Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Seguro viagem cobre doenças preexistentes?

Imagem de um aeroporto com a descriçao "seguro viagem e doenças preexistentes"

O seguro viagem cobre doenças preexistentes? Veja aqui na Bidu.

Você está planejando sua ida para a Inglaterra e contratou um Seguro Viagem Europa para ficar protegido em outro continente. Você chegou na terra da rainha, tirou algumas fotos no Palácio de Buckingham e conheceu a famosa Torre de Londres. No meio do city tour sua diabetes atacou e você teve uma crise de hipoglicêmia. Por ser uma doença pré-existente, será que o seguro viagem cobre o atendimento? Nós da Bidu te respondemos!

O seguro viagem cobre doença preexistente?

Muita gente, ao contratar um seguro viagem, não lê o contrato – as famosas letrinhas miúdas -, e pode acabar sofrendo por conta disso. Um dos pontos mais “problemáticos” é, sem dúvida, quanto às doenças pré existente, que não são cobertas pela maior parte dos seguros viagem.

Isso quer dizer que, se você tiver uma doença crônica, não pode ir para o exterior? Não necessariamente, se seu médico autorizar a viagem, é possível sim viajar coberto, desde que você especifique seu estado de saúde no momento da contratação do seguro. Nós explicamos um pouquinho melhor como fazer isso abaixo.

O que são doenças preexistentes?

Já fizemos uma postagem de como prevenir doenças em viagens para a Europa, mas a doença preexistente não são essas viroses como gripe. Entram nessa categoria doenças crônicas ou que você esteja tratando e investigando até 90 dias antes de embarcar na sua viagem. Além disso, complicações decorrentes de cirurgias, independente de quando essas foram feitas, também não estão cobertas.

Se você estiver tomando algum remédio prescrito, já teve câncer ou então problemas sérios de saúde nas costas, pescoço, coração, sistema circulatório ou respiratório, deve avisar também a seguradora.

Por que essas doenças não estão cobertas?

Normalmente, os seguros de viagem incluem cobertura apenas para problemas que surgem durante as suas férias, como gripes, torções ou mal decorrentes de acidentes. Isso evita, por exemplo, que clientes utilizem os seguros para fazer tratamentos de saúde no exterior.

O mesmo vale para problemas odontológicos, ou seja, você não pode usar a cobertura do seu seguro para fazer uma limpeza ou clareamento dentário, por exemplo.

Quem tem doenças preexistentes pode contratar um seguro viagem?

Sim, todo mundo deveria embarcar coberto por um seguro. O que muda, nesse caso, é que você deve especificar previamente a sua condição de saúde. Isso quer dizer, quando estiver cotando o seu seguro, você deve colocar essa informação, para que a seguradora especifique qual é a melhor plano no seu caso.

Antes de escolher um seguro viagem, vale a pena cotar com várias empresas, visto que o valor máximo de cobertura em planos especiais varia muito. Há coberturas desde US$ 700 até US$ 50.000 para doenças preexistentes, como no caso da Premium Assistance OMINT. O Bidu pode ajudá-lo nessa missão, já que cota, ao mesmo tempo, em várias seguradoras e te apresenta as melhores opções.

O que acontece se eu não especificar uma doença preexistente?

Essa não é uma boa ideia, já que pode anular a validade do seu seguro viagem. Se você sofrer algum problema de saúde durante as férias, decorrente de doença preexistente, a seguradora não é obrigada a cobrir o atendimento hospitalar.

E isso pode ser provado por ela de várias formas, principalmente através do próprio relatório médico. Caso ela tenha coberto o atendimento e, depois, consiga provar na justiça que foi para uma doença preexistente, você terá que devolver o valor da consulta/internação.

Faça uma cotação de seguro viagem e mantenha-se protegido em outro território.

Veja também: