Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como evitar curto-circuito na sua casa

Como evitar curto circuito

Como evitar curto-circuito na sua casa

Você provavelmente já deve ter ouvido falar de incêndios que se iniciaram em razão de um curto-circuito (inclusive, já falamos no nosso blog sobre como evitar incêndios em casa e sobre o seguro incêndio, que cobre os danos causados pelo fogo).  Mas você sabe como acontece um curto-circuito?

Como o nome já sugere, em um “curto-circuito” ocorre um encurtamento entre dois pontos, um caminho mais curto, quando existe uma passagem elevada de corrente elétrica por uma fiação que não suporta essa carga. Em outras palavras, a corrente elétrica atravessa um condutor de pouca resistência e então o rompimento é abrupto, causando faíscas e estouros.

As vezes por desatenção, outras vezes por falta de informações mesmo, as pessoas cometem erros bobos que levam a um problema como esse.  Quer saber como se prevenir? Confira dicas e cuidados para reduzir os riscos.

Trabalho de profissional

Mesmo no ato de emendar um fio de uma instalação elétrica, uma atitude aparentemente simples, há riscos de ocasionar um curto-circuito, de levar a um incêndio ou a queima de aparelhos. Com isso em mente, vale dizer que é preciso algum conhecimento técnico em eletricidade, por isso, em caso de necessidade contate um profissional habilitado.

Evite transtornos. Boa parte dos curtos-circuitos ocorrem em adaptações realizadas pelo morador, que não é qualificado para a função. Isto é, muitos problemas ocorrem em fiação elétrica porque foi realizada uma alteração por quem não entende do assunto. Vale ainda lembrar de que toda a instalação elétrica da propriedade deve seguir as normas estabelecidas pela NBR-5410 da ABNT.

Não sobrecarregue a tomada

Assim mesmo, há alguns cuidados que você pode tomar e que não necessariamente precisam de averiguação de um técnico. Por exemplo, se você é daqueles que ligam notebook, televisão, modem de internet e carregador de celular tudo num mesmo lugar, fique atento. A sugestão aqui é colocar apenas um aparelho por tomada, para não sobrecarregar. Em muitas casas, há riscos de curto-circuito mesmo com a utilização de adaptadores.

Atenção aos fios descascados

Percebeu algo diferente nos fios do chuveiro? Ao observar fios descascados, substitua-os. Não você; um técnico. Como já sabe, é melhor investir na contratação de um eletricista do que ter prejuízos com a perda de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos, ou pior, estar exposto a um perigo grave. Veja 10 dias para evitar acidente elétrico.

Longe da água

Lembre-se de que tomadas devem estar sempre distantes de torneiras e de locais com fluxo de água. Se for inevitável colocar uma tomada em uma pia, por exemplo, lembre-se de protegê-la. Há diferentes opções de proteção para a tomada. Evite que a água caia sobre ela, pois, se as tomadas estão desprotegidas, maiores as chances de curtos. Vale o mesmo para os aparelhos elétricos: impeça, por exemplo, de usar secador de cabelo próximo a um local com água.

Como identificar um curto-circuito

Sentiu um cheirinho de queimado em algum lugar da casa? Observe os fios do chuveiro, observe se há manchas pretas em alguma tomada. Se as lâmpadas queimam com frequência também há fortes indícios de problemas com a fiação elétrica da residência.

 

Invista na segurança da sua rede elétrica para garantir a sua segurança. Quais os cuidados que você tem tomado? Conte pra gente.

E não esqueça de fazer a cotação de um seguro residencial: ele pode ser bastante útil em caso de curto-circuito.

Veja também:

+ Como organizar documentos

+ O que fazer em caso de infiltramento em casa?