Como escolher o revestimento de banco do seu carro

Revestimento de banco. Você já parou para pensar nele? Pois deveria. Ele é a parte do carro que você mais tem contato e uma das que mais acumula sujeira, especialmente se você tem filhos pequenos

Imagem de banco de carro para ilustrar texto sobre revestimento de banco

Os revestimentos costumam deixar os carros mais elegantes.

Tecido, couro natural ou couro sintético, são várias opções de revestimento de banco disponíveis no mercado. Cada uma possui características próprias e indicações de uso específicas. Cada revestimento de banco também tem uma maneira correta de se limpar.

Além de pensar em escolher o melhor carro para você e fazer um seguro auto, é importante conhecer essas informações para optar pelo melhor revestimento. 

Cotação Online de Seguro Auto

Tecido ou couro

O tecido sempre foi usado como revestimento de banco dos carros mais baratos e, o couro, dos modelos mais luxuosos. Essa regra é simples de se entender: o tecido é muito mais barato do que o couro, principalmente na produção em escala da indústria automobilística.

A partir de 1990, quando as importações de veículos deixaram de ser proibidas no Brasil, o revestimento em couro começou a se popularizar no país. 

A chegada de carros de luxo com interior em couro obrigou os fabricantes instalados aqui a utilizarem o material em seus modelos mais caros. E o consumidor passou a ter mais contato com o produto.

De carona com os importados, vieram as empresas especializadas em revestimentos em couro. Desde então, qualquer modelo pode receber acabamento interno em couro, seja antigo ou novo, compacto ou grande. Se você quer adicionar requinte ou facilitar o processo de limpeza, é a melhor opção. O preço da substituição varia entre R$ 1.500,00 e R$ 5.000,00, conforme o tipo de carro e couro escolhido. O tempo de serviço é de até dois dias.

Qual revestimento de banco combina mais comigo?

Atualmente, os carros nacionais, mesmo os de entrada, têm recebido tecidos de melhor qualidade. A aparência é bonita e o toque, agradável. Se você transita a maior parte do tempo sozinho e com os vidros fechados, o revestimento de banco em tecido já é suficiente. 

Outra indicação do acabamento têxtil é para carros que passam o dia estacionados sob o sol. O tecido é mais resistente aos raios UV e requer menos cuidados na manutenção. Entretanto, o tecido absorve mais o suor e outros líquidos e acumula mais poeira.

O couro é indicado para quem busca requinte, conforto e facilidade de limpeza. Para quem tem crianças ou leva muitos passageiros, é quase obrigatório, pois é menos absorvente que o tecido e requer apenas um pano úmido para limpar. 

Outra vantagem do couro é ficar mais fresco quando o ar condicionado está em uso. Nos dias de calor intenso é uma maravilha.

Por outro lado, quando o carro fica parado no sol, esquenta muito e tem sua vida útil reduzida. Para quem optar por substituir o tecido, existem várias tonalidades de couro, bem como diversas opções de costuras e padronagens. Além dos bancos, o couro pode ser aplicado nos painéis das portas, no volante e até na alavanca de câmbio.

Couro natural ou sintético no revestimento de banco?

Tudo bem, você optou por instalar couro no revestimento de banco. Mas qual escolher, couro natural ou sintético, popularmente conhecido como couro ecológico? Qual a diferença entre os dois? Quais as vantagens e desvantagens de cada um deles.

O couro natural é extraído da natureza. O mais usado na indústria automobilística é o couro de boi, mas já houve épocas em que couro de outros animais foi utilizado.

O couro natural é um pouco mais absorvente do que o sintético e possui uma durabilidade maior. Entretanto, é mais caro e difícil de moldar em partes arredondadas do interior. O couro natural vem perdendo espaço com a conscientização ecológica da sociedade. 

Fabricantes como BMW e Mercedes-Benz já utilizam couro sintético em quase todos os seus modelos.

A natureza agradece

O couro sintético é derivado do vinil, um plástico produzido a partir do cloro e do eteno, este último um derivado do petróleo. Sua composição pode utilizar couro natural, embora seja raro. 

O sintético é mais mole do que o couro animal e absorve menos a transpiração natural do corpo. Outra desvantagem é a durabilidade, principalmente quando exposto ao sol.

No entanto, o couro sintético é mais barato e possui aspecto semelhante ao natural se for bem confeccionado e instalado. Tanto o revestimento de banco em couro natural como o sintético duram mais quando o carro tem películas escurecidas nos vidros, uma vez que elas filtram os raios solares.

E as capas?

Não quer gastar com revestimento em couro, porém quer preservar o máximo possível o revestimento de banco em tecido original do seu carro? Uma boa solução está nas capas. 

Feitas em tecido, courvin ou até couro, são instaladas sobre o revestimento original através de elásticos ou cordões.

A principal vantagem é que podem ser retiradas para lavagem ou limpeza. Não espere, contudo, um acabamento de primeira ou um aspecto original. As capas muitas vezes ficam um pouco soltas sobre os bancos, tornando-se desconfortáveis.

Sujou? Limpe rápido!

Por ser mais absorvente, revestimento de banco em tecido suja e mancha com mais facilidade. Mas existem diversos produtos para limpeza de estofamentos na ala de produtos automotivos dos supermercados ou em lojas de autopeças. O ideal é tirar as manchas o quanto antes, para que elas não sequem e fiquem impregnadas.

Uma boa dica é utilizar os impermeabilizantes, que também podem ser encontrados em supermercados e autopeças. No mais, para limpeza dos bancos, uma escova macia e aspiração quinzenalmente são suficientes para manter o tecido limpo. Em casos de tecidos muito encardidos, só uma higienização interna resolve.

Pano úmido resolve

Os revestimentos em couro dão menos trabalho na hora da limpeza. Basta um pano limpo e úmido para tirar a sujeira. A cada dois meses é ideal fazer uma hidratação. O procedimento é simples e o hidratante de couro pode ser encontrado nas lojas de autopeças. Basta aplicar com uma esponja e passar um pano seco em seguida.

Na falta de hidratante, lustra-móveis resolve. Mas teste em uma área pequena e escondida antes. Apesar de pouco absorvente, revestimento de banco em couro suja e encarde também, especialmente os em tons claros. Calças jeans novas, que soltam tinta, são grandes inimigas de couro claro. A boa notícia é que existem produtos específicos para a limpeza nas lojas de auto-peças e o processo de limpeza é fácil.

Bom, com um carro impecável e com revestimento de banco, não dá para correr risco de ficar sem seguro auto não é mesmo? Não deixe de fazer uma cotação online de seguro auto e proteja o seu veículo. 



Última atualização em 04/09/2019