COTAR SEGURO ONLINE

Como funciona a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial?

Como funciona a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial?

Você estava descansando no fim de semana em casa com a família. Mas, ops, surgiu um fato inesperado. Um raio caiu próximo a sua casa e queimou alguns aparelhos eletrônicos. E agora, o que fazer? Para não ficar no prejuízo, uma saída é garantir a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial

Nós vamos explicar como funciona a cobertura, quais danos ela cobre e como acionar o seguro nessa situação. Confira!

cobertura de equipamentos eletrônicos

Cotação online de Seguro Residencial

O que é Seguro Residencial? 

Passou algum perrengue na sua casa? O seguro residencial pode te ajudar numa hora complicada. Caso não saiba, o seguro residencial é uma proteção para evitar que o proprietário do imóvel tenha certos prejuízos. Isso garante um resguardo tanto da estrutura da residência como os objetos que estão dentro dela. 

A melhor notícia do seguro residencial é que qualquer pessoa pode escolher o seguro conforme às suas necessidades. Sim, respeitando as suas preferências, perfil e local onde mora. A personalização no momento de contratar o seguro possibilita, assim, usufruir ao máximo das coberturas e assistências 24h disponíveis. 

O proprietário consegue alcançar o custo-benefício tão desejado, além de fornecer uma sensação de segurança para toda a família. 

Para entender o que o seguro oferece, vamos conhecer as suas coberturas:

Cobertura básica

Obrigatória quando se contrata o seguro residencial, é a cobertura garantida independente da seguradora selecionada. Nesta cobertura, estão incluídas três situações: incêndio, queda de raio e explosão. Por serem problemas de grandes proporções, a indenização costuma ser confirmada ao segurado. 

Coberturas adicionais

As coberturas adicionais são uma das principais vantagens do seguro residencial. Não sabe o motivo? Simples: através delas, o proprietário do imóvel pode customizar o seguro como preferir. Existe uma variedade de coberturas adicionais para o segurado contratar e deixar o seu lar mais protegido. 

No cardápio de coberturas, vale destacar a de contra roubo ou furto, vazamento de tubulações, impacto de veículos, danos elétricos, vendaval ou tornado, etc. 

Entre elas, está a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial. Agora vamos compreender melhor o que seria essa cobertura. 

O que é a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial?

A cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial visa cobrir eventuais perdas e/ou danos a esses aparelhos, no caso de acidentes. É claro, desde que os equipamentos estejam localizados na residência e sejam de propriedade do segurado ou de parentes que moram no imóvel. 

Se houver um acidente que cause avaria em algum aparelho, o seguro realiza o pagamento ao segurado de acordo com os prejuízos devidos. Mas quais equipamentos eletrônicos o seguro cobre? Listamos alguns exemplos: 

  • Notebooks; 
  • Celulares;
  • Tablets; 
  • Home theater;
  • HDs externos; 
  • Videogames; 
  • Câmeras fotográficas;
  • Acessórios dos equipamentos.  

A cobertura pode ser muito benéfica a quem usa os equipamentos para o seu trabalho no cotidiano, como no home office. Pela necessidade de manusear os aparelhos em demasia, o risco de acidentes aumenta. Indica-se, em especial, aos profissionais autônomos e empreendedores a contratação da cobertura. 

Lembrando: como falamos de uma cobertura adicional, o proprietário do imóvel precisa adquirir a cobertura à parte no seguro.

Como funciona a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial?

Para entender como funciona a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial, é preciso esclarecer que os aparelhos necessitam estar em funcionamento até a data do sinistro. Independente se estavam ligados ou desligados, os dispositivos estão cobertos se houver um acidente que leve a um reparo ou troca. 

Outro detalhe: nesta cobertura, os equipamentos eletrônicos são, geralmente, classificados como de baixa voltagem, a exemplo de celulares. 

Ok, mas qualquer prejuízo o seguro cobre? Não é bem assim. Em qualquer cobertura contratada, existe um limite máximo de indenização. Este termo é uma medida que mostra até quanto o seguro reembolsa o segurado no caso de ocorrer algum sinistro. O limite é definido na hora de fechar o contrato (apólice) pelo proprietário do imóvel, fique atento. 

Mesmo com o limite contratado, como se trata de uma cobertura adicional, costuma-se existir a franquia nessa situação. Para quem não lembra, a franquia é a participação do segurado nos prejuízos, novamente acertada na apólice.  

Na hipótese de acontecer um acidente com um notebook, o conserto ficou em R$ 900,00. O limite contratado é de R$ 10 mil, enquanto a franquia é de R$ 300,00. Como fica a conta? Simples: o seguro arca com R$ 600,00, já o segurado paga o restante. 

Atenção: o limite máximo de indenização e franquia não são iguais para todas as coberturas. Pelo contrário, cada cobertura contém um limite e franquia única. À exceção da cobertura básica do seguro residencial, na qual não existe franquia.  

Certo, agora vamos entender quais danos a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial protege. 

A cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial cobre o quê? 

Como dito anteriormente, a cobertura é válida apenas nos casos de acidente, ok? Isto é, em momentos que correspondem acidentes ocorridos de maneira súbita e imprevista. Ou seja, motivado por alguma causa externa, não ligada ao mal funcionamento e deterioração dos aparelhos. 

A depender do prejuízo do equipamento, pode ser realizado a indenização do valor total, respeitando o limite máximo contratado. 

Para o sinistro ser coberto, os danos ou perdas precisam ocorrer dentro do imóvel e de forma que o segurado não tenha interferência direta, que poderia atestar uma culpa pelo estrago. Por isso, vale estar ciente dos riscos não cobertos, o nosso próximo assunto. 

O que a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial não cobre?

Sim, existem certas ocasiões que a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo seguro residencial não protege o segurado. Vamos a elas:

  • Danos ocorridos fora da residência segurada;
  • Roubo e furto; 
  • Negligência, imprudência, imperícia ou dolo do segurado ou de seus empregados;
  • Danos elétricos;
  • Avaria exclusivamente em cabos de alimentação de energia elétrica sendo ou não parte de algum aparelho coberto;
  • Arranhões e defeitos estéticos;
  • Perda de dados, gravações, back-ups e similares, armazenados ou processados, inclusive os causados por vírus de computador;
  • Fenômenos da natureza, como vendaval, tufão, furacão, alagamento, inundação e terremoto.

Para descobrir todos os riscos não cobertos, consulte a apólice da cobertura. 

Como acionar a cobertura de equipamentos eletrônicos pelo Seguro Residencial?

Houve um acidente com algum equipamento no imóvel? Não pense duas vezes, acione a seguradora o quanto antes. Caso leve o equipamento para o conserto numa empresa terceirizada sem o aviso e aprovação do seguro, não haverá indenização dos prejuízos. 

Informe a seguradora, seja por telefone ou e-mail, os seus dados, data, hora, qual aparelho foi afetado e as possíveis causas. Seja o mais transparente possível e busque transmitir a maior quantidade de informações sobre o fato. 

Dessa forma, a seguradora vai analisar o sinistro. Se for confirmada que o acidente se encaixa dentro das condições da cobertura, aguarde o período necessário para o reembolso dos danos. Fique atento, neste momento, se o pagamento do prêmio está em dia, o que pode prejudicar a aprovação da indenização. 

Quer evitar passar mais apuros em casa? Faça uma cotação do seguro residencial com a Bidu Corretora! 

Última atualização em 28/09/2020