Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Vistoria cautelar: devo pensar nisso?

imagem de carro em mecânico ilustrando post sobre vistoria cautelar

Vistoria cautelar: devo pensar nisso?

A compra de um carro usado é uma ótima alternativa para muita gente. Mas para não dar errado é importante que você conheça a fundo o seu futuro carro, certo? Pois bem, mas você sabe como fazer isso da melhor maneira? É só realizar uma vistoria cautelar. Como o nome diz, não custa nada ter toda a cautela antes do aperto de mãos final e fechar o negócio. Para entender mais sobre o tema, fique com a gente!

O que é vistoria cautelar?

A vistoria cautelar é uma espécie de check-up completo do carro. Tá tudo em ordem? Tem algo quebrado? Documentação ok? Isso são alguns dos exemplos que o serviço de vistoria realiza.

Com a vistoria, todo o passado do veículo é avaliado. Garante-se, assim, maior segurança na hora da compra ao saber detalhadamente o estado do carro.

É necessário fazer a vistoria?

Sim! A vistoria contribui na prevenção de acidentes e evita maiores problemas quando for obter o seguro do carro.

Com ela, você não corre o risco de ser pego de surpresa com alguma pendência jurídica. Assim, não terá problemas em conseguir passar na vistoria veicular realizada pelo DETRAN. Este procedimento ocorre no processo de transferência de documentos.

Para quem deseja vender um veículo, apresentar uma vistoria cautelar de uma empresa especializada ajuda – e muito! O comprador a ter certeza que o veículo está em perfeitas condições.

O que é levado em conta na vistoria? 

  • Documentos do carro e histórico de proprietários;
  • Indício de sinistro;
  • Leilão;
  • Parte estrutural, mecânica e elétrica: alinhamento, amortecedores, chassi, farol, freio, motor, pintura, pneus, velocímetro, etc.;
  • Pesquisa jurídica e financeira;
  • Recall.

Com essas informações, um laudo técnico aprovará ou não o carro usado e apontará quais os problemas existem, caso houver algum.

Vistoria cautelar é igual a vistoria prévia?

Não, são um pouco diferentes. A vistoria prévia examina o estado do veículo antes que o seguro seja formalizado. Ela busca por algum problema que impossibilite a contratação do seguro. Ela é realizada por indicação da seguradora.

Já a vistoria cautelar, no entanto, pode ser solicitada por uma loja de carros, pessoa física ou, também, uma seguradora. Não apenas os vendedores de veículos procuram fazer a vistoria, os compradores também costumam pedir o procedimento.

A vistoria cautelar surge para garantir que o futuro dono do carro não seja enganado e tenha um automóvel adulterado ou clonado. Já que os veículos usados não têm a garantia e nem a revisão completa da montadora, caso dos carros zero km.

Quer um carro usado? Não pense duas vezes: peça o documento que ateste a vistoria cautelar!