Saiba tudo sobre Seguro de Moto

seguro de moto barato

Saiba tudo sobre Seguro de Moto

É inegável que transitar pelas grandes cidades a bordo de uma moto requer ampla habilidade para driblar o trânsito. E  motorista não pode abrir mão do principal fator: a segurança. Aí é que entra o seguro de moto

Afinal, trata-se de um veículo que requer cuidados extras. Os riscos a que são submetidos os motoristas não são pequenos, seja em virtude de acidentes ou em função de roubos.

Contar com um seguro é, neste caso, mais do que essencial. Mas o seguro para motos é igual aos dos carros? Como funciona? Quais são as principais vantagens de ter um seguro de moto?

Segundo as estatísticas do mercado, as motos são os veículos que levam ao maior número de acidentes no país. Elas também são alvos de inúmeros roubos.

Sem contar que nos últimos anos esse tipo de transporte ganhou mais espaço nas ruas por ser um meio de locomoção mais barato e rápido se comparado com os carros.

Seja sua motocicleta mais simples e utilizada durante a semana, seja ela uma moto de luxo, da categoria Custom ou Touring é importante você pensar em fazer um seguro para ela.

Ou seja, ter um seguro de moto irá te dar mais segurança para sair por ai com o seu veículo de duas rodas. Faça uma cotação do seguro para moto e fique protegido.

Tipos de Seguro de Moto

Da mesma forma que o seguro de carro, o destinado a motos conta com diversas coberturas e tipos, mas há dois básicos: compreensivo e não-compreensivo.

Seguro de Moto compreensivo

O seguro compreensivo oferece proteção completa, com diversas coberturas em apólice única como, por exemplo, proteção contra roubo/furto, colisão, incêndio, etc.

 Em geral, esse tipo de seguro oferece proteção em caso de perda parcial. Ou seja, caso ocorra uma colisão e a moto sofra danos menores do que 75% do total, a empresa seguradora tem a missão de arcar com uma parte do conserto. Já o segurado é responsável pela outra parte, efetuando o pagamento da franquia estabelecida.

Seguro de Moto não compreensivo

Já o seguro não-compreensivo oferece somente coberturas específicas como, por exemplo, contra roubo e furto ou mesmo perda total.

Por essa característica, esse tipo de seguro costuma ser mais em conta do que o seguro compreensivo.

Outra coisa: o seguro não-compreensivo não apresenta valor de franquia, pois não oferece cobertura para dano parcial. Trata-se de um seguro com cobertura para dano total, ou seja, quando o prejuízo é maior do que 75%. Nesse caso, o pagamento da indenização ocorre mediante o percentual que foi contratado da tabela FIPE.

Valores do Seguro 

Em virtude da visibilidade desse tipo de veículo, é  indicado fazer uma cotação de seguro para avaliar os preços praticados no mercado.

Aqui mesmo, no site da Bidu, é possível fazer uma cotação online de forma simples, rápida e segura. Basta  ter em mãos os dados da moto e, claro, do motorista.

O valor do seguro de moto é sempre mensurado mediante o risco. Isso significa que quanto maior esse risco, maior o preço do seguro.

As seguradoras avaliam esses riscos com base em dados estatísticos que fazem referência, por exemplo, às regiões da cidade que são alvos de mais roubos. Também são analisados os modelos de motos e a idade dos motoristas – procedimentos iguais aos efetuados para a venda de seguro de carro.

A similaridade continua com a avaliação que a seguradora faz das informações sobre o motorista e a moto incluindo:

  • Endereço da residência do condutor;
  • Histórico de possível sinistro;
  • Acidente e roubo de veículos anteriores;
  • Histórico de crédito;
  • Local onde a moto é mantida durante a noite, entre outros.

Nessa etapa, todas as informações devem ser respondidas com atenção e veracidade. Assim, a seguradora terá condições de apresentar valor real, de acordo com o perfil apresentado pelo cliente. No caso de necessidade, a indenização futura pode ser feita sem qualquer problema – caso a seguradora identifique uma informação errada, a indenização pode ser até mesmo suspensa.

Economia na hora de fazer o Seguro de Moto

Uma boa notícia para interessados em contratar um seguro de moto é a possibilidade de diminuir o preço desse produto em virtude de certas medidas que devem ser avaliadas pelo condutor.

Saiba que, por exemplo, quando a moto é usada para trabalho, o preço do seguro é sempre mais caro.

Evitar multas também gera economia. As empresas seguradoras costumam dar descontos aos motoristas que não apresentam pontos na carteira.

Outra medida: não contar com o seguro caso o valor do conserto da moto fique próximo ao valor da franquia.  

Fazer treinamento avançado e instalar dispositivos rastreadores no veículo são outras condutas que reduzem o risco da seguradora, diminuindo sim o valor pago pelo seguro.

Fazer ou não fazer um Seguro para a Moto?

Por todas as razões relatadas, ter um seguro de moto é importante, principalmente, se o veículo é usado constantemente.

Imagine que a sua moto sofra dano causado por uma queda, batida ou até mesmo por influência de fatores naturais como tempestades, por exemplo. O valor gasto para o conserto, em geral, não costuma ser baixo, daí a segurança que esse tipo de produto oferece.

É essencial avaliar os riscos e fazer uma cotação. Mesmo um seguro com cobertura limitada já traz mais tranquilidade.

A segurança é tida como a principal vantagem de contar com um seguro de moto. Mas pense também que o valor pago nas prestações desse produto volta para o segurado caso necessite da indenização em situação de perda total, roubo ou furto do veículo.

Sem contar que o seguro também pode cobrir despesas com consertos, indenização a terceiros, assistência 24 horas e ampla rede de lojas credenciadas de acessórios e reparos com descontos.

Veja também:

+ Saiba como funciona rastreador com seguro para moto

+ Veja como escolher motos novas e motos usadas

+ Veja dicas sobre como pilotar moto com segurança

+ Você conhece o consórcio de moto?

Última atualização em 10/01/2020