Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Iluminação para jardim: infinitas possibilidades

Imagem de uma luminária para ilustrar post sobre iluminação para jardim

Iluminação para jardim: infinitas possibilidades

A iluminação é um componente importante em qualquer decoração de ambientes. Além do uso óbvio para iluminar os cômodos, a aplicação correta de diferentes pontos de luz pode ser o toque necessário para refinar o estilo empregado no local. Com ambientes externos não é diferente. Uma iluminação para jardim pode se deter à praticidade. Mas, se alinhada a um projeto maior, pode também fazer uma grande diferença e sem gastar muito. Duvida? Veja a seguir nossas dicas para iluminar as áreas externas da casa.

Vamos começar falando de iluminação para jardim pensando no posicionamento do seu jardim. Por exemplo, se ele estiver situado na frente da casa, este é o ponto de recepção dos visitantes. A forma como você iluminará esta entrada influenciará na primeira impressão do local.

O conjunto de luminárias pode ter funções práticas, como guiar o visitante por um caminho e indicar possíveis obstáculos (como escadas). Ou então podem ser mais decorativas, realçando alguma marca arquitetônica do edifício, brincando com o contraste de luz e sombra e muitas outras possibilidades.  O importante é ter uma compatibilidade entre os elementos.

Iluminação para jardim que traz valor

Muitos dos bons projetos de arquitetura e paisagismo hoje em dia vêm acompanhados de um projeto luminotécnico. Isso nada mais é do que o estudo de aplicação da luz artificial, seja em espaços internos ou externos. Quando os projetos se conversam, mesmo um espaço muito pequeno pode ganhar destaque.

Luzes direcionadas, por exemplo, valorizam peças ou cantos específicos e são ótimas opções de iluminação para jardim. Você pode colocar uma fileira de vasos e iluminá-los com esse tipo de luz, destacando cada um deles e, ao mesmo tempo, criando um corredor. Arandelas são outra opção de iluminação. No sentido vertical, dão um efeito de expansão nas paredes ou destacam a vegetação nela presente.

Potência não é sinônimo de melhor

Quando se fala em iluminação externa, podemos cair no erro de pensar que sempre será necessária uma luminária mais potente. Pensamos isso pois achamos que áreas externas são mais escuras que os interiores das casas. Na verdade, a lógica é justamente oposta. Nos locais abertos, como os jardins, é necessário menos luz para que nossos olhos possam enxergar formas e sombras. Um projeto de iluminação externa pode ser bem mais barato do que o para o interior da casa.

Luzes muito fortes também têm mais chance de incomodar quem estiver passando pelo local. Por isso também a importância de saber escolher o tipo da luminária e a direção de cada uma delas. Um bom exercício é caminhar pelo local onde se pretende iluminar para notar os pontos que mais precisam de um reforço de iluminação, ou qual objeto precisa de mais destaque. Tendo um objetivo definido é mais fácil escolher um estilo.

Os corredores e caminhos são locais que precisam de iluminação segura e acolhedora em um projeto de iluminação para jardim. Um exemplo mais em conta para demarcar esses locais são as fitas de led, compostas por luzes mais econômicas. Além de possuir baixo consumo, elas dão um toque moderno ao ambiente.

A quantidade de lâmpadas fortes também pode ser um problema para a vegetação. Muitas luzes podem, inclusive, atrapalhar o processo de fotossíntese das plantas. Prefira sempre as lâmpadas de baixa tensão, para apenas realçar as silhuetas dos arbustos e folhagens.

Locais de iluminação obrigatória

Sempre é preciso ter bom senso na hora de aplicar as técnicas de iluminação descritas em projetos de iluminação para jardim. Na tentativa de deixar o ambiente mais aconchegante, você pode estar abrindo mão da segurança.

Degraus e escadas são espaços obrigatórios para ter iluminação funcional. Ou seja, que possa guiar os pedestres com segurança pelo caminho. A formação de corredores de luzes é a melhor opção nesse caso.

Para as casas que possuem área com piscina também é necessário sinalizar o local para evitar acidentes. Existem luminárias no formato de postes ou minipostes, que podem cercar o local por fora. Outra opção no mercado são os spots de luz decorativos, lâmpadas embutidas dentro da piscina que dão um belo efeito com o movimento da água. Alguns modelos, inclusive, mudam de cor.

Se algum dos itens é feito de madeira e estiver com manchas, saiba como removê-las.

Conheça também o seguro residencial, e garanta tranquilidade ao seu lar.