Caribe Colombiano: dicas para um roteiro paradisíaco

Imagem de praia para ilustrar texto sobre caribe colombiano

Caribe Colombiano: dicas para um roteiro paradisíaco

Já ouviu falar no Caribe Colombiano? Trata-se de uma região na Colômbia conhecida pela beleza dos muitos pontos turísticos.

Mas o que é recomendado fazer por lá? Quais os principais atrativos? Será que é preciso contar com um seguro viagem para ir ao Caribe Colombiano?

Imagem de praia para ilustrar texto sobre caribe colombiano

O caribe colombiano oferece belas praias com um preço mais acessível.

Vamos descobrir o que esse lugar tem para oferecer. Assim, quem sabe, você já pode programar as suas próximas férias!

Um destino cobiçado e próximo ao Brasil

Não é de agora que o Caribe Colombiano tem feito a cabeça dos turistas brasileiros.

Após um período de tensão em virtude da questão de segurança na Colômbia, o país soube sair desse cenário. Agora se apresenta em sua melhor forma para os turistas de todo o mundo, incluindo os que partem do Brasil.

Cá entre nós, apelo é o que não falta para o brasileiro conhecer esse destino paradisíaco. O mar tem de um tom de azul que impressiona – e é bem mais perto do que o do Caribe.

Para quem sai do Brasil para conhecer essa beleza, o custo também pode ser considerado outro atrativo.

É verdade que não estamos falando de um destino barato. Mas, sem dúvida, não é dos mais caros.

Voltando a falar de apelo, o Caribe Colombiano oferece uma comida que agrada ao paladar do brasileiro. Além disso o povo é simpático, típico de quem é sul-americano. Indo ao Caribe Colombiano, você também pode incluir no roteiro da viagem lindas cidades históricas ou vilarejos na serra.

O que conhecer no Caribe Colombiano

Foto de Cartagena para ilustrar texto sobre Caribe Colombiano

Cartagena oferece passeios históricos, além de praias.

São inúmeras as atrações do Caribe Colombiano, começando pela histórica Cartagena. A cidade é um convite ao turista que deseja fazer uma visitinha ao passado em virtude das construções locais e da muralha.

Seu centro-histórico – Ciudad Amurallada – é digno de muitas fotos. E é o que o turista deve mesmo aproveitar, pois as praias de Cartagena não têm o apelo de outras de ilhas específicas.

Um pouco distante de Cartagena, a 240 quilômetros da cidade, está Santa Marta, de onde os turistas saem para conhecer o Parque Tayrona. O parque oferece praias selvagens, verdadeiro refúgio para quem deseja sair da rotina do dia a dia.

Entre todos os destinos da região do Caribe Colombiano, o que mais chama a atenção dos brasileiros é San Andrés. Essa ilha está mais perto da Nicarágua e está a 780 quilômetros da costa da Colômbia.

Com paisagens que lembram muito o Caribe, San Andrés recebe muitos turistas, mas, mesmo assim, tem encanto de sobra. Vale a visita apesar das praias estarem sempre cheias na alta temporada.

San Andrés em foco

Foto de San Andrés para ilustrar texto sobre Caribe Colombiano

San Andrés é o paraíso para quem busca praias paradisíacas.

A principal atração do centro da ilha de San Andrés é o North End, seu maior contingente urbano. As ruas são movimentadas, muito trânsito, comércio, restaurantes, agências bancárias e lojas de câmbio.

É nessa região que fica uma das principais praias – e a mais extensa: Spratt Bight. Lá você encontrará águas calmas e claras e um calçadão lotado de turistas e de vendedores de lembranças e de comidas típicas.

La Loma é uma das áreas mais antigas e apresenta arquitetura tradicional. É aqui que o turista pode conhecer as casas coloridas de madeira que são construídas em cima de pilotis (para evitar inundações) e com largas varandas e cozinhas independentes, fora da sede (para evitar incêndios).

No oeste de San Andrés está o Parque Westview, conhecido por ser um lugar ideal para quem deseja fazer mergulho.

É lá que se encontra a caverna de La Sirena e as famosas cabanas feitas na madeira de coco aromática.

Nessa região os visitantes podem nadar e visitar um parque ecológico onde são cultivadas frutas como mangueira, tamarindo, abacaxi e ameixa.

A prática de snorkel é uma experiência imperdível. A cor do mar é tão fantástica que é possível observar peixes de vários tamanhos e diferentes espécies.

Para fazer uma visita completa em torno dessa ilha há city tours em caminhões abertos (conhecidos como chiva), trem turístico, vans, lambretas e táxis.

Há também inúmeros passeios de barco e de lancha, em grupos ou fretados.

Locomoção no Caribe Colombiano

Uma viagem para esse destino pode incluir vários tipos de locomoções.

Até a Colômbia é possível ir de avião. Sendo assim, uma boa escolha é chegar por Cartagena.

Também é possível ir de avião da cidade-histórica para San Andrés em um percurso que leva cerca de 1h30min.

Para ir de San Andrés para a Ilha de Providencia, por exemplo, outra opção de passeio, o turista pode optar por um catamarã.

Dicas práticas para conhecer o Caribe Colombiano

O brasileiro que deseja fazer uma viagem ao Caribe Colombiano, por até 90 dias, não precisa de visto e nem de passaporte, basta apresentar o RG (emitido a, no máximo, 10 anos).

Porém, a Colômbia exige, desde 2017, a apresentação de um Certificado Internacional de Vacinação Contra a Febre Amarela. Avalia se já é hora de tomar essa vacina, então!

Com os documentos em dia, outra dúvida pode pairar: qual a melhor época para conhecer o Caribe Colombiano?

Entre dezembro e abril você conhecerá o Caribe Colombiano em sua alta temporada. É o período que chove menos.

De maio a agosto o sucesso da sua viagem também pode estar garantido, apesar de as chuvas já aparecerem de vez em quando.

Já entre a segunda quinzena de setembro e início de novembro as chances de pegar muita chuva são maiores, cabe avaliar o risco.

E o seguro viagem? É obrigatório?

Não, o seguro viagem não é obrigatório para o turista entrar na Colômbia. Porém, é sempre recomendável viajar com um seguro. Como a gente sabe, imprevistos podem acontecer e nessas horas contar com um suporte adequado é tudo o que se deseja.

Câmbio

Segundo os especialistas, não é indicado comprar pesos colombianos no Brasil.

Em destinos turísticos como os que integram esse roteiro, o real costuma ser comercializado com cotação inferior, enquanto o dólar mantém o patamar oficial.

Por esse motivo, a melhor opção é levar dólares pois, na prática, poderá apresentar um câmbio mais favorável.

Uma curiosidade: o uso de cartão de crédito na Colômbia não é tão comum como no Brasil. Por isso, tenha sempre dinheiro em espécie na carteira para as despesas diárias.

 

Última atualização em 15/03/2019