos casos de brigas de trânsito e danos causados por motociclistas irresponsáveis. Tais como retrovisores de automóveis quebrados, latarias amassadas por pontapés e sustos causados pelo buzinaço excessivo e escapamentos apressados.

O texto destaca também que “do total de socorridos em hospitais “71% dos condutores de motocicleta ou de seus passageiros sofreram lesões graves”. Este número corresponde a 10 vezes os dados referentes a acidentes com carros.

Como solução, o projeto determina a proibição de motos nos corredores. Ou seja, os motociclistas deverão utilizar exclusivamente a faixa da direita sempre que não houver faixa própria para motociclistas. Também deverá haver a proibição com direito à multa  da circulação em calçadas de vias urbanas.

O projeto passará a ser analisado pelas comissões de Viação e Transportes e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados. Ele deve ser concluído até o final do primeiro semestre de 2018.

+ Acessórios para proteção do motociclista

Como era e como está a lei sobre trânsito de motos nos corredores?

Atualmente são inúmeros os problemas já detectados. Porém, o tráfego de motocicletas entre os carros em faixas de rolamento paralelas é uma prática permitida pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB – Lei 9.503/97).

Nos anos 1990, o Código de Trânsito Brasileiro proibia expressamente as motocicletas de circularem nos corredores. No entanto, o então presidente Fernando Henrique Cardoso vetou o texto, sendo liberada a prática.

Agora vamos ver nos próximos meses qual será o desdobramento da possível proibição das motos nos corredores.

Saiba como escolher o melhor seguro de moto para você.

+ Quais são as coberturas de seguro moto