Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Cuidadora de crianças: será que preciso de uma?

Cuidadora de crianças

Cuidadora de crianças: será que preciso de uma?

A gravidez chegou ao fim. Agora é tempo de fraldas, choro pela madrugada, papinhas e pais um pouco perdidos. Será que é uma boa ideia contratar uma cuidadora de crianças? Ter um filho é algo maravilhoso, porém, as dificuldades são muitas e as dúvidas chegam rápido: será que volto a trabalhar? Quanto tempo posso ficar fora de casa?

Os modelos dinâmicos das atuais famílias pedem novas situações. Se você já pensou em ter uma babá ou cuidadora de crianças, nós queremos te ajudar tirando algumas dúvidas básicas.

O que faz uma cuidadora de crianças?

Uma cuidadora de crianças é responsável por todas as atividades ligadas ao bebê ou à criança da família que a contrata. Sua principal função é substituir os pais em determinadas tarefas nas quais eles não podem estar presentes. Algumas das funções da cuidadora de crianças são:

– ajudar no dever da escola;

– brincar com a criança;

– cuidar da sua higiene;

– trocar suas roupas quando necessário;

– organizar os brinquedos;

– levar a criança para passeios;

– cuidar da limpeza do ambiente em que fica a criança, entre outras.

É muito importante que a cuidadora de crianças mantenha seus filhos seguros dentro de casa. Veja aqui dicas de como deixar sua casa mais segura para as crianças.

Qual a diferença entre babá e baby-sitter?

Muitos podem confundir as duas ocupações. No entanto, existem diferenças clássicas entre elas. A babá geralmente é contratada como uma funcionária da família. Sendo assim, deve receber salário mensal compatível com o mercado, férias, décimo terceiro e outros benefícios que deverão ser acertados em comum acordo. Ela também tem jornada de trabalho fixa, com horário para entrar e sair do serviço.

Já a baby-sitter, termo em inglês que define quem fica com bebês, é contratada por períodos específicos e não mantém vínculo empregatício com a família. Ou seja, ela pode ser contratada por apenas algumas horas, ou um dia específico, e receber a quantia referente a esse período.

As baby-sitters, na maioria das vezes, são profissionais freelancers. Elas são chamadas para casos eventuais em que os pais não podem ficar com a criança por conta de uma viagem, um programa à noite, ou alguma emergência.  Como viajar com crianças pode ser desafiador, algumas vezes a família contrata uma baby-sitter ou babá para viajar junto e cuidar das crianças durante a viagem.

Como escolher uma boa cuidadora de crianças

É importante ter muita atenção na hora de contratar uma cuidadora de crianças, pois ela estará presente em momentos íntimos da família e fará parte do seu lar. Portanto, formação e idoneidade são fatores de extrema importância.

As boas cuidadoras de crianças geralmente possuem cursos na área de pedagogia infantil, educação, saúde e primeiros socorros. É importante que elas sejam qualificadas e que saibam como agir em um caso de emergência com a criança. Também é importante avaliar o seu comportamento com a criança. Se ela é acolhedora, tranquila, se consegue ser firme em casos de birra da criança e se tem total compromisso e disciplina com a sua atividade.

Pedir referências para antigos empregadores também é uma ótima solução.

Quanto custa uma cuidadora de crianças?

O salário pago às babás varia conforme a região do país. Em São Paulo, por exemplo, uma babá mensalista com 44 horas de trabalho semanais ganha em torno de R$1.500,00. Dependendo da qualificação, o salário pode passar dos R$2.000,00. Se houver a necessidade de a babá dormir no trabalho, o valor pode chegar a R$3.000,00. Considere também os impostos da carteira assinada, vale transporte a alimentação.

Onde encontrar cuidadoras de criança?

Se você não conhecer pessoas de confiança que façam este tipo de trabalho, existem agências especializadas que podem encaminhar profissionais. Geralmente, as agências fazem uma pré-seleção e avaliam o perfil das profissionais, oferecendo aos clientes boas referências.

Além da cuidadora de crianças, para manter sua família em total segurança, pense sobre fazer um seguro residencial. Muitas seguradoras já oferecem este produto e os valores são super acessíveis!