Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Seguro Viagem Oriente Médio: tudo o que você precisa saber

O Oriente Médio é uma região, que engloba 18 países da Ásia, da África e até da Europa. Lá estão algumas das atrações mais impressionantes do mundo, como Petra, na Jordânia, vários desertos incríveis, a cidade sagrada de Jerusalém… Sem falar nos bazares milenares, nos hotéis luxuosos dos Emirados e na comida maravilhosa do Líbano. Isso combinado com muita história e alguns dos povos mais receptivos e simpáticos do mundo.

Quer mais motivos para conhecer essa região? Há vários voos diretos para lá partindo do Brasil. Como os da Emirates, Qatar, Etihad e Turkish Airlines – que chega do lado “europeu” de Istambul, a cidade dividida entre dois continentes. E, apesar do que os noticiários mostram, há muitos locais tão seguros quanto grandes capitais do mundo.

Seguro Viagem Oriente Médio

Mas antes de emitir a sua passagem, você precisa prestar atenção em algumas coisas:

O seguro viagem para o Oriente Médio é obrigatório?

Sim, o seguro viagem pode ser exigido não só na imigração dos países que você deseja conhecer, como também ainda no Brasil, no check-in do seu voo. Isso porque, se você não tiver os documentos necessários para entrar no seu destino, a companhia aérea que te levou é a responsável por trazê-lo de volta para o Brasil.

Porém, o único país que exige uma cobertura mínima é o Chipre, que faz parte do Tratado de Schengen. Para embarcar pra lá você precisa contar com um seguro que tenha cobertura médica e hospitalar de, no mínimo, 30 mil euros.

Como contratar um seguro viagem para o Oriente Médio?

A Bidu pode te ajudar a encontrar o seguro que respeite as regras locais e que combine com o perfil da sua viagem: lazer, intercâmbio, negócios, mochilão e etc.

Contratando seguro viagem pela Bidu Corretora, você compara até 10 das melhores seguradoras de viagem e garante várias coberturas, como extravio de bagagem, assistência médica e farmacêutica e outras. Clique e cote!

Cotação de seguro viagem

Quanto custa um seguro viagem para o Oriente Médio?

Veja abaixo uma tabela com o custo médio do seguro viagem.

 

Tempo de Viagem Menor preço Coberturas Maior preço Coberturas
Uma semana
R$ 54,54
Despesas Médicas – EUR 8.000
Extravio de Bagagem – USD 750
R$ 1.290,54 Despesas Médicas – EUR 40.000
Extravio de Bagagem – USD 1.200
Um mês R$ 203,60 Despesas Médicas – EUR 6.000
Extravio de Bagagem – USD 750
R$ 3.494,08 Despesas Médicas USD 1.000.000
Um ano R$ 1.353,42 Despesas Médicas – EUR 6.000
Extravio de Bagagem – USD 750
R$ 21.255,65 Despesas Médicas – USD 1.000.000

*cotações feitas em dezembro de 2016.  Os dados serão atualizados trimestralmente

É verdade que uma consulta médica ou odontológica pode custar mais que o seguro de viagem?

Sim! Em Dubai, por exemplo, só locais e expatriados que trabalham lá têm acesso ao sistema público de saúde. Ou seja, turistas precisam pagar pelo atendimento. Em outros países, como a Jordânia, apenas cidadãos podem usar gratuitamente os hospitais e, se você precisar de uma consulta simples, pode ter que desembolsar o equivalente a R$ 500. No caso de exames e internações, é improvável que você gaste menos de R$ 3.000. Ou seja, não vale a pena arriscar, mesmo que você tenha tomado cuidados para evitar problemas de saúde na viagem.

Todos os gastos médicos e hospitalares estão cobertos?

A maioria sim, mas alguns casos específicos não são cobertos.

Normalmente, os seguros não incluem doenças pré-existentes. Além disso, se você não especificar previamente que fará uma viagem cujo roteiro inclui esportes – como escalada, por exemplo -, saiba que esse risco pode não receber assistência ou reembolso em caso de acidentes decorrentes da prática esportiva. Existem coberturas específicas para práticas de esportes, que você deve contratar para ficar mais tranquilo.

Por isso, vale a pena contar com ajuda na hora de escolher o melhor seguro viagem para você, não só de acordo com os destinos que pretende visitar, mas também com o seu perfil. A Bidu está aqui para te auxiliar nessa missão 😉

Cotação de seguro viagem

É possível visitar mais de um país com o mesmo seguro?

