Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Você sabe como calcular Seguro Garantia?

Hoje em dia é cada vez mais comum empresas contratarem o seguro garantia. Esta modalidade é bastante útil para assegurar o andamento de grandes obras ou o cumprimento de etapas em contratos de longo prazo. Mas você tem ideia de como calcular seguro garantia?

Mesmo com muitos benefícios, esse tipo de seguro é mais complexo do que outras modalidades tradicionais. Por isso, exigem atenção máxima do contratante. Muitos empresários ficam na dúvida sobre como calcular o seguro garantia, com o medo de desembolsar mais do que o necessário.

ilustração de pacote de dinheiro pra texto sobre como calcular seguro garantia

O cálculo do seguro garantia dependerá, essencialmente, de qual é a empresa contratada.

Como calcular seguro garantia

Podemos adiantar que, para fazer o cálculo, será necessário apoio de profissionais. Mas não se preocupe, neste texto destacamos quais são os pontos de atenção necessários para calcular seguro garantia.

Sabemos que o seguro garantia assegura possíveis inadimplências em um contrato. Por isso, a avaliação do risco levará em conta a reputação da empresa que foi contratada para fazer o serviço, como explicaremos adiante.

Dessa forma, uma empresa com baixa reputação ou com histórico de inadimplência poderá subir a taxa do seguro para quem está contratando.

O prêmio, por sua vez, vai acompanhar o valor do bem ou serviço que está em jogo no contrato. Geralmente, os contratos que exigem um seguro garantia são de longo prazo e todos os imprevistos serão incluídos na taxa de seguro. Isso exige atenção redobrada de quem está contratando o serviço.

Um pouco mais do seguro garantia

Antes da criação do seguro garantia, era mais difícil assegurar o cumprimento de contratos, principalmente na administração pública.

A origem do seguro garantia, como o conhecemos hoje, data do século XIX, nos Estados Unidos. A modalidade foi criada pelos norte-americanos para ser utilizado primeiramente em contratos públicos. No período, havia uma onda de alta inadimplência de construtores para com o governo.

Mesmo sendo mais popular entre pessoas jurídicas, também as pessoas físicas podem contratar o seguro garantia.

No caso dos contratos de aluguel de imóveis, ao invés do cheque caução, o contratante pode optar pelo seguro garantia, em um formato mais simples.

A Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão do Ministério da Fazenda que controla e fiscaliza o mercado de seguros, previdência privada e outros, estipula 10 modalidades do seguro garantia.

Como é a contratação do seguro garantia

Além de saber como calcular seguro garantia, é importante conhecer alguns detalhes deste seguro. Existem três agentes principais na apólice do seguro garantia: o tomador, o segurado e o garantidor.

Vamos usar como exemplo uma contratação entre empresas, como uma obra. Nesse caso, o segurado é a empresa que contrata a obra, o tomador é a construtora contratada para realizar o serviço e o garantidor é a seguradora de escolha.

O tomador é o responsável pelo pagamento do prêmio. Ele será recebido pelo segurado, caso o seguro seja acionado. O garantidor, por sua vez, é representado pela seguradora. O papel principal do garantidor é a confecção a apólice, de forma a atender ambas as partes envolvidas no contrato.

A escolha da seguradora é muito importante. Ela precisa levar em consideração muitos detalhes que podem influir diretamente no valor da apólice e do prêmio final.

A própria SUSEP define alguns parâmetros e informações necessárias para desenvolver um bom documento. Dentre eles estão:

  • A definição e descrição detalhada dos instrumentos de avaliação do tomador;
  • Os critérios utilizados para gerar a taxa do seguro;
  • A caracterização do sinistro e das modalidades de cobertura.

No site da SUSEP o potencial cliente encontra uma ferramenta de busca para consultar nomes de seguradoras. Assim, é possível verificar se são  supervisionadas pelo órgão. Hoje em dia também existem seguradoras especializadas para esta modalidade de seguro. Quanto mais experiência e reputação a empresa tiver, melhor.

A apólice e a precificação do seguro

Continuando a entender como calcular seguro garantia, vamos ao momento da apólice.

Uma vez que a empresa é escolhida chega o momento mais complexo, a confecção da apólice do seguro garantia.

Como dissemos anteriormente, a precificação dependerá da reputação do tomador, aquele que presta o serviço à contratante do seguro. Portanto, para calcular seguro garantia, é fundamental conhecer a empresa contratada.

A seguradora deverá avaliar e qualificar o tomador com base em fatores bem definidos, como:

  • Solidez financeira da empresa;
  • Experiência para executar a tarefa contratada;
  • Classificação de crédito (rating), entre outros.

A seguradora pode, inclusive, usar critérios próprios, desde que os especifique na apólice. Se há baixa expectativa de perda, o preço do seguro também será menor.

Por esses motivos, a própria forma de avaliar o tomador deve ser transparente e de conhecimento da empresa que está adquirindo o seguro garantia.

Contrato em detalhes

Em contratos que serão executados ao longo de meses (ou até anos), é preciso ficar atento às correções monetárias principalmente se houver pagamento em outra moeda. Também é preciso atentar-se às cobranças do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Tudo deve ser especificado e projetado na apólice, com o conhecimento de todas as partes envolvidas para saber como calcular seguro garantia.

Possíveis alterações no contrato entre as empresas também podem ser contempladas posteriormente na apólice do seguro.

Essas alterações podem ser projetadas ou mesmo serem contratadas adicionalmente. Nesse caso, o tomador será responsável por pedir a modificação da apólice à seguradora, que tem o direito de recusar o pedido. A alteração dos valores é proposta pela seguradora, uma vez que aceite fazer a mudança.

Antes de assinar o contrato, é importante que os agentes verifiquem que a apólice do seguro garantia deve conter obrigatoriamente:

  • O número oficial da apólice;
  • Dados de todas as partes envolvidas (tomador, segurado e garantidor);
  • Modalidade da garantia;
  • Valores e prazos para cada cobertura;
  • Descrição dos riscos.

Para calcular seguro garantia veja que o valor do prêmio será equivalente à perda máxima, fixada na apólice, e nunca será superior ao valor do contrato do bem ou serviço em questão.

Mais uma vez, é a avaliação prévia da seguradora que definirá esses valores, bem como as diferentes coberturas. Nos casos das obras, é preciso adequar as coberturas com cada tipo de provável sinistro.