Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Seguro de vida ou plano de saúde: qual devo escolher?

João utiliza o plano de saúde durante muitos anos, sendo um dos principais motivos de contratação as más condições da rede pública de saúde para atender às suas necessidades. Um belo dia ele se depara com a parcela do seu plano que aumentou bastante devido a mudança de faixa etária.

+ Diferenças entre plano de saúde e seguro saúde

Será que é necessário continuar pagando esse serviço ou o seguro de vida pode ajudá-lo? Continue lendo e veja as vantagens que o seguro de vida pode trazer para você.

Como funciona o plano de saúde?

Atualmente no Brasil, há o Sistema Único de Saúde (SUS) que presta atendimento de saúde de forma gratuita a população. Mas nem sempre ele atende as necessidades de todos.

E não é para menos, segundo o dossiê realizado pelo Conselho Federal de Medicina, o Brasil investe 44% a menos no sistema de saúde público do que outros países que disponibilizam esse serviço a população.

Assim fica fácil saber o porquê 54% da população avalia o SUS como péssimo ou ruim e 70% o consideram mal administrado e sem condições de prestar bom atendimento para todos.

Com toda a falta de estrutura do Sistema Único de Saúde, muitos cidadãos optam por um plano de saúde.

O Plano de saúde é um serviço no qual empresas privadas e operadoras fornecem assistência média e hospitalar. Ele pode ser contratado de forma individual, familiar ou coletivo.

Segundo uma pesquisa do Ibope, em torno de 80% dos usuários de planos de saúde estão satisfeitos ou muito satisfeitos com os serviços.

Porém, mesmo com a qualidade oferecida, muitas vezes esse serviço não é tão barato.

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar o preço médio do plano de saúde é de R$ 610, mas para quem está na faixa dos 59 anos ou mais, esse valor pode ser de até 43,6% mais caro. Quando comparado a primeira faixa etária (0 a 18) com a última (59 anos ou mais) o mesmo plano de saúde pode custar até 4,64 vezes para os planos de contratação individual ou familiar.

O plano de saúde costuma cobrir serviços como consultas, exames e tratamentos, bem como atendimento em hospitais e laboratórios e muitos outros serviços que atendem os seus segurados.

Você também pode encontrar opções no mercado de planos de saúde com coparticipação, no qual o usuário paga apenas uma parcela de exames e consultas, além de possuir preço mais acessível.

Mesmo com todos os benefícios do plano de saúde, no ano de 2016, cerca de 1,4 milhão de brasileiros deixaram de pagar o plano de saúde. Com essa situação, muitos brasileiros não querem ficar desamparados e depender exclusivamente do sistema público de saúde. E é aí que o seguro de vida pode ajudar você.

Seguro de vida pode substituir o plano de saúde?

Provável que você já tenha ouvido falar em seguro de vida. Ele é um produto feito para garantir a sua estabilidade financeira e de quem você ama.

Isso acontece porque se acontecer algum imprevisto, você e seus dependentes recebem indenização definidas no momento da contratação do seguro.

Diferente do que muitas pessoas pensam, o seguro de vida não resume somente a cobertura de morte acidental ou natural.

Assim como qualquer seguro, esse também possui coberturas básicas, aquelas obrigatórias para o produto ser comercializado, e as coberturas adicionais, contratadas a parte para uma maior proteção.

Cobertura para morte acidental e morte natural

Essa é a cobertura básica do seguro de vida. Ou seja, todos os seguros dessa categoria devem possuir a cobertura de morte acidental ou natural. Com ela, os beneficiários da apólice recebem indenização em caso de morte do segurado durante a vigência do seguro.

Invalidez permanente

Ela ocorre quando algum membro ou parte do corpo perde suas capacidades de forma irreversível, de forma parcial ou total. Infelizmente, a invalidez pode ocorrer a qualquer momento e com essa cobertura há a indenização para ajudar o segurado nesse momento difícil.

Incapacidade temporária

Ela é indicada para quem é autônomo e trabalha por conta própria. Isso porque essa cobertura realiza o pagamento das diárias de trabalho no caso do segurado ficar incapacitado temporariamente por motivo pessoal ou doença.

Doença grave

Essa cobertura é indicada para todos, porque infelizmente, não temos como saber quando uma doença grave, como câncer, AVC e infarto pode acontecer. Com ela você recebe a indenização após o diagnóstico para tratar essa doença. Fique atento no momento da contratação: veja com a sua corretora quais doenças estão cobertas, bem como os riscos excluídos.

Existem outras coberturas que você pode contratar dentro do seguro de vida para proteger sua família. Vale lembrar que o seguro de vida pode ser contratado unicamente ou como complemento do plano de saúde. Isso vai depender da sua necessidade e de quem você ama.

Com isso, o João do começo da postagem pode sim contratar o seguro de vida para ajudar a se manter protegido contra diversos acidentes.

Quer contratar o seguro de vida e não sabe como? Faça uma solicitação aqui na Bidu e veja o valor do seguro para proteger você e quem você ama.

Veja também: