Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Guia para entender o DPVAT moto e seus benefícios

imagem de uma moto no meio de bicicletas com a descrição: DPVAT Moto

Guia para entender o DPVAT moto e seus benefícios

imagem de uma moto no meio de bicicletas com a descrição: DPVAT Moto

DPVAT moto

Como funciona o seguro DPVAT?

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, ou apenas DPVAT, é um seguro obrigatório de moto, carro, ônibus e todos os veículos automotores que circulam por via terrestre.

O DPVAT foi criado em 1940 e garante indenização para vítimas de acidentes que envolvem automóveis em vias terrestres. Ela cobre casos de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas de assistência médica e suplementares (DAMS).

Desde 2008 quem administra o seguro DPVAT é a Seguradora Líder, sendo responsável em garantir a indenizações, atendimento e auxílios aos segurados.

O pagamento do DPVAT é feito por todos os proprietários de veículos automotivos, realizado junto com o IPVA ou a vista em cota única. Para veículos isentos desse imposto, o seguro obrigatório é pago junto com o emplacamento ou licenciamento anual do veículo.

Conheça mais informações sobre o assunto acessando o nosso guia de Seguro DPVAT.

Qual o valor do DPVAT moto?

O valor do DPVAT moto varia entre R$86,38 (ciclomotores) e R$ 185,50 (motocicletas, motonetas e similares), devendo ser pago a vista.

Para saber mais informações sobre o pagamento DPVAT 2017, acesse a página de pagamentos da Seguradora Líder de pagamento, basta informar os dados solicitados.

Vale ressaltar que o seguro obrigatório 2017 ficou mais barato que o ano anterior: o preço caiu de R$ 292,01 para R$ 185,50. Porém com o preço mais baixo, não será possível fazer o parcelamento em até três vezes, sendo necessário pagar a vista.

Se você está se perguntando “o que acontece se não pagar o DPVAT?”, a resposta é simples: não há a emissão do licenciamento anual e o recebimento do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo

O motorista que circular sem o CRLV está sujeito a multa, pontos na habilitação e até apreensão do veículo. Esta mesma situação acontece para o não pagamento do IPVA.

Sendo assim, você até pode andar sem pagar o seguro obrigatório, porém não irá conseguir fazer o licenciamento futuramente, o que traz diversas consequências.

Por que o seguro obrigatório é mais caro para moto?

Ao comparar o seguro obrigatório de moto com de carro, percebe-se uma grande diferença de preço: R$185,50 para o primeiro e R$68,10 para o segundo, sendo mais que o dobro.

Porém, esse valor mais alto pode ser justificado com as próprias estatísticas do ano de 2015 referente ao número de indenização da Seguradora Líder. Veja abaixo os principais dados de indenizações para motocicleta:

  • No país, a motocicleta foi o veículo com maior número de indenizações com 76%, seguido pelo carro com apenas 19% dos casos. Apesar de representar apenas 27% da frota, as motos correspondem a 76% das indenizações;
  • Contando todas indenizações por morte da região norte, 60% dos casos envolviam moto;
  • No Brasil, 83% das indenizações foram para invalidez, 67% para invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares e 4% para morte,
  • Os homens lideram no ranking de indenizações por invalidez: 78% para eles e 22% para elas;
  • As faixas com maior solicitação de indenização por morte foi de 18 a 24 anos (27%) e de 25 a 34 (26%). Apenas 7% tinham mais que 65 anos;
  • O maior número de indenizações por morte e invalidez com moto aconteceram ao anoitecer (23%) e a tarde (19%).

Com esses dados é possível justificar o valor mais elevado para moto, devido o número de maior envolvimento em acidentes.

+ Como pilotar moto com segurança?

E o seguro de moto?

Você pode se perguntar “se tenho o seguro obrigatório, por que fazer um seguro de moto?”. Como visto, o seguro obrigatório faz a cobertura apenas de danos pessoais em caso de morte, invalidez e despesas de assistência médica e suplementares.

Para cobertura de danos materiais como roubo, furto, colisão, incêndio e outros, é necessário fazer a contratação de um seguro moto. Por esse motivo é importante ter um seguro para a sua companheira de duas rodas.

Com o seguro moto, é possível contratar diversas coberturas, como roubo, furto, colisão, incêndio, responsabilidade civil, despesas extraordinárias e outros, além de ter a disposição  assistências 24 horas. Não esqueça de ver se o seguro de moto vale a pena.

Conheça os benefícios que um seguro pode oferecer para você, faça agora mesmo uma cotação de seguro moto.