Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como escolher o ar-condicionado

Como escolher ar-condicionado

Como escolher o ar-condicionado

Se um dia você tentou entender sobre ar-condicionado e o máximo que conseguiu foi se confundir mais com tanto número e letra juntos, então este artigo é pra você. Esqueça tudo que passou e aprenda de um jeito simples como escolher o ar-condicionado ideal.

Você precisa calcular o BTU

Não tenha medo, o BTU é seu amigo, ele quer dizer “unidade térmica britânica” e chegou pra te salvar.

BTU é a quantidade de frio necessária para reduzir a temperatura. Calma, vamos explicar melhor, quando citarmos um BTU, pense na unidade 600. Acompanha? Então, vamos calcular: para cada pessoa ou equipamento ligado no ambiente, acrescente 600 BTUs. Além disso, a cada metro quadrado, acrescente mais 600 BTUs.

Por exemplo, numa área de 50 m², com 2 computadores e 3 pessoas você, precisará de um aparelho de ar-condicionado de 33 mil BTUs. Veja o cálculo:

50m² x 600 BTUs = 30.000

3 pessoas x 600 BTUs = 1800

2 computadores x 600 BTUs = 1200

Somando os resultados, o ar-condicionado ideal para esse ambiente é uma máquina de 33 mil BTUs.

Detalhe importante: se o local a ser instalado o ar-condicionado tiver exposição ao sol, acrescente 800 BTUs ao resultado final do cálculo.

Qual modelo de ar-condicionado eu escolho?

Agora que tem uma noção básica sobre a potência do ar-condicionado, vamos aos modelos disponíveis no mercado.

Split

O ar-condicionado Split funciona tanto em ambientes grandes como pequenos. Muito procurado para ser usado em ambientes comerciais.

Este e um modelo que trabalha em duas peças, a condensadora, que fica do lado externo do ambiente e resfria o ar, e a evaporadora, que é instalada do lado interno, responsável por liberar o ar frio gerados lá fora. Modelos como Split chegam até 80 mil BTUs.

A instalação requer ajuda de um profissional, pois há necessidade de um buraco na parede para a passagem das tubulações.

ar condicionado split

Modelo split de ar condicionado

Mini Split

Segue o mesmo modelo do Split, só que o tamanho da evaporadora é menor, ideai para ambientes menores e mais compactos, como uma sala comercial ou um quarto.

ar condicionado mini split

Modelo de ar condicionado mini split

Splitão

O ar condicionado Splitão é o todo poderoso, bem pesado e recomendado para grandes comércios, supermercados, empresas, shopping etc.

Ele é dividido em 3 partes ou mais partes, sendo que duas são internas (evaporadoras). Requer mais atenção na manutenção, pois a limpeza de dutos é feita em tempos mais curtos que as outras máquinas.

Modelo de ar condicionado splitão

Modelo de ar condicionado splitão

Portátil

O ar-condicionado portátil é indicado para ambientes pequenos, em média com 20 m², já que a capacidade de BTUs é baixa. Geralmente é a escolha que proprietários de imóveis que não podem sofrer mudanças na estrutura, devido às regras do condomínio.

Funciona como o ar-condicionado de janela, com a diferença que você não precisa furar paredes, apenas ter uma janela próxima para que ocorra o lançamento de ar quente para fora do ambiente.

A vantagem é ser portável, a desvantagem é que esse modelo é o que mais gasta energia elétrica. A solução é usar moderadamente.

Modelo de ar condicionado portátil

Modelo de ar condicionado portátil

Ar-condicionado de janela

Antes do avanço tecnológico no mercado de refrigeração de ar, muitos imóveis eram construídos já pensando no lugar para comportar o ar-condicionado de janela.

Indicado para resfriar ambientes pequenos por conta da sua baixa capacidade de BTUs. Parte do aparelho fica do lado de fora da casa para que lance para fora o ar quente do ambiente.

Ar condicionado de janela

Exemplo de ar condicionado de janela

A instalação do ar-condicionado

Uns são fáceis de instalar, outros, como os portáteis, não precisam de instalação e outros, somente é possível a instalação feita por um profissional.

Mesmo sem entender muito tecnicamente sobre instalação, é bom que tome nota de algumas informações, como a capacidade elétrica de 220 v que a maioria das máquinas possuem.

Evite ao máximo objetos na frente do aparelho, impedindo a circulação de ar normal (saída e entrada), isso compromete a eficiência do ar-condicionado e você acaba desperdiçando energia.

Só mais uma coisa, se você já acha o preço do aparelho de ar um pouco salgado, prepare-se que a instalação do profissional é tão custosa quanto.

Dicas para economizar energia

– Dê preferência a aparelhos automatizados que oferecem a opção timer;

– A opção Inverter que possuem as máquinas mais modernas é essencial se você não quer ser impactado com a conta de luz. A tecnologia Inverter diminui a energia de compressor do ar-condicionado quando não há necessidade de operar em alta capacidade. Esse sistema inteligente pode abater o consumo de energia elétrica em até 60%;

– Evite a instalação do aparelho onde há luminosidade do sol;

– Não force o aparelho: se for sair e demorar, desligue-o, mas se for não for demorar muito para voltar, mantenha-o ligado. O ar-condicionado gasta muito mais energia se precisar passar novamente pelo processo de resfriamento;

– Faça a manutenção preventiva e mantenha os filtros limpos, isso evita a redução da sua eficiência e não sobrecarrega o aparelho, evitando desperdício de energia elétrica.

Agora sim a casa está geladinha né? Mas, para ter uma casa mais quentinha no inverno, confira aqui algumas opções de aquecimento residencial.

E não esqueça: é preciso fazer a manutenção e limpeza dele constantemente. Veja aqui como limpar ar-condicionado.