Já pensou em fazer um Seguro de Vida para idoso?

Você sabia que existe seguro de vida para idoso? Talvez você não conheça as características de um produto assim ou mesmo não tenha ideia de como fazer um, não é mesmo?

imagem de casal idoso para ilustrar texto sobre seguro de vida para idoso

Contar com um seguro de vida traz tranquilidade em qualquer idade.

Tem uma coisa que todo mundo concorda. Pensar na possibilidade de contar com a segurança de um seguro de vida traz certa tranquilidade para segurado e beneficiários, não?

E se você é idoso, saiba que ele existe sim! O seguro de vida para idoso de fato não é um produto consagrado no mercado brasileiro. Porém, ele oferece muitos benefícios e merece ser mais conhecido pelos consumidores.

Para isso, a conscientização em relação a esse tipo de seguro é a base para se criar uma cultura mais favorável e que contribua para a efetiva contratação do produto.

Afinal, trata-se de uma possibilidade de levar mais tranquilidade para os beneficiários em um momento difícil da vida.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esse produto?

Cotação Online de Seguro de Vida

Como funciona o Seguro de Vida para idoso?

O seguro de vida para idoso, assim como os demais que existem no mercado, pode oferecer uma boa indenização para o beneficiário.

Para que isso ocorra, o ideal é começar a contribuir o quanto antes. Assim, é possível também pagar valores mais acessíveis.

Mas esse pode não ser o caso e a ideia seja contratar essa opção de proteção com a idade mais avançada. Nesse caso, é válido saber que um produto como esse apresenta várias condições de pagamento.

Lembrando que o nosso país considera idoso quem atinge os 60 anos de idade. Porém, saiba que há seguradoras que podem ofertar planos para esse público desde que o segurado tenha mais de 65 anos.

Mas voltando a falar de contribuição, é ou não é caro “sustentar” um produto assim mensalmente?

O seguro de vida para idoso, como qualquer outro produto financeiro, deveria ser planejado para que o consumidor pudesse arcar com os custos que o envolvem sem prejudicar o orçamento.

Afinal, é um produto que envolve uma questão importante para as seguradoras: o risco de utilização. Ou seja, a seguradora precisa sim contar com reservas de recursos que serão utilizadas para cobrir as necessidades dos clientes.

Conclui-se, então, que já que o consumidor tem mais chance de usar os recursos disponíveis, a seguradora precisa provisionar valores maiores.

Como no caso dos idosos essa possibilidade é real, em virtude da idade e saúde mais frágil, o seguro acaba apresentando um preço mais alto.

Mas cabe aqui uma informação importante. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) permite que os planos de seguros oferecidos para idosos no mercado custem até, no máximo, seis vezes mais do os dirigidos a faixas etárias menores. Caso encontre produtos mais caros do que isso, a ANS pede ao consumidor que faça uma denúncia.

Tipos de coberturas do Seguro de Vida para idoso

As coberturas variam de acordo com o tipo de plano oferecido por cada seguradora. Mas, em geral, é encontrado no mercado cobertura por invalidez, morte, acidente, lesões – temporárias e permanentes, entre outras.

Há ainda seguros que também incluem serviços de transporte, cobertura para casos de doenças graves, planos funerários, etc.

Recusa de cliente

Um assunto polêmico quando se fala de seguro de vida para idoso diz respeito a possíveis recusas das seguradoras.

Muitas colocam restrições. Um exemplo é quando o cliente em potencial apresenta algum problema de saúde mais sério ou qualquer outra condição que represente um risco para usar o seguro.

Situações assim exigem que o consumidor procure os seus direitos. Um dos primeiros passos pode ser acessar a ANS pelo site ou pelo Disque ANS: 0800 7019656.

Mas uma dica é essencial aqui. Fique muito atento ao preencher a proposta de seguro de vida. Verifique as possíveis restrições que são impostas pela seguradora que, assim, pode garantir o não pagamento da indenização.

Entre as causas mais comuns colocadas pelas seguradoras constam doenças e sequelas que não foram informadas na proposta. Porém, o consumidor que faz o seguro pode provar que não conhecia quando fechou o contrato. Entre elas estão casos de suicídio cometidos no período legal de carência do plano; contaminação por exposição a radiações nucleares; intoxicação alimentar ou medicamentosa, etc.

Característica legal do Seguro de Vida para idoso

O seguro de vida para idoso não entra em inventário. Isso porque um dos objetivos desse tipo de produto é permitir o restabelecimento financeiro do beneficiário o mais rápido possível.

Após o beneficiário apresentar os documentos necessários, é calculado um prazo de cerca de 30 dias para que o depósito dos recursos seja efetivado.

É um seguro dirigido à pessoa – ou a mais de um beneficiário – que o segurado determina, a não ser que essa escolha não tenha ocorrido.

Caso o campo de beneficiário esteja em branco, vale a regra do Código Civil. Ela determina que a indenização deve ser paga aos herdeiros legais. Assim, o cônjuge fica com 50% e o restante é dividido entre os filhos.

Mas quando o cliente não é casado e também não tenha filhos, a indenização é destinada a quem dependia do segurado, desde que essa condição seja provada.



Última atualização em 13/09/2019