Sim. Os seguros, normalmente, são divididos por continente ou região e perfil do viajante. No caso do Oriente Médio, como engloba três continentes, você deve especificar quais destinos deseja visitar, para confirmar se todos estão cobertos ou se será necessário contratar uma cobertura adicional. No caso do Iraque e da Síria, por conta dos conflitos, eles normalmente não são cobertos por seguros “comuns” de turismo. Para que você não tenha que ficar quebrando a cabeça com isso, a Bidu te ajuda a encontrar o seguro perfeito para a sua viagem.  

É possível contratar um seguro por um período inferior ao da viagem?

Poder, você pode. Mas não é aconselhável que faça isso, visto que é um sinal amarelo (ou até vermelho) para o agente de imigração, que pode questionar a divergência das datas e barrar a sua entrada.

E, pior. Você pode ter uma tremenda dor de cabeça ao não contar com assistência financeira. Caso precise de atendimento médico fora do período especificado no seguro, pode passar por apuros. 

Aqui vale um adendo: os agentes de imigração e até mesmo muitas companhias aéreas que voam para o Oriente Médio, exigem que você tenha a passagem de volta emitida. Isso mesmo, não dá para embarcar só com a passagem de ida e depois decidir quando voltar.

É possível estender o seguro após o embarque?

Sim. Na maioria dos casos, basta que você ligue para o atendimento ao cliente da sua seguradora alguns dias antes do vencimento e peça uma nova cotação. Porém, isso varia de acordo com a empresa contratada.

O seguro incluído no cartão é válido?

Alguns sim, outros não.

Como saber? A primeira coisa que você deve conferir é se a categoria do seu cartão de crédito oferece o seguro viagem.

Se sim, é preciso analisar o que está coberto. Muitas empresas oferecem dois benefícios distintos, um seguro viagem básico, com cobertura em casos de morte e invalidez permanente, e o Certificado Schengen.

Isso, porém, não garante que você terá cobertura, por exemplo, caso a sua bagagem seja extraviada ou se perca no meio do caminho. Por isso, reiteramos que vale a pena entrar em contato com a empresa que administra o seu cartão e perguntar o que está ou não coberto. E, caso considere necessário, contratar um seguro a parte, que complemente o do cartão.

Vale lembrar que esse seguro só é válido para passagens pagas integralmente com o cartão de crédito e, normalmente, cobre no máximo três meses no exterior.

Saiba mais sobre seguro viagem de cartão de crédito.

Antes de embarcar para a o Oriente Médio é bom fazer um check-list?

Sim, segue uma sugestão:

  • Passaporte com a validade mínima definida pelos países que você irá visitar.  E visto, caso seja necessário. Para conferir quais países exigem visto, clique aqui.
  • Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela
  • Passagem de ida e volta
  • Comprovante do Seguro Viagem
  • Comprovante de reserva dos hotéis que irá ficar ou carta convite de um amigo que resida legalmente no país
  • Algo que comprove que você tem dinheiro suficiente para se manter durante a viagem (cartão de crédito/débito/pré-pago ou dinheiro em espécie).
  • Contato da Embaixada do Brasil no país que você visitará

Documentação obrigatória

Para entrar em todos os países do Oriente Médio você precisa de um passaporte válido. De preferência, por no mínimo seis meses após a data do seu embarque. Além disso, para alguns países, como o Líbano, é exigido também o Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela.

Pode ser obrigatório também o visto prévio, como para o Irã e Afeganistão. Ou então, oferecida a opção de tirá-lo no aeroporto de entrada, como na Jordânia. Para visitar a Turquia ou Israel, brasileiros não precisam de visto. É aconselhável que você também tenha em mãos o seu seguro viagem, comprovante da reserva da hospedagem e de passeios e, claro, a sua passagem de volta para o Brasil.

É muito comum, na imigração desses países, eles questionarem a intenção da sua viagem e também qual é o seu roteiro no destino. Por isso, vale a pena anotar em um papel todos os lugares que pretende visitar. E fique atento, por questões políticas, se você tiver o carimbo de entrada ou saída de Israel em seu passaporte, não será aceito em vários países árabes, como Líbano e Emirados Árabes. Inclusive, não poderá embarcar nos voos da Emirates, mesmo que seja para Buenos Aires.

Da mesma forma, se você tiver um carimbo ou visto do Irã, pode ser que tenha dificuldades para ser aceito em Israel e, agora, até nos Estados Unidos. Caso necessário, tire um novo passaporte, para embarcar tranquilo.