Como funcionam os voos com conexão?

imagem de aeroporto para texto sobre voos com conexão

Como funcionam os voos com conexão?

Sua viagem está toda planejada mas, antes de chegar ao destino, o seu voo tem uma ou até mais conexões, fazendo com que você troque de avião para continuar o trajeto. O que é preciso fazer em uma situação assim? Como funcionam voos com conexão? Será que é necessário passar por um novo check in e também pegar as malas e despachá-las novamente na conexão?

imagem de aeroporto para texto sobre voos com conexão

É preciso ficar atento aos horários e procedimentos no aeroporto nos voos com conexão.

São muitas as dúvidas sobre o que fazer em voos com conexão. Essa falta de informação pode levar o viajante ao cenário mais complicado: perder o voo de sequência. E ninguém quer passar por isso,  certo?

Vamos então conhecer o que fazer em voos com conexão no Brasil e também no exterior.

Cotação Online de Seguro Viagem

Voos com conexão: dúvidas frequentes

Check-in e bagagem

Uma das principais dúvidas dos viajantes se refere à necessidade ou não de fazer um novo check in em voos com conexão.

Essa questão não tem uma regra básica. Há voos com conexão em que é preciso fazer novo check in e há outros em que esse procedimento não é necessário.

Para que não ocorra problema, a dica aqui é simples. Para saber se o seu voo com conexão terá a necessidade de um novo check in é só perguntar para o atendente da companhia aérea que estiver realizando o seu primeiro check in, no embarque inicial. Mas é bom saber que, normalmente, o novo check in não é necessário.

É nesse momento também que o viajante descobre se a sua bagagem estará no destino final da viagem ou se é preciso recolhê- la na conexão para fazer novo despacho ou check in.

Fazendo um segundo check-in na conexão

Quando o viajante já sabe que terá de fazer novo check in em voos com conexão, deve retirar a bagagem na esteira e se dirigir ao balcão da companhia aérea para repetir o procedimento realizado para o primeiro voo.

Assim como ocorre na chegada ao aeroporto inicial, verifique se o check-in já está aberto e localize o balcão de atendimento. Essa informação pode ser controlada com o número do voo que está impresso na passagem ou que pode ser conferido no bilhete online.

Não é preciso fazer novo check in

Como foi dito, há muitos voos com conexão que não contam com novo check in. Quando isso ocorre, basta desembarcar do avião e seguir em direção ao novo embarque.

É usual receber a informação sobre o voos de conexão quando o desembarque está próximo, ainda dentro do avião. Mas é também comum contar com a ajuda da equipe da companhia aérea que fica próxima da área de desembarque, além de visualizar as telas encontradas pelo saguão do aeroporto.

É só buscar a informação com os dados que constam na passagem: companhia aérea, destino e hora. Em seguida, dirija-se ao portão de embarque e aguarde a chamada.

Quando há pouco tempo para fazer a conexão, fale imediatamente com um funcionário da companhia aérea assim que sair do primeiro voo.

Dicas para que não ocorram problemas nos voos com conexão

1 – Pesquise

Pela internet, pesquise o mapa básico do aeroporto em que a conexão será feita. Assim, você consegue identificar onde ficam os portões de chegada e saída, facilitando o caminho que deverá ser percorrido para fazer a conexão. Há aeroportos gigantes que podem complicar a vida de um viajante que necessita fazer uma conexão e tem pouco tempo para isso.

2 – Atente-se ao tempo de conexão

Falando em tempo, preste muita atenção no tempo que se tem para fazer o trajeto até chegar ao portão do voo com conexão. Pode não ser o momento de passear por lojas ou mesmo fazer um lanchinho: dê preferência à conexão. Lembre-se ainda de que muitas vezes a imigração é feita no solo de conexão e é comum enfrentar filas, entre outros percalços.

3 – Verifique o portão de desembarque e embarque

Esteja bem atento às instruções fornecidas durante o taxiamento do seu primeiro voo quanto ao portão de desembarque. É comum ocorrer mudanças de portões em virtude do reposicionamento da aeronave.

4 – Cuide de sua bagagem de mão

Lembre-se de que cada viajante é responsável pela própria bagagem de mão e deve retirá-la do avião. As equipes da companhia aérea são responsáveis pela transferência da bagagem despachada de um avião para outro em voos com conexão. Geralmente, não é preciso retirá-la na esteira de bagagens no aeroporto de conexão – mas isso pode ser informado no check in inicial.

5 – Mantenha seu cartão de embarque em local fácil

Tenha sempre em mãos o cartão de embarque para o voo com conexão, facilitando a comunicação com os funcionários do aeroporto em caso de dúvidas. Em geral, há apoio de equipes disponíveis logo após o portão de saída, como quando se entra no aeroporto. Mas conte também com as informações dos painéis de voos.

6 – Procure a companhia aérea

Quando o tempo para efetuar a conexão é muito curto, fale com a companhia aérea que é a responsável por garantir a chegada dos passageiros ao destino final. Quando alguém perde a conexão, a empresa deve colocar o passageiro em um voo mais tarde, no mesmo dia. Caso não seja possível ou ocorram transtornos, o passageiro pode solicitar uma compensação ou mesmo uma estadia em algum hotel.

7 – Aproveite o tempo

Quando há tempo de sobra em voos com conexão, é possível passear pelo aeroporto e, até mesmo, sair do aeroporto e conhecer um pouco da cidade. Mas é válido perguntar para algum funcionário qualificado do aeroporto e se informar sobre os melhores meios de transporte para retornar ao aeroporto. Assim, você volta em um horário seguro para o voo de conexão. Importante: caso o país onde é feita a conexão exija visto de trânsito, a saída não é permitida.

8 – Voo com atraso

Por conta de atrasos, pode ocorrer do voo de conexão partir antes da aterrissagem do primeiro voo. Nesse caso, solicite uma compensação à companhia aérea que tem de dar um atendimento qualificado em um cenário assim. Isso inclui refeições e encaixe em um próximo voo. Mas caso fique para o dia seguinte, a companhia deverá providenciar hotel. Mas, lembre-se: isso tudo só pode ocorrer quando a perda do voo for de responsabilidade da companhia aérea e não do passageiro.

9 – Cuidado na locomoção

É verdade que agilizar a ida para o embarque de conexão é importante. Porém, nunca corra dentro de aeroportos, principalmente em outros países e quando se está pilotando carrinhos de bagagem.

Seguro Viagem pode ajudar na conexão?

Apesar de a companhia aérea ser responsável por qualquer tipo de atraso em voos com conexão, o seguro viagem pode te salvar de alguns imprevistos. Contratando um seguro viagem, você pode se garantir caso ocorra algum problema com sua bagagem ou voos atrasados e cancelados. Basta verificar qual é a cobertura do seguro viagem que está sendo contratada. Não deixe de fazer um seguro viagem!

 

Última atualização em 22/08/2019