Como não errar no tamanho da bagagem de mão?

Vai viajar de avião? Então fique atento para não enfrentar contratempos antes de embarcar. Entre os diversos itens que devem ser checados antes de sair de casa está o tamanho da mala que você pretende levar na cabine. Nessa hora vem a dúvida: como não errar no tamanho da bagagem de mão?

Imagem mala de mão para ilustrar texto sobre tamanho da bagagem de mão

Apesar de haver uma padronização, é importante checar as regras da companhia aérea antes de fazer as malas.

Não é para menos que este assunto tem dado o que falar. Até então, existiam divergências entre as regras de tamanho adotadas por cada companhia aérea. E isso tornava a vida do viajante um pouco turbulenta, já que era impossível lembrar cada uma dessas restrições.

Mas agora, as medidas da bagagem de mão foram padronizadas pelas maiores empresas que operam no Brasil. Com isso, a intenção é facilitar a vida do passageiro e oferecer mais comodidade e conforto a bordo.

Quais são as regras para o tamanho da bagagem de mão?

Para não ficar perdido na hora de embarcar, é necessário fazer um check list completo de tudo o que precisa ser considerado antes de chegar ao destino pretendido. Um assunto que estava, digamos, um pouco difícil de “carregar” era o item: tamanho da bagagem de mão.

Quem está acostumado a viajar de avião já sabe que existem dois tipos de mala: a bagagem de mão, que vai na cabine, e a mala que deve ser despachada, aquela transportada no bagageiro da aeronave.

É fato que os passageiros têm direito de levar uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais. Todas as companhias aéreas permitem isso.

Mas, afinal, o que é preciso saber para não errar no tamanho da bagagem de mão?

Depois de muitas polêmicas e discussões na hora do check in, as principais companhias aéreas que operam no Brasil unificaram as medidas das malas que são permitidas a bordo. Assim, fica mais fácil acertar no tamanho da bagagem de mão.

Desta forma, no geral, você deve verificar se sua bagagem de mão atende às seguintes dimensões:

  • 55 centímetros de altura;
  • 35 centímetros de largura;
  • 25 centímetros de profundidade.

Mas não é só o tamanho da bagagem de mão que conta. Elas devem pesar no máximo 10 kg para voos nacionais ou que tenham o Brasil como origem ou destino.

Essas regras são adotadas pela Avianca, Azul, Gol e LATAM.

Resumindo: se suas malas estiverem fora deste padrão de medidas e peso, precisarão ser despachadas nos check-ins das companhias aéreas. Assim, elas serão transportadas no bagageiro do avião.

Isso significa que elas estarão sujeitas à cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

Qual a melhor forma de não errar no tamanho da bagagem de mão?

Quem quer evitar desentendimentos nas filas de embarques deve, antes de sair de casa, fazer uso da boa e velha fita métrica. É isso mesmo: quem quer acertar no tamanho da bagagem de mão deve conferir rigorosamente as medidas das malas e bolsas que serão levadas na cabine.

Outro detalhe que você precisa se informar é sobre a possibilidade de levar consigo algum item pessoal. Algumas companhias (nem todas) permitem também que o passageiro carregue uma bolsa pequena, mochila de notebook, pasta de trabalho, entre outros.

Contudo, as medidas máximas permitidas para esses itens também são pré-definidas, conforme abaixo:

  • Avianca, Azul, LATAM e Passaredo: 45 cm X 35 cm X 20 cm;
  • Gol: 43 cm X 32 cm X 22 cm;
  • TAP: o item pessoal pode pesar até 2 kg e ter dimensões máximas de 40 cm X 30 cm X 15 cm;
  • MAP não permite o transporte de mais um item a bordo.

Fonte: site Abear.

Então, para o caso de dúvidas sobre o que pode e o que não pode com relação ao item pessoal, vale prestar atenção. As regras são definidas pelas companhias aéreas, de acordo com a tarifa do bilhete, a aeronave e o destino, entre outros quesitos.

Para não errar, cheque todas as informações junto à empresa com antecedência.

Tamanho da bagagem de mão, pode variar?

Segundo informações da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), algumas companhias aéreas como a Passaredo, a MAP e a TAP mantiveram referenciais diferentes para o tamanho da da bagagem de mão.

A Passaredo considera o limite de 10 kg, mas determina as dimensões máximas: 55 cm X 35 cm X 22 cm.

A MAP Linhas aéreas tem como peso limite 5 kg e dimensões máximas de 55 cm X 35 cm X 22 cm.

Já a TAP permite no máximo, 55 cm X 40 cm X 20 cm. Quem viaja de classe econômica pode levar um volume de até 10 kg. Os passageiros da executiva têm direito a dois volumes com até 8 kg cada.

Em outro caso de exceção, a LATAM considera o limite máximo de peso em voos internacionais que não têm o Brasil como origem ou destino: 8 kg para passageiros que viajam na classe Economy e 16 kg para quem viaja na Premium Economy ou na Premium Business.

Informe-se para não correr riscos

Antes de viajar de avião o melhor mesmo é se informar. Para esclarecer as dúvidas de ordem prática, antes do embarque, os passageiros podem recorrer ao site da ABEAR.

Lá é possível consultar uma compilação das regras de tamanho de bagagem de mão de cada companhia.

Mas pode acontecer de você já estar na fila do guichê de sua companhia e ainda não ter certeza de que está com a mala de mão nas dimensões certas. Nesse caso pode usar como referência o gabarito que as empresas aéreas adotam.

Trata-se de uma caixa com fundo falso que possui as medidas ideais para a mala seja compatível com o espaço dentro da aeronave.

Mas, fique atento. Se sua mala for reprovada neste gabarito, você precisará despachar a bagagem.

Inclusive, alguns aeroportos brasileiros adotaram medidas educativas para os passageiros em voos domésticos, sobre a utilização da bagagem de mão. As orientações estão de acordo com as normas em vigor, definidas pela Resolução 400/2016 da Agência Nacional de Aviação Civil.

Sua bagagem segura

Bom, agora que você já sabe como não errar no tamanho da bagagem de mão, está pronto para voar. Mas, se por acaso as medidas da sua mala ultrapassarem as dimensões permitidas, o jeito é despachá-las.

A melhor forma de garantir que tudo irá correr bem é fazendo um seguro viagem. Com ele você estará protegido em diversas situações, entre elas o temido extravio de bagagem!

Quem vai viajar, precisa pensar em muitos detalhes, não é mesmo?

Só não vale ficar preocupado, analisando todos os imprevistos que podem acontecer. Seja qual for o motivo de sua viagem, bom mesmo é ficar tranquilo antes, durante e depois.

Caso algo aconteça com sua bagagem, com a cobertura do seguro viagem, você conta com várias alternativas para resolver esse problema. Por exemplo: acompanhar o rastreamento e indenizar gastos com itens de primeira necessidades que estavam na mala que sumiu.

Viu como vale a pena? Fazer um seguro viagem é mais barato do que você imagina.

Coloque tudo na ponta do lápis! Peça uma cotação do seu seguro viagem com a Bidu.

 

 

Última atualização em 13/05/2019