Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Bidu pelo mundo: San Francisco

Não é a toa que foi em San Francisco que começaram movimentos tão importantes, como o Hippie, o Beatnik e pelos direitos civis da comunidade LGBT. Aqui a diversidade é a maior riqueza e faz dessa cidade bem mais que um cartão postal.

Ponte-de-são-franscisco

Pontes para o Mundo  – Dicas para conhecer San Francisco

Sim, a Golden Gate é impressionante, com a sua estrutura vermelha contrastando com o céu e o mar azuis, isso quando não está encoberta pelo famoso Fog, uma neblina intensa. Mas San Francisco tem muitas outras pontes interessantes para você atravessar, como a rumo ao futuro e conhecimento, em seus museus de ciência, para o passado, em seus bondes, para a arte, o slow food em contraste com os fast foods americanos…

Quem vai curtir

Quem tem a mente aberta e quer ser surpreendido. Quem gosta de tecnologia e inovação, quem deseja comer bem e pode investir um pouco mais de dinheiro para isso. Quem tem disposição para andar e quem ama vinhos.

Chegando lá

Infelizmente, não existem voos diretos do Brasil para San Francisco, o que nos obriga a sempre fazer uma conexão em outra cidade. Os voos mais rápidos são com a United, via Los Angeles, que está a apenas uma horinha de distância voando. O Aeroporto Internacional de San Francisco está fora da cidade, mas tem excelente conexão com o centro, através do BART, o trem local, que leva 40 minutos para chegar na Union Square, por exemplo. Um táxi também gasta este mesmo tempo e custa bem mais caro, mas pode ser uma boa opção, se você estiver com muitas malas. Outra alternativa são os shuttles e ônibus, que só valem a pena se você for para cidades da Bay Area, que não tem estações de trem, como Sausalito.

Para ver, comer e beber

A Califórnia produz boa parte dos alimentos nos estados Unidos, mais que isso, há muitas plantações de orgânicos no estado. Ou seja, você pode comer muito bem. Sem falar nas vinícolas em cidades próximas, como Napa Valley. E do mar, que garante peixes e mariscos fresquinhos e vistas de tirar o fôlego, assim como as ladeiras da cidade.

Pontos Turísticos mais famosos

lombard street

A Golden Gate, claro, é possivelmente a parte mais fotografada da cidade e você pode chegar até ela de ônibus, andando ou de bicicleta. Há um mirante em que você pode estacionar seu carro após atravessá-la também. Fazer um passeio a pé pelos píers é uma boa forma de observar a cidade no nível do mar. Se quiser ver ela do alto, vale a pena pegar um bondinho até a Lombard Street, a rua mais inclinada da cidade. Com um ferry você também pode chegar até Alcatraz, a prisão desativada que tem uma vista linda de Sanfran.

Principais Museus

Há lindos museus de arte, como o SFMOMA, com obras de arte moderna, em um prédio que foi reformado recentemente e que impressiona, pelas imensas janelas e jardim vertical. No Legion of Honor há muitas esculturas de Rodin, assim como quadros de artistas europeus. No De Young há lindas obras mexicanas e de outros países americanos e da Oceania. Se você deseja ver peças asiáticas, deve ir ao imponente Asian art Museum, que conta com uma riquíssima coleção de obras da China, Japão, Coréia e Índia.

Se você gosta mesmo é de entender melhor o mundo através da ciência vai amar o Exploratorium, onde há várias atrações interativas, e o California Academy of Sciences, onde dá para ver esqueletos de dinossauros, além de pinguins, peixes e até um crocodilo albino! E há ainda um simulador de terremotos, além de um planetário. Programe-se apenas para ficar um dia inteirinho nesse museu, que conta com uma ótima área de alimentação também.

