Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Tipo de óleo para motor

motor de carro

Tipo de óleo para motor

A lubrificação é um dos cuidados mais importantes para o bom funcionamento de um carro, já que a evitar o contato entre as superfícies metálicas e arrefecer. No entanto, há diferentes lubrificantes no mercado e o que difere cada um é a maneira como são obtidos seus óleos básicos.

Para não se confundir mais, confira no nosso guia abaixo quais as peculiaridades de cada óleo e escolha o mais adequado para o seu veículo.

Óleos minerais

Os óleos minerais são obtidos a partir da separação de componentes do petróleo, sendo uma mistura de vários compostos. Eles possuem uma viscosidade particular e adequada pois são originários de petróleo cru e beneficiados com o processo de refinação. Por isso, a qualidade destes óleos é intimamente ligada à qualidade e viscosidade do petróleo cru.

Os óleos minerais são divididos em três tipos:

Óleo mineral de base paranínfico

Possuem ligas quimicas estáveis e resistentes que não podem ser modificadas facilmente com influências quimicas. Este óleo é resistente à oxidação em temperaturas ambientes ou elevadas, fornecendo mais resistência e durabilidade ao lubrificante. A grande desvantagem é que as parafinas tendem a sedimentar-se quando expostas a baixas temperaturas.

Óleo mineral de base naftênico

Os óleos naftênicos em geral são usados em lubrificantes que serão aplicados em baixas temperaturas, se contrapondo à vulnerabilidade dos paraníficos.

Óleo mineral de base mista (semi-sintético)

Para atender às mais variadas necessidades de aplicação, a maioria dos óleos minerais é misturada com base naftêncio ou parafínico em diferentes proporções.

Óleos sintéticos

Como o próprio nome sugere, os óleos sintéticos não são extraídos de uma fonte da natureza e sim produzidos artificialmente em laboratórios. Na maioria das vezes, eles apresentam um bom comportamento de viscosidade-temperatura com pouca tendência de coqueificação em temperaturas elevadas, baixo ponto de solidificação em baixas temperaturas e alta resistência.

Os óleos sintéticos podem ser divididos em cinco tipos: hidrocarbonetos sintéticos, poliolésteres, diésteres (possui o maior índice de consumo mundial), óleos de silicone e poliésteres Perfluorados.

Como escolher corretamente o tipo de óleo para motor?

A maioria das pessoas se preocupa apenas em levar o carro ao posto ou à concessionária e deixar que o profissional escolha o melhor tipo de lubrificante. Mas, se você for um dono de carro cuidado, recomendamos que se aprofunde um pouco mais neste assunto para evitar prejuízos futuros.

A primeira questão é definir o período para trocas de óleo e o mais indicado é seguir a orientação da fabricante do carro, nunca da fabricante do óleo. Portanto, pode esquecer aquele mito de que é preciso trocar o óleo a cada 5 mil km, ok?

O próximo passo é definir qual o tipo de óleo usar em seu motor. Os sintéticos são superiores em lubrificação e podem ter uma maior durabilidade. Por isso, é o mais indicado para a maioria dos carros. Mas, se o fabricante não exige sintético em seu automóvel, fica a seu critério usá-lo ou não.

Nunca deixe de prestar atenção nos barulhos do motor. E nunca se esqueça de fazer a medição do nível de óleo e viscosidade periodicamente.

+ Se quiser saber mais sobre o óleo para seu veículo, pode conferir aqui