Seg. a Sex. 9:00 às 18:00
(Horário de Brasília)

Copa do mundo 2018: já fez o seu seguro viagem para a Rússia?

Como todo mundo já sabe, a Copa do Mundo 2018 acontecerá na Rússia. Se você está planejando viajar e acompanhar de perto todas as emoções dos jogos, é preciso se certificar que esta com tudo em dia. Passaporte, reservas de hospedagem e, claro, o seu seguro viagem Rússia.

Imagem de mapa da Rússia com bandeiras dos países da Copa ilustrando texto sobre Seguro Viagem Rússia

Ir para a Copa do Mundo 2018 sem um seguro viagem é furada. Não deixe de fazer o seu seguro antes de embarcar.

De acordo com informações do consulado russo no Brasil, o seguro viagem é obrigatório para a entrada no país. Sem esse documento, o turista pode ter os seus planos frustrados.

O seguro viagem Rússia deixa o viajante tranquilo em caso de atendimentos médicos e odontológicos de emergência. Além disso, ele também pode oferecer coberturas extras para todos os tipos de eventualidades.

Afinal, viajar tranquilo e curtir o que as 11 cidades-sede têm para oferecer é tudo o que você quer!

Seguro viagem para Rússia: viaje tranquilo!

O seguro viagem é obrigatório para quem vai visitar a Rússia. O valor mínimo de cobertura é de €30.000.

Com esse documento, as autoridades se certificam que o turista terá como arcar com os eventuais custos de atendimentos médicos de emergência enquanto estiver viajando. Sem ele, a entrada do visitante no país pode ser barrada na imigração.

Assim como no Brasil, a assistência médica prestada pelo governo russo inclui serviços primários – como ambulância e atendimentos de urgência e emergência. E também os secundários, como médicos especialistas.

Entretanto, para receber atendimento médico público no país, o turista precisa estar segurado.

Mas contratar um seguro viagem é muito mais que apenas o cumprimento de uma exigência internacional.

Quem já precisou de atendimento médico particular de emergência sabe o quão cara pode sair essa despesa, principalmente se for no exterior. Os custos de uma consulta podem ultrapassar  € 300, ou algo em torno de R$ 1.260. Já a diária de internação, em média, pode alcançar o valor de € 2.000, o equivalente a R$ 8.400. Para serviços odontológicos, o viajante na Europa pode ter que desembolsar € 200, ou cerca de R$ 840,00.

Estar coberto com relação às despesas médicas e odontológicas é importantíssimo. Além disso, um seguro viagem Rússia oferece também outros benefícios.

Vamos ver alguns deles:

Como escolher o melhor seguro viagem Rússia?

A Copa do Mundo é um evento de relevância global, que irá reunir pessoas de diversas nacionalidades. Em todas as cidades que receberão o evento haverá uma infinidade de opções de passeios e pontos turísticos para serem visitados. E quem está se preparando para tanta agitação, precisa se sentir tranquilo ao embarcar e desembarcar em cada localidade.

Tudo o que o torcedor não quer é se preocupar com o extravio de bagagem, por exemplo. Esse é um incidente mais comum do que se imagina. Ainda mais quando os aeroportos estarão repletos de pessoas vindas do mundo inteiro. Um seguro viagem internacional pode oferecer cobertura nesse caso.

E se você se animou com o espírito do evento e pretende aproveitar a visita à Rússia para praticar algum esporte, pode adicionar essa cobertura específica ao seu seguro viagem Rússia.

Quer mais?

O seu seguro viagem pode cobrir despesas geradas com:

  • cancelamento ou atraso de vôo;
  • pagamento de fiança em caso de acidente de trânsito;
  • despesas farmacêuticas
  • concierge.

E muito mais!

E, claro, também têm as coberturas que ninguém gosta muito de pensar como no caso de morte acidental e invalidez total ou parcial.

Mas, o primeiro passo para uma viagem tranquila, é contar com uma corretora para fazer a cotação do seguro ideal para o seu roteiro e sua necessidade.

Conte com a Bidu para fazer a cotação, nas principais seguradoras do mercado, do seu seguro viagem Rússia para a Copa da Rússia 2018.

Viajar tranquilo custa bem menos do que você imagina!

+ Seguro viagem Europa

Tudo pronto! Rússia, aqui vou eu

Palco da Copa do Mundo, a Rússia é um país de muitas singularidades. Com grande expressão mundial, quase tudo o que acontece por lá no âmbito político ou econômico vira notícia. Ainda mais quando o assunto é a relação com o Estados Unidos. A moeda corrente é o Rublo e o idioma oficial é o russo.

A Rússia é o maior país em extensão territorial do mundo com 17.075.400 km². Para se ter uma ideia, supera em duas vezes o Brasil, que já é considerado um país com dimensões continentais, com 8 514 876 km² de território.

Com todo esse tamanho, a Rússia está localizada em parte do leste Europeu e ao norte da Ásia. A região é conhecida como Eurásia, e possui 11 fusos horários diferentes.

Com cerca de 144,3 milhões de habitantes, segundo estimativas do Banco Mundial, o país tem o que é considerada uma baixa densidade populacional. Para efeito de comparação, o Brasil tem 207 milhões de habitantes, de acordo com o IBGE.

Outra característica bastante forte da Rússia é o rigoroso inverno, verificado, principalmente na parte Siberiana. As temperaturas rondam a casa dos -45ºC, o que pode fazer qualquer brasileiro tremer só de pensar.

Mas, se você já planejando sua viagem para acompanhar a Copa do Mundo, fique tranquilo, porque o evento vai acontecer durante os meses de junho e julho, verão no Hemisfério Norte.

Além disso, as 11 cidades que receberão os jogos foram escolhidas justamente porque possuem um clima mais amigável, com variações entre 15 e 25 graus, em média.

