É possível fazer a Transferência de Seguro Residencial?

Imprevistos acontecem até no lugar onde nos sentimos mais seguros: a nossa casa. Por isso, muitas pessoas fazem o seguro residencial, uma forma de proteger e de minimizar possíveis prejuízos. Mas é muito comum a gente se mudar de um imóvel para outro ou até mesmo mudar de ideia em relação a compra de uma apólice, não é mesmo? Por isso, muitas pessoas se perguntam se é possível fazer a transferência de seguro residencial. 

Foto de caixa de mudança para texto sobre transferência de seguro residencial

É possível transferir o seguro residencial caso haja mudança de imóvel.

Nesse artigo, vamos explicar as principais informações que você precisa saber sobre transferência de seguro residencial e como você poderá fazê-la.

Cotação Online de Seguro Residencial

Sobre o Seguro Residencial

Se você pretende transferir o seu seguro residencial, provavelmente você é uma das poucas pessoas que já percebeu a importância de se ter essa modalidade de apólice.

E talvez você não saiba, mas o seguro residencial não é apenas para grandes incidentes e estragos, como um incêndio ou roubo e furto. Ele serve também para outros pequenos ajustes, como por exemplo: 

  • Cobertura para perdas ou danos em vidros, espelhos, mármores;
  • Assistência de chaveiro;
  • Reparo de antenas e parabólicas;
  • Cobertura para danos ou defeitos elétricos, assim como checagem para prevenir futuros problemas;
  • Reparos hidráulicos, como contenção de vazamentos e vistoria de encanamentos;
  • Substituição de telhas e telhado em caso de danos;
  • Limpeza da caixa d´água;
  • Fornecimento de caçamba;
  • Vigilante para casos de vulnerabilidade;
  • Dedetização. 

Todos esses serviços estarão disponíveis de acordo com o tipo de contratação da apólice, que você pode escolher mediante a assinatura de contrato, podendo ser uma cobertura parcial ou integral. Para acionar o seguro, é preciso ter a apólice na mão e o contato direto da sua seguradora. 

Me mudei, e agora?

Trocou de imóvel e deseja permanecer com o seu seguro já contratado? Quer fazer a transferência de seguro residencial? Sem problemas, é só você solicitar um endosso de seguro. 

O endosso de seguro é justamente a transferência de propriedade de um título em que, durante a vigência da apólice, você pode modificar ou alterar os dados do contrato do seguro.

Ou seja, em caso de qualquer tipo de mudança nas especificações contratuais já acordadas é feito um endosso, que irá reavaliar as condições solicitadas. Essa é a alternativa para que você não precise cancelar ou refazer todo o processo de contratação de uma nova apólice. 

Veja as principais necessidades para a realização de um endosso: 

  • Alteração de dados cadastrais;
  • Inclusão ou retirada de alguma garantia do contrato;
  • Realização de obras, reformas ou ampliação do imóvel;
  • Situações que podem colocar em risco alguma segurança e proteção do imóvel.

O que acontece quando peço a transferência de Seguro Residencial?  

Com a transferência de seguro residencial, o valor das novas condições da sua residência serão avaliadas e, provavelmente, um novo valor será gerado. Mas, ainda assim, vale mais a pena do que começar do zero ou se desfazer do seu seguro residencial.

Em caso de venda de um imóvel para a compra de um novo, lembre-se de solicitar a sua seguradora a transferência de seguro residencial logo após o fechamento da residência antiga e antes da mudança para a nova. 

Para a mudança de proprietário do seguro residencial, recomenda-se apresentar todas as condições da apólice ao novo segurado. Assim, ele pode avaliar se as condições são favoráveis ou de acordo com o esperado. Após isso, deve-se acionar a seguradora e fazer os trâmites normais de mudança de titularidade e também de reavaliação dos itens segurados. 

O endosso é a forma mais segura e legal de você realizar movimentações referente ao seu imóvel atual ou a um novo. 

Casas de veraneio versus residência principal

Pode acontecer em um determinado momento da vida que aquela casa de praia ou de campo, vire a residência principal. E para esses casos, o que muitas pessoas não sabem, também pode ser necessário fazer uma transferência do seguro residencial.

Lembre-se que pode ser necessário rever os itens do seguro residencial, agora que você e sua família irão passar mais tempo no imóvel. Inclua itens como novos eletrodomésticos, ajustes estruturais na casa e até mesmo sobre bens materiais como joias e obras de arte

Como calcular o Seguro Residencial?

Diante de tantas mudanças, sem dúvidas, você não quer ficar mal informado e sem saber quais são as medidas que a seguradora está tomando, não é mesmo? Por isso, lembre-se de resgatar o cálculo do seu seguro residencial para ter como base sobre como foi o fechamento do seu contrato.

Em seguida, diante de uma mudança para outro imóvel, considere todos os aspectos referentes à contratação de um seguro residencial novamente: 

  • Os custos que seriam envolvidos em caso de reconstrução do novo imóvel;
  • Valor dos itens e do patrimônio que está dentro da sua residência;
  • Faça um inventário e registre tudo em documentos e fotos;
  • Reveja a condição da franquia aplicado ao seu seguro;
  • Reconsidere os itens adicionais de assistência contratados, como chaveiro, encanador, limpeza de caixa d´água, para entender se ainda faz sentido. 

Por fim, tenha em mãos o seu contrato e converse sobre a sua avaliação com o seu corretor. Não se esqueça que ter um seguro residencial pode ser fundamental para que a sua residência e os moradores que ali estão estejam protegidos,. Portanto, não deixe de dedicar um tempo para reavaliar todos esses aspectos. 




Última atualização em 16/09/2019