Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

O que fazer em Moscou?

Visitar Moscou é uma verdadeira aula de história, já que diversos pontos turísticos da cidade tem relação direta com os acontecimentos durante a segunda guerra mundial e guerra fria.

Porém, as atrações da cidade não se limitam apenas nesse assunto. Moscou é uma cidade grandiosa com uma beleza única que tem tudo para ser uma viagem inesquecível.

Confira nessa postagem os principais pontos turísticos da cidade, além de conhecer os pratos típicos e saber o que fazer em Moscou.

Praça Vermelha com o Kremlin do lado direito e Catedral de São Basílio ao lado esquerdo

Praça Vermelha com o Kremlin do lado direito e Catedral de São Basílio ao lado esquerdo

O que fazer em Moscou?

Não sabe o que fazer em Moscou? Conheça os principais pontos turísticos da cidade.

Praça Vermelha

A Praça Vermelha é o principal ponto turístico de Moscou. Isso porque, além de no passado ter sido o palco central do governo comunista, ele apresenta construções exuberantes e importantes, como as catedrais e museus. Fique sabendo que a praça vermelha e as construções ao redor são visitas obrigatórias.

Kremlin

Eles são as fortalezas as margens do Rio Moskva, que foram construídas ao longo dos séculos. Atualmente o nome “Kremlin” é usado também para se referir ao governo, já a sede do governo Russo encontra-se nessa mesma localização.

Catedral de São Basílio

Um dos pontos turísticos mais conhecidos da Rússia é a Catedral de São Basílio. Ela é uma construção grandiosa e colorida, onde cada torre simboliza as chamas de uma vela indo em direção ao céu. São Basílio é um templo da Igreja Ortodoxa Russa e um Patrimônio Mundial da Unesco.

Catedral de Cristo Salvador

Essa Catedral também uma Igreja Ortodoxa, que chama atenção pela sua grandiosidade e cúpula dourada. A construção original teve fim em 1812, porém a pedido de Stalin em 1931, ela foi demolida para a construção de um palácio soviético. Essa obra não saiu do papel e após a queda da União Soviética, a igreja foi reconstruída e finalizada em 2000.

Metrô de Moscou

Pode parecer estranho, mas o metrô de Moscou é um atração a parte. Os lustres, quadros e pilastras lembram um palácio, formando uma belíssima arquitetura.

Metrô - Moscou

Metrô – Moscou

Mausoléu de Lenin

Como o nome já diz, nesse local está localizado o corpo de Lenin, um dos principais líderes soviéticos e líder da revolução russa. Antes de visitar o local, você deve saber que o mausoléu tem alta segurança. Para se ter uma ideia, não é permitida a entrada de celulares e nem mochilas.

Bunker 42

É um abrigo antiaéreo construído durante a guerra fria e que fica a 65 metros debaixo da terra. No Bunker 42 você encontra um pedaço da história do país com simulações de ataques nucleares, sala de comando, armas e muito mais. Vale lembrar a visita é agendada.

Shoppping GUM ou Galeria Glavny

É um dos mais famosos shopping e fica ao lado da praça vermelha. Além da sua bela construção, você pode apreciar a culinária local e fazer compras.

As Sete Irmãs de Stalin

São construções de sete edifícios que foram erguidos em comemoração a vitória da União Soviética na Segunda Guerra.

Museu da Cosmonáutica

Esse museu conta a história da ida ao espaço de um ponto de vista diferente do que os brasileiros estão acostumados a conhecer. Nele você encontra réplica dos primeiros seres vivos a irem ao espaço, naves e foguetes. Esteja preparado, já que a maioria das informações do museu não estão em inglês.

Teatro Bolshoi

O Teatro Bolshoi é um dos mais famosos do mundo, sendo conhecido pelas apresentações de ballet. Você pode garantir seu ingresso pelo site do Teatro Bolshoi, já que as apresentações são bastantes concorridas e costumam acabar rapidamente.

Jardins de Alexandre

Esse é um parque multicolorido que foi construído ao lado dos kremlins. Lá você encontra uma calmaria no meio da cidade de Moscou, com três jardins, estátuas e fontes. Além disso, você encontra o Memorial do Soldado Desconhecido, uma homenagem às vítimas e combatentes da Segunda Guerra Mundial.

Foto do Parque Izmailovksy - Moscou

Parque Izmailovksy – Moscou

Parque Izmailovsky

O Parque Izmailovsky é bem diferente do que estamos acostumados a ver. Localizado bem ao lado do palácio Kremlin, ele abriga construções russas antigas. Se você for aos finais de semana, vai encontrar música, apresentações e muitos piqueniques.

Lago Patriarch’s Pond

Você pode visitar o Lago Patriarch’s Pond que fica no meio da cidade. Ele é um lugar perfeito para passear, tirar fotos e curtir a paisagem.

Parque Gorky

A beira do Rio Moscou e próximo ao Tretyakov, esse parque tem atividades para todos os gostos. Lá você pode andar de bicicleta ou patins, jogar nas quadras, ter aula de yoga e dança, deitar na grama e muito mais.

