O que é Regresso Sanitário?

Se existe uma certeza na hora de viajar é: imprevistos sempre acontecem. Seja aquela mala extraviada, atrasos ou cancelamento com o voo ou problemas médicos inesperados. Para isso, recomenda-se estar prevenido através de um seguro viagem, uma garantia para horas difíceis quando estamos longe de casa. Dentre os serviços disponíveis do seguro, estará o regresso sanitário. Você sabe direitinho o que é isso? Ainda não? Fique com a gente que explicamos para você! 

imagem de avião representando passagens baratas europa e texto sobre regresso sanitário

Cotação Online de Seguro Viagem

O que é Regresso Sanitário?

O regresso sanitário nada mais é do que o transporte médico da pessoa que contratou o seguro viagem ao seu local de origem ou domicílio. Claro, isso só acontece se o segurado sofrer algum acidente ou estiver doente, o que obrigaria um retorno imediato onde iniciou a viagem. 

Ou seja, o regresso sanitário indeniza todas as despesas essenciais para o transporte médico. Isso ocorre desde o que plano adquirido esteja dentro dos limites do seguro

Importante esclarecer: essa cobertura se faz necessária somente se o segurado não estiver em condições de voltar como passageiro em um voo convencional. Do contrário, o benefício não seria utilizado. 

Quem decide quando ele deve ser usado?

Não é o segurado, muito menos a seguradora. Quem seria? A equipe médica! Com o auxílio do médico que atendeu o segurado, a equipe médica deverá decidir sobre a necessidade (ou não) do regresso sanitário. 

Tudo depende da real situação de saúde do segurado. Se precisar de um avião ambulância, aparelhado com equipamentos especiais para conduzi-lo, a equipe médica atestará o uso do regresso sanitário. Em outros casos, pode indicar a opção de um avião adaptado que esteja de acordo com as condições que se encontra o segurado. 

O meio de transporte a ser escolhido ficará a cargo da equipe médica. 

O que o Regresso Sanitário cobre?

Como essa cobertura indeniza apenas os gastos do transporte médico, algumas dúvidas podem surgir a respeito dos serviços garantidos pelo benefício. O regresso sanitário oferece:

  • Organização da viagem de retorno ao local de origem;
  • Preparo da logística no embarque e desembarque;
  • Infraestrutura necessária ao paciente;
  • Aparelhagem auxiliar no voo;
  • Equipe médica de acompanhamento;
  • Ambulância. 

Como funciona o Regresso Sanitário?

O primeiro passo é avisar a seguradora pedindo assistência para que ela tenha conhecimento da situação. A partir disso, o segurado, após ser atendido por um médico, precisará entrar em contato novamente com a seguradora para informar sobre as suas condições. 

Posteriormente, será preciso o envio de documentos médicos que atestem a necessidade do regresso sanitário, como resultados de exames e laudos. 

Depois, chega o momento crucial. A equipe médica da seguradora receberá os documentos e analisará se o segurado precisa, de fato, retornar imediatamente sob cuidados especiais. Caso precise, o benefício é aceito e, a própria equipe médica, entra em ação. Decidirá o modo de transporte, aparelhos a serem usados e os profissionais que irão acompanhar o paciente. 

Com isso, ocorre o contato da seguradora com o hospital que se encontra o segurado para o planejamento do transporte. 

Ao chegar no local de origem/domicílio do segurado, o regresso sanitário se encerra ao realizar a transferência do próprio a um hospital, clínica ou a sua própria residência. 

O que o Regresso Sanitário não cobre?

Como falamos de um benefício, há algumas regrinhas do que NÃO está coberto no regresso sanitário, vamos a elas:

  • Quando não existe a necessidade comprovada pela equipe médica do regresso sanitário;
  • Quando o segurado estiver apto a retornar em um voo convencional;
  • Gastos com as despesas médicas antes e depois do regresso sanitário;
  • Alterações de voo durante o transporte médico;
  • Recusa do retorno ao domicílio para o tratamento.

Como contratar seguro saúde para viagem internacional

É preciso contratar essa cobertura?

Não, esse não é um item vendido à parte no seguro viagem. Pelo contrário: ele está incluso nas coberturas básicas oferecidas pelo seguro. Ou seja, qualquer seguro viagem tem essa cobertura garantida por lei. 

O que altera, na verdade, são os valores. Esteja atento ao plano de seguro escolhido, pois, através dele, você descobre o quanto o regresso sanitário cobre todas as despesas do transporte.  

Por que isso importa? Simples: vamos supor que a cobertura do regresso sanitário seja de R$ 50 mil reais. Ao precisar do benefício, você gastou, somando todo o transporte médico, R$ 60 mil reais. Já sabe o que acontecerá, certo? Os 10 mil restantes precisarão sair do seu bolso, já que ultrapassou o limite a ser indenizado. Mas calma: geralmente, os planos têm valores generosos e suficientes que cobrem tudo. 

Por falarmos de um benefício que requer altos gastos, fica claro o porquê é usado em casos especiais e somente autorizado com o aval de uma equipe médica. 

Qual a diferença do Regresso Sanitário com traslado médico?

O traslado médico é uma cobertura básica do seguro viagem que garante uma assistência médica ao segurado. Mais simples, o traslado médico assegura uma indenização no caso de atendimento numa clínica ou hospital mais próximo devido a um acidente ou doença. 

Ficou doente mas consegue continuar a viagem? O traslado médico cobre esses gastos para você. Diferente do regresso sanitário, quando se faz obrigatório interromper a viagem por motivos médicos. 

Por que ficar atento ao Regresso Sanitário?

Antes de qualquer coisa, é preciso saber se para onde está viajando é obrigatório o seguro viagem. Por isso, como existem lugares que não pedem o seguro viagem (alô, Estados Unidos), você pode acabar passando por maus bocados: a depender do destino, os gastos com despesas médicas podem sair muito altos. O que, certamente, poderia ser bastante amenizado com a garantia do seguro viagem. 

 

Última atualização em 23/09/2019