Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Uso da telemetria no seguro auto

Uso da telemetria pelas seguradoras no seguro auto

Foi noticiado recentemente o projeto piloto que a seguradora Liberty está adotando no setor de seguro auto. A empresa vai implantar até 2017 a tecnologia de telemetria no Brasil, que será usada para determinar melhor o preço do seguro de automóvel, trazendo mais benefícios tanto para o segurado – que terá produtos mais consistentes com suas necessidades e eventuais descontos inclusos – como para a seguradora também (que terá um perfil de segurado mais fiel ao real).

A empresa Porto Seguro também já vem usando uma tecnologia semelhante no seu produto voltados aos mais jovens. O Porto Seguro Auto Jovem oferece um Programa de Relacionamento onde o segurado instala um rastreador no carro segurado e seu desempenho é monitorado. De acordo com sua pontuação, o jovem pode receber descontos nas renovações do seguro.

Mas afinal…

O que é telemetria?

Telemetria é uma tecnologia sem fio que permite a medição e comunicação de informações, que é tratada e analisada em uma central. Por ser baseada em Big Data, a telemetria tem uma evolução constante, já que os dados do usuário alimenta o banco das centrais ligadas aos equipamentos de telemetria.

Essa tecnologia já é bastante utilizada no automobilismo, como competições da Fórmula 1 por exemplo. Com a telemetria é possível identificar a distância que o veículo percorre, sua velocidade, acionamento de freios e embreagem, marchas, rotações do motor e demais outros dados motores e eletrônicos… tudo em tempo real.

Sua utilização também é bastante comum nas empresas de logística, já que podem monitorar melhor seus transportadores, identificando padrões na direção e demais informações sobre o veículo, verificando se trajetos foram cumpridos, número de paradas, entre outros.

Telemetria versus rastreador

Geralmente confunde-se a telemetria com os aparelhos rastreadores. Porém, são tecnologias diferentes, utilizadas para funções distintas.

O rastreador, basicamente, vai fazer a função de monitorar em tempo real a localização do veículo. É bastante utilizado em casos de roubo ou furto do veículo, já que com um rastreador o carro pode ser encontrado muito mais rápido.

Já a telemetria oferece um sistema muito mais completo, usando uma tecnologia mais complexa do que a oferecida pelo sistema de rastreamento. Além da já citada localização e identificação do veículo, a telemetria oferece dados mais completos sobre o comportamento do motorista e do veículo, sabendo detalhes sobre cada ponto do carro.

Utilização da telemetria no seguro auto

Como funciona a telemetria no seguro auto

É justamente por causa desse potencial em medir com detalhes o desempenho do motorista que as seguradoras estão cada vez mais utilizando essa tecnologia vinculada ao produto de seguro auto.

Já muito conhecido no exterior, o seguro pay as you drive (ou “pague pelo quanto dirigir”, em tradução direta) é bastante utilizado por empresas como a Metromile, Allstate e Progressive, além da já citada Liberty que trará sua tecnologia de telemetria para o Brasil em 2017. A Progressive, aliás, foi a empresa nos Estados Unidos que inventou e patenteou a telemetria no seguro auto.

Com o uso da tecnologia, as empresas conseguem montar um perfil muito mais detalhado do segurado, sabendo com exatidão o tipo de motorista que ele é, possíveis descontos que será dado na próxima renovação e desempenho do veículo.

Também ficará mais fácil identificar possíveis fraudes que eventuais contraventores possa aplicar na seguradora, já que será possível identificar locais e horários de circulação, eventuais batidas – que hoje em dia podem ser mascaradas – entre outras.