Vamos saber um pouco mais sobre elas:

As cidades da Copa 2018

Torcedores de todo o mundo irão circular pelas 11 cidades que receberão os jogos da Copa. São elas: Moscou, São Petersburgo, Kazan, Sochi, Caliningrado, Níjni Novgorod, Samara, Volgogrado, Saransk, Rostov-on-Don e Ecaterimburgo.

Moscou

Essa é a única cidade-sede que contará com dois estádios diferentes: Luzhniki e Spartak. O primeiro vai ser o palco da abertura e também da partida final do evento e ainda receberá outros cinco jogos. Já o Spartak receberá cinco partidas.

Moscou é a capital da Rússia e reúne cerca de 12 milhões de habitantes. O metrô é o meio de transporte mais comum na cidade.

É considerada um dos grandes centros comerciais da Europa e um dos principais pontos turísticos do País. Abriga a Praça Vermelha, local onde aconteciam os desfiles militares da época da União Soviética. Ali também está o mausoléu do líder da Revolução de Outubro, Vladimir Lênin e o Kremlin.

São Petersburgo

É a segunda maior cidade da Rússia. Lá, o torcedor pode conhecer o museu Hermitage. Ele é  um dos mais famosos do mundo por seu acervo impressionante com mais de 3 milhões de peças que remetem à diversas épocas e culturas. Elas estão divididas em 10 prédios, sendo o coração o Palácio de Inverno, que serviu de residência para czares russos. Outro ponto famoso é a Catedral de Santo Isaac, a quarta maior do mundo, imponente em seus 100 metros de altura e cúpula folheada a ouro.

Kazan

Capital do Tartaristão (uma espécie de estado), é considerada a sede Islâmica da Copa do Mundo, pois a região tem a maior concentração de muçulmanos na Rússia. É símbolo da tolerância religiosa, pois mesquitas dividem, pacificamente, espaço com catedrais ortodoxas. Ocupa o status de terceira cidade mais importante do País. O estádio Kazan Arena receberá seis jogos do evento.

Sochi

A cidade ficou mundialmente conhecida após ter sido sede dos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014, e mistura paisagens de praia e montanhas. Foi a escolhida para abrigar a seleção Brasileira durante o evento. Banhada pelo mar negro, o clima é sempre ameno, sem grandes variações. O que deixa qualquer brasileiro feliz.

Caliningrado

Próxima à Europa Ocidental, a ilha se localiza no mar Báltico, entre a Polônia e a Lituânia. Com ecossistema preservado, o Istmo da Curlândia, uma área de faixa de areia onde se forma uma lagoa, é considerado Patrimônio Mundial pela Unesco. O Kaliningrad Stadium receberá quatro jogos da primeira fase.

Níjni Novgorod

A cidade receberá seis jogos da Copa do Mundo. É uma das mais antigas da Rússia, fundada em 1221. Banhada pelos rios Volga e Oka, mudou de nome durante o regime soviético e passou a ser chamada de Gorky, em uma homenagem a um filho ilustre, o escritor Maksim Gorky.

Samara

O design do Cosmo Arena, estádio construído especialmente para a Copa, tem chamado a atenção pelo design influenciado pela tradição aeroespacial da cidade, considerada o berço da engenharia russa. Quem se interessa pelo tema, pode visitar o Museu da História Espacial. Lá, o visitante pode conferir réplicas de naves, motores e uniformes usados na época da corrida espacial.

Volgogrado

Na década de 1925, a cidade passou a se chamar Stalingrado, em homenagem ao então secretário-geral do partido Comunista, Josef Stalin. Foi completamente devastada durante a Segunda Guerra Mundial e palco da batalha de Stalingrado, em 1942. Nessa batalha, o exército soviético enfrentou as tropas nazistas, que pretendiam o domínio do território russo. No local, anos mais tarde, foi construído o monumento Mãe Pátria, que tem proporções fantásticas, estando entre os maiores do mundo, com 85 metros de altura. Para efeito de comparação, o Cristo Redentor brasileiro tem 36 metros.

Saransk

É a terra onde dizem ter sido inventada a receita do strogonoff. A colorida cidade de Saransk tem mais de 40 igrejas, sendo uma das mais conhecidas a Catedral do Santo e Justo Guerreiro Fyodor Ushakov,i construída em homenagem ao comandante da marinha, canonizado pela igreja ortodoxa.

O local também respira arte e cultura, abrigando museus e galerias repletos de obras e objetos valiosos. O torcedor que estiver na cidade pode conhecer o Museu de Belas Artes da República da Mordóvia ou percorrer os parques e praças enfeitados por estátuas de figuras históricas.

Rostov-on-Don

A cidade é reconhecida pelos russos como a mais quente do país por seus verões que alcançam a casa dos 30 graus. O Rostov Arena receberá o primeiro jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo contra a Suíça. Um dos pontos turísticos mais famosos é a Rua Pushkin, que homenageia o poeta Alexandre Pushkin.

Ecaterimburgo

É a mais fria cidade-sede da Copa do Mundo, com média de 17 graus durante o verão e fica na divisão entre os continentes Europeu e Asiático. A cidade é conhecida por ser a terra natal de Boris Iéltsin, o primeiro presidente pós União Soviética. Tem um passado marcante, pois foi o palco do extermínio da família imperial Romanov, durante a revolução Bolchevique, em 1918. No lugar onde aconteceu o crime foi construída a Igreja do Sangue, considerada hoje um dos pontos turísticos mais emblemáticos da região.

Com tantas atrações, a Rússia é um país que merece ser apreciado. Com o seu roteiro pronto, agora é só fazer as malas e viajar tranquilo. Mas, antes conte com a Bidu Corretora para a cotação do seu seguro viagem Rússia.