Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Escondam as tomadas, as crianças chegaram

Segurança da criança

Escondam as tomadas, as crianças chegaram

Antes de os filhos chegarem pensamos em nossa casa ideal como um local aconchegante, bom para receber amigos, com aqueles móveis lindos que estampam as revistas de decoração. Pois é, mas depois que eles nascem, o que entra mesmo para o topo da lista de desejos da casa ideal é simplesmente a segurança das crianças . Isso porque um simples descuido com o bebê pode se tornar uma grande tragédia.

Todo cuidado é pouco. Acidentes domésticos com bebês e crianças estão entre as principais causas que levam os pequenos ao Pronto Socorro e são responsáveis por um grande número de mortes no Brasil e no mundo. As principais causas são queimaduras, afogamentos, quedas, engasgamentos e choques.

Tomadas, cantos de mesa, escadas, gavetas e armários baixos são alguns dos principais pontos de atenção dentro de casa. Se você quer assegurar que seu filho está seguro em casa e não sabe por onde começar, um exercício simples é sentar ao chão e engatinhar pela casa. Assim, você conseguirá descobrir os potenciais riscos que a sua casa tem para seu filho. É importante lembrar que mesmo mitigando os riscos de possíveis acidentes, bebês e crianças não devem nunca ficar sem a supervisão de um adulto.

Cada ambiente da casa possui riscos específicos que você já pode prevenir antes mesmo de o bebê chegar em casa. Alguns outros você somente descobrirá com o tempo, já que cada casa é um caso.

Confira algumas dicas de como deixar a casa segura para seu filho

Cozinha

– As gavetas e armários que possuem facas ou objetos cortantes devem ser trancados com travas específicas para crianças;

– Cuidado com eletrodomésticos com fios expostos no balcão ou na pia. A curiosidade da criança faz com que ela puxe o objeto pelo fio;

– O fogão deve possuir travamento de gás e, nos casos de forno que esquenta na parte de fora quando aceso, o cuidado deve ser redobrado. Ao utilizar o fogão tente usar as bocas de trás, onde as crianças não alcancem;

– A cozinha não é ambiente ideal para bebês. Tente mantê-los afastados ou então sempre supervisionados.

Lavanderia

– Mantenha produtos de limpeza guardados em armário fora de alcance das crianças ou com trava;

– Não deixe bacias com água ao alcance dos bebês;

– Nunca deixe ferro de passar-roupa ligado com criança por perto.

Salas e quartos

– A partir do momento que um bebê chega em casa, objetos muito pequenos devem sair, ou então ficarem guardados fora do alcance dos pequenos. O engasgamento é uma das principais causas de morte de crianças por acidente;

– Nunca deixe um bebê em cima da cama sozinho ou no trocador, mesmo que ele ainda não role. Suas habilidades são aprimoradas do dia para a noite e o que eles não faziam ontem, já podem fazer hoje;

– As cortinas ou persianas que possuem cordas são extremamente perigosas com risco de estrangulamento.

Banheiro

– Deixe as tampas dos vasos sanitários sempre fechadas;

– Esvazie a banheira do bebê assim que sair do banho;

– Quando a criança já é maior e fica em pé no box, providencie um tapete antiderrapante para que ela não escorregue ao tomar banho.

Em toda a casa

– Coloque protetor em todas as tomadas. Por algum motivo desconhecido, as tomadas atraem as crianças mais do que a Galinha Pintadinha;

– Coloque tela de proteção em todas as janelas e varandas, mesmo se você morar em casa térrea;

– Se sua casa tiver escada, é importante instalar um portãozinho para segurança. Pode ser, até mesmo, aqueles utilizados para cachorros;

– Por último, mas um dos mais importantes tópicos da lista, é a proteção com a piscina. É desnecessário explicar os riscos de uma piscina sem proteção para bebês ou crianças que não sabem nadar.

Mais importante do que todas as medidas para tornar a casa segura para seu filho são a atenção e a supervisão constantes. Crianças não tem muito senso de perigo e gostam de testar seus limites.

+ Veja como escolher a cadeirinha para o carro

+ Dicas para viajar com crianças