Mercado Danilovsky

O mercado principal de Moscou é o Danilovsky, sendo um bom lugar para conhecer melhor o cotidiano dos russos. Ele é um mercado é muito bom para fazer refeições rápidas e ainda comprar alguns itens em conserva e doces para trazer na mala.

Galeria Tretyakov

É um dos principais museus da cidade, sendo voltado para a arte russa durante vários séculos. Ela conta com mais de 170 peças, como quadros e esculturas, sendo um prato cheio para amadores de arte.

Catedral O Cristo Salvador

Catedral O Cristo Salvador

Você também pode conhecer outros pontos turísticos de Moscou:

Museu de História e Arquitetura, Jardim Botânico, Parque Neskuchny Sad, Catedral de Assunção, Museu Estatal Pushkin de Belas Artes, Aquário Moskvarieum, Central Children’s Store (shopping para crianças), Monastério Donskoi, Palácio de Tsar Alexei Mikhailovich in Kolomenskove, Oceanário de Moscou e Monastério Interseção.

 

Comidas típicas da Rússia

A culinária russa é bem diversificada e saborosa. Além das comidas típicas nos restaurantes, você pode encontrar a comida oriental. Veja a lista dos pratos que você deve experimentar no país

  • Borscht – Sopa de beterraba e tomate.
  • Solyanka – Sopa picante e cremosa, feita com carne bovina, peixe ou cogumelos.
  • Blini – Semelhante a uma panqueca russa, os recheios podem ser salgados (salmão, cogumelos, carne) ou doces (geléia, leite).
  • Golubtsi – É feito de carne moída temperada e arroz, sendo enrolados em folhas de couve cozidas.
  • Draniki – Panqueca de batata com creme de leite.
  • Frango à Kiev – Uma espécie de bolinho de peito de frango frito ou cozido, com recheios variados de presunto, ervas, salmão e outros.
  • Stroganov – Percebeu a similaridade com estrogonofe? É ele mesmo. Mas aqui é o original.
  • Salada Olivier – Geralmente conhecida como salada russa no Brasil. É uma maionese com batata, ervilha, cebola, ovo, cenoura e pepino.
  • Pelmeni – É uma massa recheada de carne semelhante ao cappelletti. Pode ser servido na manteiga e creme de leite ou em sopas.

Entre as sugestões de restaurantes para você conhecer estão o Bolshoi, que fica bem atrás do teatro Bolshoi, o 5642 Visota e o Khachapuri. A rede de fast-food Teremok também é uma boa pedida para refeições típicas.

E se você gosta de café, não pode deixar de conhecer o Cafe Mandarinovy Gus que é um dos mais tradicionais e charmosos da cidade. Além disso, os preços são bem acessíveis.

 

Aeroporto de Moscou

Fique atento ao comprar sua passagem para Moscou, já que não existem voos diretos do Brasil para essa cidade, sendo necessário fazer conexão na Europa ou Ásia. Por exemplo, saindo de São Paulo, há opções de conexão em Dubai, Marrocos, Amsterdã, Paris, Barcelona e muitos outros.

Você pode chegar em Moscou por um dos três aeroportos internacionais da cidade. O Sheremetievo é o maior aeroporto da cidade em infraestrutura e fica aproximadamente 35 km do centro.

Já o Domodedovo é o maior aeroporto em tráfego e fica há 47 km do centro.

Enquanto o Vnukovo é menor e fica há 30 km do centro. A dica é que, na medida do possível, você pode escolher o aeroporto mais próximo a sua hospedagem, facilitando o translado.

No entanto, se você já estiver pela Europa, pode pegar um voo com as companhias europeias low-cost (Estonian Air, Easyjet e Aigle Azur). Nesse caso, é bom saber que a principal companhia aérea da Rússia é a Aeroflot.

Você também pode chegar ao país de trem se estiver no continente europeu, apesar de não ser a opção mais rápida e barata. Consulte o site da Russian Railways para mais informações.

 

Dicas para viajar em Moscou

  • A moeda oficial da Rússia é o Rublo, difícil de ser encontrado no Brasil ou com uma péssima cotação. Por isso, o ideal é que você leve euros ou dólares e cartão de crédito e troque por rublos lá na Rússia. Muitos lugares também aceitam dólares como forma de pagamento, mas é bom saber que o troco será em rublos.
  • Também é importante levar um dicionário ou saber pelo menos as frases básicas já que a comunicação na Rússia não é das mais fáceis e muitos lugares não atendem em inglês.
  • Se preferir, você pode comprar o Moscow Pass. Ele é um cartão que inclui visitas em 40 museus e 3 excursões. O Moscow Pass vale a pena se você tiver tempo para aproveitar a maioria das atrações que ele oferece.
  • Não se esqueça de incluir o seguro viagem internacional no seu planejamento para ir a Moscou. Com o Seguro de Viagem você não precisa se preocupar se tiver a sua bagagem extraviada ou precisar ser atendido por um médico. Não esquente a sua cabeça à toa e faça uma cotação de Seguro Viagem.