Dicas do Atacama: como transformar essa viagem em algo inesquecível

Viajar nas férias para um lugar inesquecível é o sonho de todo mundo. Entre os principais destinos dos brasileiros, que rende histórias incríveis e registros lindos, está o Deserto do Atacama, no Chile. E se você está preparando as malas e organizando o roteiro, separamos as principais dicas do Atacama. Assim, seu passeio pode ser ainda melhor e completo.

Foto do Atacama para texto sobre dicas do Atacama

O Atacama é incrível de ser visitado a qualquer época do ano.

Cotação Online de Seguro Viagem Saúde

Deserto do Atacama

O Atacama está localizado ao Norte do Chile e na fronteira com o Peru, por isso muitas pessoas confundem a sua real localização. Com quase 1.000 km de extensão, o Atacama é o mais alto deserto do mundo. É, também, o mais seco, já que por lá as chuvas são bem escassas.

Seu terreno é composto por areia, lagos de sal, ou também chamados de salinas, formações rochosas, vulcões e gêiseres. A temperatura oscila bastante e chega a fazer zero graus à noite e até 40 graus durante o dia. É um bom teste de resistência climática para os seus visitantes.

Há poucas cidades e habitantes na região, o que é bem compreensível, se considerarmos que a sua ocupação territorial está a 2.400 metros de altitude. Praticamente um verdadeiro oásis no meio do deserto, o que torna a viagem ainda mais instigante e cinematográfica. 

Em geral, o perfil dos viajantes que costumam frequentar o local, são os famosos mochileiros e aventureiros. Porém, a região também recebe muitos estudiosos como pesquisadores, astrônomos, cientistas e até fotógrafos. 

Sua história compõe grande parte do contexto local. Isso porque o seu legado arqueológico é uma das principais atrações. Ela foi deixada por povos nativos, chamados de atacamenhos e alguns outros de origem posterior.

Dicas do Atacama para organizar a viagem

Uma das principais dúvidas quando você decide o destino das férias é: como organizar e planejar a viagem para que possa ser possível aproveitar tudo que essa oportunidade pode oferecer. 

Então, preparamos algumas dicas do Atacama para que você não perca nada:

Quantos dias devo ficar no Atacama? 

Vamos começar as dicas do Atacama pelo planejamento de tempo. O ideal é que você, para aproveitar com tranquilidade todas as atividades de lá, opte por pelo menos sete dias. 

No primeiro dia, o da chegada, tudo ainda é muito recente e pode ser demorado se acostumar com a altitude e o clima. Aproveite esse momento para resolver se instalar com calma. Resolva questões de câmbio e se inteire sobre os passeios que você pode fazer próximos ao local. Um dica é buscar agências que promovem passeios guiado também.

Depois, considere pelo menos cinco dias de visitação e mais um dia para organizar a volta. 

Vale lembrar que muitas pessoas aproveitam a ida ao Atacama para fazer uma rápida visita ao incrível Salar de Uyuni, que fica na Bolívia. Lá merece pelo menos mais quatro dias na sua expedição. 

Qual a melhor época para conhecer o Atacama?

Não há um período específico em que seja mais favorável a sua visita, como em outros lugares. O Atacama é um passeio para ser aproveitado o ano inteiro, principalmente se você leva em consideração o clima local para se decidir. 

Caso não queira pegar o pouco período de chuvas que existe no Atacama, evite viajar entre dezembro e março. É no verão que as chuvas costumam aparecer.

E para quem gosta de um visual invernal especial, é possível ver neve nas paisagens nesse período. Isso pode ser desconfortável em caso de brusca mudança nesse processo climático, pois há risco de interdição de alguns passeios por conta da geada. 

A alta temporada é considerada entre novembro a março, então se você precisa economizar, evite esse período.

Como chegar ao deserto do Atacama?

Não dá para falar em dicas do Atacama sem falar em como chegar lá. 

A cidade de San Pedro do Atacama está a 1.600 km de Santiago, capital do Chile. O aeroporto mais próximo da região é o de Calama, com necessidade de escala no aeroporto da capital, caso o seu voo saia de qualquer estado do Brasil.

De Santiago até Calama são duas horas de voo. Para você ter uma ideia melhor sobre o tempo, considere que de São Paulo até Santiago, são quatro horas de voo. De Florianópolis até Santiago são três horas, por exemplo.

Ao chegar a Calama será necessário pegar um transfer que te leve até o povoado de San Pedro do Atacama. Por isso, considere também esse trajeto nas despesas relacionadas a transportes.

Caso prefira realizar a viagem de Santiago ao Atacama de ônibus, considere mais um dia inteiro, ou seja, 24 horas, de viagem. 

Qual a moeda utilizada no Atacama?

A moeda no Chile são os pesos chilenos. Por lá o ideal é você dar preferência ao pagamento em dinheiro do que em cartões. Assim, há mais chances de negociar um desconto para passeios, por exemplo.

A dica é que você troque o seu dinheiro por pesos chilenos. Nem todos os lugares aceitam reais ou até mesmo dólares como pagamento. Pesquise sobre o câmbio antes de trocar no Brasil, Santiago ou até mesmo lá no Atacama mesmo. As variações são grandes e isso você deve avaliar na véspera da sua viagem. 

De toda forma, o cartão de crédito é também sempre bem-vindo, apesar de ser mais aceito para pagamento de hospedagem e restaurantes.

Onde se hospedar no Atacama?

As melhores dicas do Atacama sobre hospedagem vão depender muito do seu estilo de viagem.

Por ser um povoado pequeno, tudo vai depender do tipo de viagem que você pretende fazer. Há hotéis sofisticados, pousadas mais modestas e até os tradicionais hostels ou albergues, e tudo muito próximo de um mesmo local. 

O que fazer no Atacama?

Por fim, a melhor parte da viagem: o lazer e os passeios! As paisagens mais famosos e que você não pode perder são:

  • Salar de Atacama;
  • Valle de La Luna e Valle de La Muerte
  • Salar de Tara;
  • Lagunas Altiplánicas e Piedras Rojas;
  • Geysers del Tatio;
  • Pukara de Quitor;
  • Termas de Puritana;
  • Laguna Céjar e Tebinquinche.

E adicional a esses locais, busque pelos roteiros de aventura que incluem passeios de bicicleta, trekking, montanhismo, cavalgadas e outras opções. Vale considerar também uma viagem dentro viagem, para ver as estrelas e o céu do local, os tours astronômicos garantem a diversão. 

Dica extra para amenizar os problemas que podem acontecer devido a altitude. Comece por passeios com menor altitude, evite comidas pesadas e bebidas alcóolicas em excesso, beba bastante água e respeite o seu ritmo físico durante os passeios.

Atacama: viaje com mais tranquilidade

Agora que você já está pronto para desfrutar das belezas do Atacama é só fazer as malas e dar uma última conferida nas passagens áreas, hospedagem e também no seu seguro viagem.

O seguro viagem é a melhor opção para que você aproveite com mais tranquilidade a sua viagem. Ele é a sua garantia de atendimento e assistência contra imprevistos, desde a sua partida no aeroporto até a volta. 

Faça uma cotação online aqui na Bidu e boa viagem!

 

Última atualização em 18/09/2019