Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

O que você tem que saber antes de rodar com sua “cinquentinha”

Veja o que fazer antes de pilotar sua moto cinquentinha

O que você tem que saber antes de rodar com sua “cinquentinha”

Você sabia que pode (e deve) proteger sua cinquentinha, certo? Além da possibilidade de cotação seguro moto online, as cinquenta cilindradas também foram oficialmente integradas ao Seguro DPVAT em 2016, fazendo parte de uma nova categoria de ciclomotores e aumentando o número de regularizações dos veículos nessa categoria.

Mas a dúvida é: o que são “cinquentinhas” mesmo?

Os veículos ciclomotores com motor até 50 cilindradas são conhecidos também como “cinquentinhas” e ganharam maior popularidade por geralmente serem mais econômicas, custarem menos e terem uma manutenção mais barata do que as demais categorias de veículos sobre duas rodas. Motos como as antigas Vespas podem ser consideradas cinquentinhas.

+ Preciso de CNH para pilotar uma cinquentinha?

Ciclomotores de 50cc requerem regularização obrigatória

A regularização obrigatória só foi publicada no Diário Oficial no dia 31 de julho de 2015. Até então as “cinquentinhas” podiam ser pilotadas por qualquer pessoa, sem a necessidade do motorista possuir carta de moto.

Com a regularização, é necessário que o dono de uma 50 cilindradas possua a carteira de habilitação (CNH) na categoria A – de motos – ou então um documento chamado Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC). Além disso, agora o emplacamento é obrigatório e ficará a cargo dos Detrans, e não mais do município como era antes da nova regra.

Então, se você tem uma cinquentinha é importante ficar ligado: o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou para o dia 31 de maio o prazo para tirar a habilitação. As multas por falta de documentação deverão começar a ser aplicadas a partir do dia 1º de junho e possuem caráter gravíssimo, podendo chegar a R$ 574,62, além de 7 pontos na carteira e retenção do veículo.