Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Falha de segurança do Android permite invasão por mensagem

mascote-do-android

Falha de segurança do Android permite invasão por mensagem

Tenha cuidado antes de divulgar seu telefone Android nos próximos dias: pesquisadores dos Estados Unidos descobriram uma falha de segurança nos celulares Android que permite que hackers invadam seu celular através de uma mensagem.

A falha tem a ver com a maneira como o Android lida com mensagens MMS, mensagens com conteúdo multimídia. Um vírus pode ser infiltrado em um vídeo e o sistema operacional, que coloca o vídeo para rodar automaticamente, é invadido.

O Google, empresa criadora do sistema operacional, disse à revista Forbes que modelos mais recentes do Android tem uma capacidade de isolar cada programa que roda no celular, de modo que códigos maliciosos não consigam vazar e invadir outros programas ou o sistema. Mas celulares com versões do sistema Android mais antigas, como o Samsung Galaxy S4, ainda estão correndo risco de invasão.

A empresa tem conhecimento da falha desde abril e já desenvolveu uma correção para o problema. No entanto, essa correção ainda leva algum tempo para chegar aos smartphones: diferentemente do iOS do iPhone, por exemplo, que tem uma distribuição central, o Android do Google é modificado tanto pelas operadoras de telefonia quanto pelas fabricantes de celulares, de maneira a responderem a características de cada rede e aparelho.

A expectativa é que essas operadoras e fabricantes acelerem a liberação da correção agora que a falha ficou de conhecimento público. Um ponto positivo: segundo os pesquisadores que descobriram a falha, não existe registro de hackers fazendo uso da brecha de segurança.

Essa é a segunda falha de segurança do Android a repercutir na imprensa esse ano: no mês de maio, um engenheiro descobriu uma outra falha que permitia invadir celulares através de um chip implantado na sua mão.

Não existe no mercado brasileiro seguro de celular com cobertura para hackers. As seguradoras por enquanto cobrem apenas danos físicos ao aparelho, como queda de líquidos ou quebra acidental. (Veja aqui algumas dicas para contratar um seguro smartphone)

Como o celular ocupa a cada dia mais uma posição importante tanto na vida pessoal quanto profissional dos seus usuários, a segurança dos dados que passam por ele certamente será um foco futuro das seguradoras.

Mas enquanto esse seguro não chega, o ideal é você não passar o número do seu Android para estranhos. Pelo menos por enquanto.