COTAR SEGURO ONLINE

Quais são os Tipos de Chaves de Carro que existem?

Quais são os Tipos de Chaves de Carro que existem?

A chave do carro costuma ser um item que passa despercebido para muita gente. Não deveria ser, aliás. Já foi o tempo que a usávamos somente para abrir e fechar o veículo, além de acionar a ignição do motor. Tecnológica, a chave ganhou funções, variações e uma importância cada vez maior ao motorista. Não sabia? Quer saber quais são os tipos de chaves de carro existentes? É o que vamos explicar a você! 

Tipos de chaves de carro

Hoje em dia as chaves de carro têm bem mais do que só uma função.

Cotação online de Seguro Auto

Afinal, quais são os Tipos de Chaves de Carro?

Mesmo com o passar dos anos, a função original da chave não se alterou: evitar que o veículo seja aberto por outra pessoa, sem o conhecimento do proprietário. 

A garantia da segurança continua sendo a principal característica de uma chave. Mas isso não é novidade, certo? Pois bem, foram criadas chaves mais modernas com o objetivo de oferecer uma sensação maior de segurança e comodidade ao motorista.  

Por isso, mostraremos quais são os tipos de chaves de carro atualmente. Vamos a eles: 

Chave comum

Muito tradicional, a chave comum (ou mecânica) é aquela utilizada nos carros mais antigos. Sabe as chaves metálicas que estão nas portas de casas? São muito parecidas. Nos carros, a chave ganha o símbolo da marca do automóvel. Este modelo, embora pareça ultrapassado, ainda é encontrado em muitos veículos. 

Como o segredo da chave é esculpido no metal, há uma facilidade muito grande para se copiar, no caso de perdê-la – qualquer chaveiro realiza o processo. No entanto, nem tudo são flores: devido ao miolo da chave ser simples e de movimento manual para abrir ou fechar, o automóvel se torna mais vulnerável a furtos

E quais carros têm a chave comum? Principalmente, os modelos fabricados até meados dos anos 1990, como Opala e Kombi. Embora ainda houve veículos com chaves comum depois desse período.  

Chave canivete

O nome já diz tudo: são as chaves que lembram o funcionamento de um canivete. Para ficar claro: a parte metálica da chave fica escondida e é acionada através de um botão no controle, o que faz ela aparecer. 

Que controle é esse? Isso é, sem dúvida, o grande benefício da chave canivete: não é somente um simples composto de metal, como a chave comum. Pelo contrário: o controle tem botões onde liga e desliga o alarme, trava portas e, em alguns carros, abaixa os vidros automaticamente. Sem contar que “guarda” a chave em seu interior. O controle funciona como um controle remoto padrão. 

Por causa da chave ser embutida, é mais fácil de carregar, já que o seu tamanho é menor e evita expor o segredo da parte metálica. O que diminui, também, o risco de danificar a chave.  

É mais segura? A resposta é: depende. Mesmo com o controle, a chave pode ser semelhante a uma chave comum. Porém, também pode ser codificada e ter um sistema mais seguro. Isto varia conforme o modelo e marca do automóvel. 

Entre os tipos de chaves de carro, a chave canivete é a mais usual entre os brasileiros hoje em dia. Por exemplo, está presente nos carros econômicos, casos do Volkswagen up! e Chevrolet Prisma. 

Chave codificada

Se está procurando maior segurança para o seu carro, a chave codificada é a escolha certa. 

No aspecto visual, a chave codificada não muda se comparada às outras: ela pode ser tanto a comum quanto a canivete. O grande diferencial está na parte metálica: ali, existe uma codificação através de um chip instalado na parte interna da chave. 

Ao tentar abrir o veículo, a chave emite um código que precisa coincidir com o código do circuito eletrônico do carro. Existe uma configuração única entre carro e circuito eletrônico que contém criptografada as informações necessárias para utilizar a chave.

Ou seja: é necessário que o código seja reconhecido pelo carro. Do contrário, não será possível entrar no veículo e nem ligá-lo. 

Já que cada código é único, a chave codificada assegura um sistema menos suscetível a violações. Com certeza, é um ponto positivo se comparado aos outros tipos de chaves de carro. 

No caso de precisar tirar uma cópia da chave, não esqueça de levar o código ao chaveiro. É claro, nas concessionárias ou em lojas autorizadas, existe a possibilidade de instalar o código até em outra chave também. Perdeu o código? Somente nas concessionárias para consegui-lo novamente, ainda que este serviço seja cobrado. 

Para não passar nenhum perrengue, procure tirar uma cópia da chave codificada com um chaveiro de confiança e guarde-a em um local seguro. 

Quanto custa para fazer uma nova chave de carro?

Chave presencial

Quer algo moderno? A chave presencial representa a evolução dos tipos de chaves de carro. Esta chave dispensa o uso da chave metálica e da obrigação de colocar qualquer coisa no miolo da fechadura

A chave presencial é uma espécie de controle de alarme que possui apenas botões para o seu manuseio. Para abrir e fechar as portas, basta apertar um dos botões. Ligar o veículo? Também, o acionamento é feito por um botão de partida. Fácil, não é mesmo? Para tudo funcionar, o motorista precisa estar com a chave próxima ao carro. 

Semelhante à chave codificada, o sistema da chave presencial pede um código que o veículo deverá reconhecer. Se o código não for o mesmo, já sabe: problemas à vista e ficará para fora do veículo. 

Por isso, a chave presencial é sinônimo de conforto, luxo e segurança. Apesar disso, há motoristas receosos quanto à seu uso. Isso porque o sistema pode apresentar falhas e causar dificuldades para abrir ou fechar o carro. 

Para tirar uma cópia dessa chave, deve ir somente numa concessionária. Esta chave é utilizada em veículos de alto padrão, como o Fiat Argo Precision e Ford Fiesta Titanium. 

Quais os cuidados com os Tipos de Chaves de Carro?

O principal cuidado é, na verdade, entender que a chave do carro não é um item qualquer. É, sim, um acessório com diferentes funções e de grande importância. 

Deve-se cuidar bem dos diferentes tipos de chaves de carro, o que quer dizer: 

  • Evite molhar;
  • Evite derrubar no chão;
  • Evite expor ao sol;
  • Não deixe perto de equipamentos eletrônicos, como celulares ou televisões. 

Isso tudo deteriora a chave, sobretudo as que são codificadas. 

Outro cuidado, muitas vezes esquecido, é ter uma chave reserva guardada em um local seguro. Nunca se sabe o dia de amanhã e quando precisará usá-la. Para isso, faça uma cópia na concessionária – onde pesará mais no bolso – ou com um chaveiro de confiança e capacitado para tal. Mesmo que opte pelo serviço de um chaveiro, é preciso avisar a concessionária, se perdeu a chave original.

A chave está dando problema? Seja eletrônico, falhas técnicas ou estragos na própria estrutura, não pense duas vezes: peça uma chave nova, caso não tiver uma reserva. 

Quer cotar seguro de carros? Faça já uma simulação de seguro auto e saiba qual o melhor seguro de carros que se encaixa com o seu perfil! 



Última atualização em 19/11/2019