Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Animais no jardim: como evitar problemas com os bichinhos

animais no jardim

Animais no jardim: como evitar problemas com os bichinhos

Quem tem jardim em casa sabe que não é nada fácil manter a harmonia entre o belo paisagismo e os animais de estimação (seus ou dos vizinhos). São buracos na terra, plantas mastigadas ou arrancadas das raízes, isso quando não transformam tudo em um “banheiro”. É possível descobrir onde está o problema e até mesmo mudar o comportamento dessas fofuras, seja da Mel ou do Thor. Continue lendo este post e veja algumas dicas para evitar cães e gatos no jardim.

Barreira física

O ponto de partida é isolar o jardim, impedindo o fácil acesso. Você pode colocar cercas, novas telhas, ou mesmo uma pedra no local onde os animais costumam entrar cavando.

Treine seu cão

Nem sempre a barreira é suficiente. Cães e gatos podem pular, rastejar. Se você tem um cachorro, pode treiná-lo e ensiná-lo a não entrar nesse ambiente, dando a ele recompensas todas as vezes que se mantiver no espaço permitido. Em pouco tempo, você perceberá o novo comportamento do cãozinho.

Outra dica é fazê-lo colocar mais energia em outra atividade. Os passeios frequentes costumam interromper o ato de cavar. Tendo outros estímulos e recebendo carinho, o cansaço aumenta, o tédio e a ansiedade diminuem.

Espaços próprios para os animais de estimação

Se seu cão ou gato tem um cantinho próprio, a tendência de se enfiar em meio a seu canteiro é bem menor, certo? Sendo assim, verifique se há em sua casa esse lugar predileto, confortável e fresco, e às vezes mais quentinho para os dias frios.

Água como repelente natural

Sabendo que gatos tem certa aversão à água, coloque aspersores para irrigar as plantas, próximos às áreas pelas quais os animais passariam. Evitando se molhar, o gato pode desviar-se do jardim.

Novos aromas

O truque é assentar novas plantas em seu jardim, como a lavanda, que solta um odor desagradável a esses animais. Na escolha, tome cuidado para não prejudicar a saúde dos bichos.

Isso porque algumas espécies oferecem riscos, enquanto outras são tão atrativas que os animais as comem, e depois adoecem. Fuja dos agrotóxicos e em caso de dúvidas consulte o veterinário.

Caso o seu bichinho coma algo que faça mal, a cobertura de um seguro pet será extremamente útil. Esse seguro funciona como um seguro de saúde, mas para seus animais. Assim, eles ficam mais protegidos e você mais tranquilo. Não esqueça de conferir a nossa postagem de doenças mais comuns entre os cachorros.