Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Como prevenir doenças em viagem para a Europa

Doenças em viagem - Europa

Como prevenir doenças em viagem para a Europa

Ao planejar a sua viagem para a Europa – seja para Roma, Paris ou Berlim, você, provavelmente, não vai se preocupar com doenças, já que a maioria dos países do continente não está enfrentando nenhum tipo de epidemia ou coisa do gênero. Além disso, tem muitas coisas para pensar: como levar dinheiro na viagem, os pontos turísticos que vai visitar, quais roupas levar…

O que há hoje por lá é apenas um surto de Sarampo, em países mais ao leste do continente e alguns casos na Itália e na Alemanha. É possível conferir os avisos a respeito disso, feitos pela Organização Mundial de Saúde, no site da Anvisa e no site da Comissão Europeia, onde há um mapa com dados sobre as doenças infecciosas mais comuns lá.

Sempre vale à pena se precaver, fortalecendo o seu sistema imunológico e montando uma farmacinha básica para a sua viagem.

Para começar, a diferença de fuso, temperatura, alimentação e também o estresse da viagem podem te ajudar a desenvolver doenças infecciosas, como a gripe, por exemplo. Para evitar isso, os médicos recomendam que, antes da viagem, você se alimente melhor, comendo muitos vegetais e frutas, principalmente ricos em vitamina C. Também é importante tomar bastante água, e tentar adaptar o seu corpo ao novo fuso aos poucos. Além disso, programe-se para fazer um bom voo, ou seja, viaje com roupas confortáveis, que protejam o seu corpo do ar condicionado e que não prendam a sua circulação. Já falamos aqui no blog como evitar problemas de saúde durante a viagem.

Se você embarcar para a Europa no inverno, é claro que deve fazer uma mala de viagem que te proteja das temperaturas negativas e também deve levar uma farmacinha com antigripal, descongestionante nasal e outros remédios que seu médico indicar para doenças respiratórias, muito comuns nessa época. Uma boa opção pode ser tomar a vacina contra a gripe um mês antes da viagem, já que ela demora de duas a três semanas para fazer efeito.

Na primavera, por conta do pólen no ar, doenças respiratórias também são comuns, assim como alergias, que podem ter efeitos bem graves. Por isso, antes de embarcar, é essencial que você faça um teste para saber se tem alguma alergia e qual é o melhor medicamento para usar em uma crise. Além disso, sua farmacinha deve contar também com um bom colírio, já que os seus olhos podem ficar irritados, e um hidratante nasal.

Ao viajar para a Europa você não precisa apresentar uma carteirinha internacional de vacinação, ainda assim, vale à pena tomar logo a vacina contra a Febre Amarela, que que é válida por 10 anos, e aproveitar a ida até o aeroporto internacional para tirar o seu Certificado Internacional de Vacinação no posto da Anvisa.

E claro que, para embarcar tranquilo, você deve fazer um bom seguro viagem, que é obrigatório para entrar em países da União Europeia por conta do Tratado de Schengen.  Esse seguro deve oferecer cobertura médica de, no mínimo, 30 mil euros. Veja quais são as melhores opções de seguro com a Bidu. Além disso, veja quais são as coberturas adicionais para contratar e os riscos excluídos do seguro viagem.

Gostou das nossas dicas de saúde? Veja como fazer um mochilão na Europa sem preocupação.