Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como funciona a cobertura contra roubo e furto seguro moto?

imagem d escapamento de uma moto para ilustrar a postagem sobre a cobertura contra roubo e furto do seguro de moto.

Como funciona a cobertura contra roubo e furto seguro moto?

imagem d escapamento de uma moto para ilustrar a postagem sobre a cobertura contra roubo e furto do seguro de moto.

Saiba tudo sobre a cobertura contra roubo e furto do seguro de moto.

Vamos imaginar que você está dirigindo com a sua moto na Avenida dos Bandeirantes, que é uma das vias mais conhecidas e movimentadas da cidade de São Paulo. Em um certo momento, você é fechado por uma moto com dois ocupantes e sob ameaça, é obrigado deixarem que levem a sua moto.

Esta é uma situação hipotética, mas que ocorre com diversos motociclistas na cidade. Conheça aqui como a cobertura de roubo e furto pode ajudar a proteger sua moto.

Seguro de moto

O seguro de moto é uma proteção para a sua companheira de duas rodas. Com ele, você pode ter coberturas contra roubo e furto, acessórios, vidros e retrovisores, assistência 24 horas e muitas outras, conforme suas necessidades e riscos que você corre. Veja as coberturas do seguro de moto.

Faça uma cotação de seguro de moto e conheça os benefícios que ele pode oferecer para você!

Cobertura contra roubo e furto do seguro de moto

Antes de começar a explicar como funciona essa cobertura, vamos falar da diferença entre roubo e furto.

É caracterizado roubo quando o bem é levado mediante violência ou ameaça de violência, como por exemplo o uso de arma de fogo. Já furto, é quando há a subtração do bem com ou sem quebra de barreira, porém não há uso de violência. Um exemplo é quando você deixa a moto na garagem de casa, alguém entra e leva o bem.

+Conheça mais sobre a diferença entre roubo e furto

A cobertura de roubo e furto é uma das mais procuradas quando o assunto é seguro de moto. Uma das explicações pode ser o número alto dessa ocorrência. Segundo o Cadastro Nacional de Motos Roubadas, em 2016 houve um aumento de 60% no roubo de motos quando comparado ao ano anterior.

A Bidu oferece o seguro de moto tradicional e simplificado, sendo que o primeiro é aquele com várias coberturas e o segundo apenas com a cobertura contra roubo e furto.

Como há diversos produtos diferentes de seguro de moto, as condições gerais também podem apresentar algumas diferenças. Por isso, separamos os riscos cobertos e excluídos mais comuns entre as seguradoras. Para uma informação mais completa, verifique as condições gerais do seu seguro de moto ou tire dúvidas com a sua corretora. Não deixe de ver nossas 8 dicas para escolher o melhor seguro de moto.

Riscos cobertos

Ao contratar a cobertura de roubo e furto do seguro de moto, o seu bem fica protegido contra essas duas situações. Você poderá usar essa proteção em dois momentos de roubo e furto:

  • Parcial – Quando quando há danos menores do que 75% da moto no caso de roubo ou furto. Por exemplo, quando há roubo do veículo e ele é encontrado com algumas peças faltando.
  • Total – Acontece quando há danos maiores do que 75% da moto no caso de roubo ou furto da moto. Por exemplo, a moto é furtada e encontrada toda desmontada. Ou pior, não é encontrada de forma alguma.

No momento da contratação do seguro de moto, verifique qual o tipo de cobertura de roubo e furto que a sua seguradora oferece, já que algumas seguradoras cobrem somente danos totais.

Riscos excluídos

Os riscos excluídos são as situações que a seguradora não cobre, sendo de responsabilidade total do segurado. Veja algumas delas.

  • Atos de hostilidade, guerra, rebelião, tumulto, motim, invasão de território e altos similares que perturbem a ordem política e social do país.
  • Atos ilícitos ou dolosos cometido pelo segurado ou beneficiários,  
  • Danos causados por negligência do segurado
  • Eventos que não sejam decorrentes a roubo/furto (quando contratado apenas essa cobertura)
  • Bens e acessórios no veículo;
  • Custo referente a blindagem do veículo;
  • Robo/furto que tenham ocorridos por beneficiários do segurado, bem como sócios, cônjuge, ascendentes ou descendentes, afinidade, adoção, bem como a quaisquer parentes ou pessoas que com ele residam e/ou dependam economicamente;
  • De estelionato, apropriação indébita, extorsão e furto mediante fraude.

Esses são os riscos excluídos mais comuns, porém há outros específicos de cada seguradora.

Vamos supor que João tem uma Honda Biz, é roubado pelo enteado que bate e destrói toda a moto.

Neste caso, aconteceria a perda total do veículo, porém as seguradoras não cobrem situações que envolvem parentes, dependentes ou similares. A mesma regra vale para a negligência do segurado: se João deixar a chave no contato da moto, ele está sendo conivente com um possível roubo.

Motos mais roubadas

A Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNseg) fez um levantamento das motos mais roubadas e furtadas no Brasil no ano de 2016, com base nos dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Os dados não levam em consideração o tamanho da frota de cada modelo, assim de forma geral, as motos mais roubadas são aquelas mais vendidas.

Dez Motos Mais Roubadas no Brasil
Modelos Nº Casos
Honda CG 125 20.875
Honda CG 150 11.513
Honda CBX 6.277
Honda NXR 150 5.000
Honda C100 4.639
Honda Biz 4.014
Yamaha YBR 3.881
Yamaha Fazer 2.332
Honda XR 1.833
Honda NX-4 1.793
* de janeiro a novembro
Fonte: Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) e site G1.globo.com

 

Dicas para evitar roubo e furto

Proteger a sua moto nem sempre é tão fácil assim, principalmente nas grandes cidades em que o índice de criminalidade é maior. Indepente de ter ou não um seguro de moto, não dá para ficar dando sopa para qualquer bandido. Para isso, separamos algumas dicas para você proteger a sua moto contra roubo e furto.

Travas

A dica é usar travas no caso de não ser possível deixar a sua moto no estacionamento. As travas podem ser aquelas correntes para colocar na roda, travas do freio de disco ou até a trava para o guidão da moto. É ideal usar todos os recursos que dificultam o furto.

Locais e horários

Não é possível catalogar uma lista de ruas e horários em que o motociclista não deve circular, já que é quase impossível saber a hora e o momento em que os assaltantes podem agir. Porém, fique atento ao andar nas primeiras horas do dia e no começo da noite, já que nesses horários há mais movimentação e os assaltantes têm maior facilidade de sumir no tumulto.

Circulação nas ruas

Encontramos na internet vários vídeos de assaltos que ocorrem com duas pessoas em cima da moto. Por isso fique atento às motos com duas pessoas.

Estacionamento

Os estacionamentos que aceitam motos são obrigados a possuir vagas demarcadas e ganchos para poder amarrar a moto. Sempre é mais confiável deixar a moto no estacionamento do que na rua, com isso as chances de roubo ou furtos são muito menores e você conta com o seguro que este estabelecimento dispõe.

Seguro de moto

O seguro de moto é uma ótima proteção, já que no caso de roubo e furto há a indenização de acordo com o valor da tabela FIPE contratado. Fora isso, o seguro de moto disponibiliza a assistência 24 horas que podem tirar você do sufoco, como a moto ter uma pane elétrica no meio de uma avenida.

Faça um seguro de moto contra roubo e furto, proteja você e o seu bem.