Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Você sabe como funciona o intercâmbio?

Você ainda está cheio de dúvidas e não sabe como funciona intercâmbio? Nós vamos ajudar você com as principais questões. Tem bastante coisa para você pensar, pesquisar e ficar atento.

Imagem de mapa ilustrando post sobre como funciona intercâmbio

Viagem de intercâmbio pode ser feita por pessoas de diversas idades e com objetivos diferentes.

Como funciona intercâmbio – Planejamento

O primeiro passo para saber como funciona intercâmbio é pensar no seu planejamento.

O tempo necessário para você se organizar depende do tipo de intercâmbio que você vai fazer. Se o país para onde você está indo requer um visto, é bom que você comece a se planejar com três meses de antecedência. Se o visto não for necessário, você pode resolver tudo em um mês.

Se for estudar no high school, vai precisar de mais tempo para se organizar quanto ao histórico escolar. Isso vai envolver a escolha da escola e da família com quem você vai morar. Também é bom ficar atento com o calendário escolar que varia de acordo com cada país. Por isso, o ideal é se planejar de seis meses a um ano de antecedência. Assim como os intercâmbios que envolvem trabalho.

Para aqueles que pensam em fazer uma pós-graduação fora do país, o ideal é pelo menos um ano para planejar intercâmbio. O processo é mais longo já que envolve a  seleção e aprovação da universidade no exterior.

Vale a pena contratar uma agência de intercâmbio?

O intercâmbio pode sair mais barato se você fizer tudo sozinho. Porém, com a assistência de uma agência, você consegue fazer tudo com maior facilidade e com menor chance de errar.

É importante você escolher uma agência com boa reputação. Não assine o contrato até ter todos os itens esclarecidos, inclusive se você quiser desistir do curso, voltar antes do prazo, etc.

Uma outra dica importante é que se você for parcelar o seu intercâmbio, verifique se as parcelas estão em dólares ou reais. Caso estejam em dólar, o ideal é juntar todo o dinheiro para pagar de uma vez e ficar livre das flutuações da moeda.

Esse é um ponto importante para entender como funciona intercâmbio.

Escolhendo o destino

Agora que você já sabe como funciona intercâmbio e quanto custa, vamos falar sobre os lugares. Existem opções no mundo todo. Desde lugares mais conhecidos e famosos, como lugares não tão procurados, mas nem por isso piores.

Também existem lugares onde fazer intercâmbio pode ser mais barato.

Como funciona a questão do visto

Alguns países não requerem visto para estudar dependendo do tempo que você vai passar estudando.

Os europeus que fazem parte do Acordo de Schengen são bem flexíveis com relação ao visto se você passar menos de três meses no país. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal, Suécia e Suíça.

Mas se você for passar mais de três meses estudando na Europa, será necessário solicitar ainda no Brasil o visto de estudante. As regras e o trâmite burocrático do visto variam de acordo com o país que você irá viajar.

A melhor forma de saber o que fazer nesse caso, é informar-se com a sua agência de intercâmbio ou com o consulado do país que você irá visitar. Eles irão te informar a respeito de documentos, prazos e regras.

Seguro saúde viagem internacional

O seguro saúde internacional é obrigatório em quase todos os países que recebem estudantes brasileiros. Portanto, é imprescindível que você contrate um seguro saúde internacional ou plano de saúde internacional antes de viajar.

Os valores dos seguros são calculados de acordo com os dias que você irá passar no exterior, tipo de cobertura, idade do viajante e o destino.

Um ponto importante para os estudantes de intercâmbio é que, para a prática de esportes de aventura, como esqui, surfe entre outros, você irá precisar de um seguro viagem específico pois os regulares não cobrem esse tipo de atividade.

Dinheiro para levar

Os gastos da viagem variam de pessoa para pessoa, de acordo com o que cada um gosta. Além disso, cada cidade tem seu custo de vida – umas mais caras que as outras.

Se você vai para um destino mais turístico e procurado, é possível que ele seja mais caro que os outros. Nova York e Londres, por exemplo.

Se você já tiver moradia incluída no seu pacote de intercâmbio, considere os seguintes custos mensais para transporte, alimentação e lazer. Uma média de US$2 mil para os Estados Unidos, US$1500 para o Canadá; US$1500 para Austrália; US$1400 para Espanha; US$ 2 mil para Inglaterra. Para estudantes de high school o gasto deve ser menor, cerca de US$300 por mês.

Na hora de levar o dinheiro, você pode utilizar um cartão pré pago de viagem carregando com a quantidade que achar necessária. Mas é importante chegar lá com algum dinheiro em mãos, em torno de US$200 ou US$300.

+ Dicas para fazer intercâmbio