Parques

O Golden Gate Park, apesar de ter esse nome, não fica próximo da famosa ponte nem tem vista para ela – a menos que você suba no observatório Hamon Tower, do Young Museum. O Parque é incrível, não só pelos museus, como também pelo belíssimo conservatório, pelo Jardim Japonês, playground com um clássico carrossel de madeira… Outra área verde que vale a visita é o Parque do Presídio, que hoje abriga várias atrações culturais, como o Walt Disney Family Museum, que apresenta a história do criador do Mickey.

A cidade conta ainda com parques menores, como o Buena Vista, que, como o nome dá a entender, fica em uma área bem alta da cidade e tem uma vista – e subida – de tirar o fôlego. Essa também poderia ser a descrição do Twin Peacks, que aparece em diversos filmes e séries gravados na cidade. No Mission Dolores Park você não precisa fazer tanto esforço para ver um belo skyline e ainda pode tomar um dos melhores sorvetes da cidade, vendido ali pertinho, no Bi-Rite Creamery.

Ruas e regiões

Em San Francisco está a maior Chinatown do mundo e o passeio por suas ruas coloridas e cheias de produtos diferentes é um programão. Há também Japatown, Russian Hill, muitos restaurantes italianos próximos à Washington Square… Outro bairro muito famoso na cidade é o Castro, onde começou o movimento pelos direitos civis LGTB, que hoje tem uma das noites mais animadas. Já em Haight-Ashbury é onde nasceu o movimento Hippie e hoje há inúmeras lojinhas alternativas e até a clássica loja de discos Amoeba.

Feiras e Mercados

O espaço gastronômico mais famoso e charmoso da cidade é o Ferry Building, onde há cafeterias, restaurantes, padaria, docerias, sorveteria… E como ele também é um terminal marítimo, é de lá que saem os ferries. Como o que vai para Sausalito. Três vezes por semana também há uma feira livre em sua calçada. Você encontra produtores locais vendendo seus produtos e também barraquinhas de comida. Você pode ver a lista completa de feiras livres que acontecem em San Francisco aqui.

Comer e beber

Você pode experimentar um dos clássicos da cidade, a sopa feita com caranguejo e servida dentro do pão, no Fisherman’s Wharf, onde há inúmeros restaurantes de frutos do mar. Lá também há a fábrica da Boudin, que faz os pães mais famosos da cidade, em forma de bichinhos. A poucos minutos a pé está a fábrica de chocolates da Ghirardelli, com suas barras recheadas de caramelo e sundaes deliciosos. Um dos melhores hambúrgueres da cidade está no Super Duper, um fast food com alma de slow food.

Para não passar perrengue

A região do Civic Center/Tenderloin pode ser um pouco perigosa a noite. Nada comparado com o centro de grandes capitais brasileiras, mas é bom ficar mais atento.

Na cidade venta muito, muito mesmo. Então é aconselhável que você tenha uma blusa corta vento. Mesmo no verão, que aqui tem temperaturas amenas, dificilmente acima dos 25 graus.

Estacionar é difícil e caro, não vale a pena alugar um carro para circular dentro da cidade. É melhor usar o transporte público ou apps como Uber e Lyft.

Tem que saber

Na cidade há muito homeless. Não se assuste nem fique com medo, tirando a região do Civic Center e Tenderloin, a cidade é muito segura.

É proibido beber na rua e carregar bebidas alcoólicas a vista. Lembre-se disso quando for comprar as excelentes cervejas e vinhos californianos.

Vale muito a pena fazer um passeio pelas vinícolas de Napa Valley. Você pode alugar um carro – desde que tenha alguém que possa dirigir e não beba. Ou embarcar com uma agência de turismo.

Para embarcar para San Francisco você precisa ter passaporte e visto americano. 

Dica Bidu

Para garantir uma viagem tranquila, vale a pena contratar o melhor seguro viagem com a Bidu. Nos Estados Unidos despesas médicas costumam ser bem caras. Você pode contratar um seguro que cubra essas possíveis despesas e embarcar mais tranquilo 🙂